O pessoal da infra bloqueou nosso trabalho

Transcrição ↓

Chefe: Alonso, te passei várias demandas, por que você não está fazendo nada?
Alonso: O pessoal da infra bloqueou nosso trabalho
Chefe: Como assim? O Programador ali está trabalhando, não?
Programador: Normal…
Chefe: Viu, a infra não bloqueou nada…
Alonso: Bloqueou, sim. Bloquearam o Stackoverflow
Programador: PLOFT!

Camiseta: Programação orientada a Ctrl+C Ctrl+V

Please enable JavaScript to view the comments powered by Disqus.

via Vida de Programador

Nova categoria do Uber; Mercado Livre lança serviço de assinatura e + [CT News]

Bem-vindos ao nosso “jornal” diário com o resumo das principais notícias sobre tecnologia. Com o Canaltech News, em pouco mais de 5 minutos você fica por dentro dos principais produtos lançados do mercado, da movimentação das principais empresas do segmento, novidades das redes sociais, curiosidades, cultura geek, e muito mais.

Nesta edição, falamos sobre:

  • Nova categoria do Uber promete reduzir preços em até 75%
  • WhatsApp para Android agora permite adicionar descrição aos grupos
  • Quadrilha de hackers que roubou mais de US$ 50 milhões em bitcoins é exposta
  • Mercado Livre lança serviço de assinatura de produtos
  • Lançamento da Motorola permite imprimir fotos na hora com apenas um clique
  • Instagram tem novas opções de replay para mensagens diretas
  • Nem só de Bitcoin vive o blockchain: conheça 8 aplicações inovadoras da tecnologia
  • Bill Gates vai ter participação especial em episódio de The Big Bang Theory
Gostou desse vídeo?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.

via Canaltech

Notebooks Windows 10 com Snapdragon 835 chegam ao mercado até março

A Qualcomm confirmou hoje (21) que os computadores Windows 10 em suas versões completas em formato desktop rodando no processador Snapdragon 835 — também conhecidos como Always Connected Windows 10 PCs — chegam ao mercado internacional ainda neste primeiro trimestre de 2018. Isso significa que a Qualcomm e a Microsoft pretendem começar a distribuir esses produtos junto com suas parceiras até o fim do mês de março.

Apesar disso, não temos informações muito concretas sobre uma data mais específica ou mesmo informações sobre quais modelos de fato chegam às prateleiras até março. Incialmente, os modelos fabricados pela Lenovo e pela HP estavam marcados para o segundo trimestre do ano, o que nos faz imaginar que o comunicado atual da Qualcomm se refira apenas ao Asus NovaGo.

Esse aparelho foi mostrado em um evento da Asus no Havaí e foi considerando o primeiro notebook do mundo a ser lançado comercialmente com um processador Snapdragon. Ele deve custar a partir de US$ 599 nos EUA, algo próximo de R$ 2 mil na cotação de hoje, desconsiderando eventuais impostos. A grande vantagem de computadores com chips Snapdragon é a conectividade 4G de alta velocidade e a autonomia de bateria esperada para mais de 20 horas de uso.

Incialmente, os Always Connected Windows 10 PCs serão vendidos em apenas seis países: Austrália, China, Itália, França, Reino Unido e Estados Unidos. Ainda não temos informações sobre quando esses aparelhos chegam ao Brasil.

Cupons de desconto TecMundo:

via Novidades do TecMundo

Cofundador do WhatsApp investe US$ 50 milhões no concorrente Signal

O cofundador do WhatsApp, Brian Acton, está injetando US$ 50 milhões no concorrente Signal, o mensageiro mais usado atualmente pela comunidade de internautas interessada em segurança digital, bem como por jornalistas, ativistas e outro profissionais preocupados com privacidade até as últimas consequências. O Signal é completamente criptografado e oferece mais privacidade do que o WhatsApp, por exemplo, uma vez que nenhum tipo de dado do usuário é coletado pela ferramenta.

Acton abandonou o WhatsApp em 2014, mesmo ano em que o Facebook comprou o mensageiro mais popular do mundo por US$ 19 bilhões. Por conta desse valor estratosférico, podemos imaginar que os US$ 50 milhões que Acton colocou no Signal não o deixaram menos rico.

Seja como for, esse dinheiro está sendo utilizado para criar a Fundação Signal, que busca apoiar o desenvolvido de tecnologias para privacidade online que ajudem a garantir a liberdade de expressão em escala global.

Apoio ao próprio Signal

Ainda não há muitos detalhes acerca do que exatamente essa fundação fará, mas ela já começa servindo como uma organização de apoio ao próprio Signal, que agora terá uma forma de se manter ativo e em desenvolvimento com mais segurança.

Moxie Marlinspike, fundador da Open Whisper System, a organização que criou o Signal, disse em um comunicado conjunto que a chegada de Acton no app não apenas ajuda o Signal financeiramente, como também se trata da adição de “um engenheiro talentoso que visionário com décadas de experiência construindo produtos de sucesso” à equipe.

O objetivo da nova fundação, segundo Marlinspike e Acton, é mostrar que criar um produto online de sucesso, sem fins lucrativos e que não use os dados do usuário como commodity é possível no campo dos mensageiros.

O Signal está disponível para Android, iOS, Windows, macOS e Linux.

Cupons de desconto TecMundo:

via Novidades do TecMundo

Cofundador do WhatsApp investe US$ 50 milhões no concorrente Signal

O cofundador do WhatsApp, Brian Acton, está injetando US$ 50 milhões no concorrente Signal, o mensageiro mais usado atualmente pela comunidade de internautas interessada em segurança digital, bem como por jornalistas, ativistas e outro profissionais preocupados com privacidade até as últimas consequências. O Signal é completamente criptografado e oferece mais privacidade do que o WhatsApp, por exemplo, uma vez que nenhum tipo de dado do usuário é coletado pela ferramenta.

Acton abandonou o WhatsApp em 2014, mesmo ano em que o Facebook comprou o mensageiro mais popular do mundo por US$ 19 bilhões. Por conta desse valor estratosférico, podemos imaginar que os US$ 50 milhões que Acton colocou no Signal não o deixaram menos rico.

Seja como for, esse dinheiro está sendo utilizado para criar a Fundação Signal, que busca apoiar o desenvolvido de tecnologias para privacidade online que ajudem a garantir a liberdade de expressão em escala global.

Apoio ao próprio Signal

Ainda não há muitos detalhes acerca do que exatamente essa fundação fará, mas ela já começa servindo como uma organização de apoio ao próprio Signal, que agora terá uma forma de se manter ativo e em desenvolvimento com mais segurança.

Moxie Marlinspike, fundador da Open Whisper System, a organização que criou o Signal, disse em um comunicado conjunto que a chegada de Acton no app não apenas ajuda o Signal financeiramente, como também se trata da adição de “um engenheiro talentoso que visionário com décadas de experiência construindo produtos de sucesso” à equipe.

O objetivo da nova fundação, segundo Marlinspike e Acton, é mostrar que criar um produto online de sucesso, sem fins lucrativos e que não use os dados do usuário como commodity é possível no campo dos mensageiros.

O Signal está disponível para Android, iOS, Windows, macOS e Linux.

Cupons de desconto TecMundo:

via Novidades do TecMundo

Você tem ideia de quanto a viagem do homem à Lua custou aos EUA?

Como você sabe — embora alguns teimem em duvidar —, o homem pisou na Lua pela primeira vez no dia 20 de julho de 1969, evento que foi assistido por milhões de pessoas de todo o mundo e foi seguido de outras seis missões que levaram seres humanos para “passear” no nosso satélite. A última delas foi a Apollo 17, que ocorreu em dezembro de 1972 e, desde então, nenhum terráqueo voltou a por os pés por lá.

Pegada do homem na LuaE nunca mais voltaram (Milners Blog)

A ida do homem à Lua rolou em meio à corrida espacial e foi motivada pelas tensões entre norte-americanos e soviéticos durante a Guerra Fria. Aliás, a viagem passou longe de ser tranquila, uma vez que o pessoal da NASA teve que desenvolver um sem fim de tecnologias, lidar com uma série de incertezas e superar vários fracassos acumulados ao longo dos anos. No entanto, no fim, os EUA conseguiram vencer a União Soviética na hora de plantar a primeira bandeira no nosso satélite — mas, você tem ideia do custo dessa brincadeira?

Cu$to a$tronômico

De acordo com Joan Faus, do portal de notícias El País, os esforços de mandar o homem à Lua começaram muito antes do dia histórico em que Neil Armstrong se tornou o primeiro humano a pisar no satélite, no finalzinho da década de 60.

Segundo Faus, entre os anos de 1959 e 1973, ou seja, até um pouquinho depois da última missão tripulada à Lua, o governo norte-americano investiu US$ 23,6 bilhões (perto de R$ 77 bilhões) no projeto de explorar o satélite — e isso sem contar todos os gastos com desenvolvimento e construção da infraestrutura necessária para a realização das missões!

Bandeira americana na LuaMomento histórico (Amateur Photographer 1)

Só que essa cifra de US$ 23,6 bi é referente aos valores de 1973. Atualizando, hoje o montante seria equivalente a quase US$ 131,8 bilhões — ou pouco mais de R$ 428 bilhões. Aliás, na época, o investimento fez com que o orçamento destinado à NASA passasse a US$ 5,2 bilhões anuais (que seriam US$ 40,9 bilhões hoje), o que representava 5,3% de todo o gasto público do Governo dos EUA.

E se a NASA decidisse retomar a exploração da Lua e lançar uma nova missão até lá agora, quanto isso custaria? Em 2005, a agência espacial divulgou uma estimativa de qual deveria ser o investimento para enviar uma nave tripulada ao satélite e concluiu que a empreitada custaria cerca de US$ 104 bilhões — montante que, conforme explicou Faus, não deveria ser muito diferente se o projeto fosse colocado em andamento hoje.

Bora lá?

E por que a NASA não manda logo alguém até a Lua, então? Simples: porque a agência espacial se encontra em uma situação completamente distinta atualmente. Enquanto nos anos 60 ela tinha acesso a uma quantia astronômica de dinheiro público, com o passar dos anos, o montante foi sendo reduzido e, hoje, equivale a (apenas) 0,45% de todo o orçamento do governo norte-americano.

Homem na LuaPodia rolar uma nova viagem, né? (Amateur Photographer 2)

Os recortes são consequência de uma porção de fatores, como o fim da corrida espacial e a falta de interesse dos governantes em investir em novos programas espaciais. Sem falar que muita gente acredita que seria muito melhor se a grana necessária para chegar até a Lua fosse investida aqui mesmo, na Terra — uma vez que nem todo mundo tem noção que muitas das tecnologias desenvolvidas por causa da exploração espacial acabam sendo incorporadas no nosso dia a dia, melhorando as nossas vidas.

De acordo com Faus, o Governo dos EUA aprovou um pequenino aumento no orçamento da NASA para 2019, mas parece que vai ser difícil que a agência espacial consiga chegar muito longe com essa graninha extra.

Você tem ideia de quanto a viagem do homem à Lua custou aos EUA? via Mega Curioso

Cupons de desconto TecMundo:

via Novidades do TecMundo

O que podemos esperar da MWC 2018

MWC 2018 é um dos eventos de tecnologia mais esperados do ano por trazer muitos lançamentos de smartphones e outros aparelhos do tipo. Pelo que diz a dimensão dos rumores, a feira neste ano será bem movimentada, com lançamentos de várias grandes marcas. Ao passo que isso acontece, outras empresas que tradicionalmente trazem seus principais lançamentos para o evento estarão ausentes, ou quase isso.

Essa feira começa na próxima segunda-feira (26), mas algumas marcas vão queimar a largada e mostrar suas novidades já no domingo (25). Mas o que efetivamente teremos nesse evento?

Samsung

A Samsung, como era de se esperar, será a grande estrela do show com o lançamento dos seus esperados Galaxy S9 e S9+. Já temos praticamente todas as informações acerca desses modelos vazadas na web, desde múltiplas renderizações e foto dos dispositivos até detalhes de especificações. Mas o que realmente importa saber sobre os novos top de linha da coreana é o fato de eles trazerem um sistema de câmeras atualizado na traseira.  

O S9+ deve ter um conjunto de dois sensores, enquanto o S9 simples terá apenas um. Você pode conferir todos os dados técnicos que já temos sobre eles aqui, incluindo algumas novidades de software que estas câmeras terão, o que justificaria o slogan da coreana para os novos aparelhos: “A câmera reimaginada”.

O evento de lançamento da Samsung está marcado para o dia 25 de fevereiro, domingo, às 14h no horário de Brasília. Fique ligado ao TecMundo para conferir nossa cobertura ao vivo em vídeo.

LG

A situação da LGno mercado global de smartphones hoje é complicada. A empresa vem de vários trimestres de dificuldade financeira e seus principais smartphones não têm vendido muito bem. Apesar disso, rumores vinham falando do suposto LG G7 há meses até que, no início de janeiro, surgiu a informação confirmada por múltiplas fontes de que o CEO da LG teria ordenado o cancelamento do G7, fazendo com que a empresa começasse do zero o desenvolvimento de um outro top de linha em seu lugar. Por isso, a companhia não teria um novo celular para lançar na MWC deste ano. Ainda assim, a LG deve dar as caras no evento para mostrar uma nova versão do LG V30 com inteligência artificial para a câmera.

Sony

Espera-se que a Sony lance na MWC 2018 pelo menos um top de linha, o suposto Xperia XZ 2 Premium ou XZ Pro. Seja qual for o nome, rumores dizem que ele trará o Snapdragon 845 mais 6 GB de RAM e alto-falantes frontais com som estéreo. A empresa também pode anunciar alguns modelos intermediários, mas talvez este não seja o caso, já que ela mostrou alguns dispositivos do gênero na CES 2018, no início de janeiro.

sonySupostos novos smartphones da Sony

A Sony tem uma conferência marcada para bem cedo para o dia 26 de fevereiro, às 4h30 no horário de Brasília.

Asus

A Asus é outra grande marca que deve ter uma forte presença na MWC 2018. Espera-se que a Taiwanesa mostre toda a sua linha de ZenFones 5, ou pelo menos alguns deles, durante o evento. Vários rumores e vazamentos sobre o principal modelo da empresa já apareceram online, sendo o mais interessante o que mostra um smartphone com um design claramente inspirado no iPhone X da Apple.

winfuture

A Asus tem uma conferência marcada para o dia 27 de fevereiro, terça-feira, às 15h30 no horário de Brasília.

Nokia

A HMD Global, que está fabricando smartphones sob a marca da Nokia, deve marcar presença forte na MWC 2018. Espera-se que a empresa lance seu primeiro grande top de linha, o qual poderá finalmente chamar atenção de usuários no mundo todo. Fala-se de um Nokia 9, Nokia 10 ou Nokia 8 Pro. Seja qual for o nome, ele deve realmente se destacar pelo hardware. Espera-se um Snapdragon 845 com opções de RAM com até 8 GB e bateria de 3.800 mAh. A tela teria 5,5’’ com tecnologia OLED e bordas muito finas em volta.

Alguns esquemas desse aparelho já vazaram e indicam que ele teria um sistema duplo de câmera na traseira, bem como um mecanismo de lentes zoom giratórias, oferecendo algo próximo do que a Asus mostrou com o ZenFone Zoom original. A marca ainda pode apresentar vários outros modelos intermediários e de entrada.

nokiaSuposto novo Nokia top de linha

A HDM Global tem uma conferência na MWC 2018 marcada para o dia 25 às 12h do horário de Brasília.

Motorola/Lenovo

Espera-se que a Motorolalance a sexta geração da sua família de smartphones Moto G durante a MWC 2018. Segundo os vazamentos que já apareceram na internet acerca desses novos aparelhos, eles devem ganhar um importante redesign neste ano, ficando bem parecidos com o Moto X4. Espera-se que todos eles migrem para o padrão de tela 18:9, fazendo com que esse aspecto se torne mais popular.

mysmartprice

Há informações de que a Lenovo também deve apresentar seus próprios produtos durante o evento, mas não temos informações mais concretas a esse respeito.

Huawei

Rumores indicavam que a Huawei poderia apresentar seus novos aparelhos da linha P20 na MWC 2018, mas rumores recentes indicam que a marca estará fazendo um evento separado em Paris, na França, e não na Espanha, no dia 27 de março. Portanto, na MWC, esperamos que a companhia chinesa traga apenas o Huawei Watch 3 de novidade, sobre qual sabemos muito pouco. As únicas informações vazadas indicam que o dito relógio teria uma forma de rastrear gestos fora da tela, como as costas da mão do usuário e braço.

huawei watch 3

A Huawei tem uma conferência marcada para o dia 25 de fevereiro ás 10h no horário de Brasília.

Outras marcas

Rumores indicam que a Xiaomi não deve trazer nenhuma grande novidade em smartphones para a feira, mas talvez a marca surpreenda a todos e lance algo inesperado. A TCL, dona das marcas Alcatel e BlackBerry, já confirmou que mostrará uma série de smartphones da Alcatel. No caso da BlackBerry, é possível que vejamos até dois modelos com teclado físico aparecendo na feira.

A HTC terá uma presença na feira, mas não deve trazer nenhum grande lançamento. É possível que a Google, à exemplo do que aconteceu na CES 2018, compre todos os espaços de publicidade da MWC 2018 para o Google Assistente. A empresa sempre está nessas feiras, mas raramente anuncia novos produtos, apenas parcerias com outras marcas. Portanto, caso a criadora do Androidmostre alguma coisa no evento, deve ser algo relacionado ao Google Assistente.

gulfbusiness

Dezenas de marcas chinesas menores também marcarão presença, como Oppo, Vivo, Nubia, Nao e muitas outras. Todas elas devem trazer algum lançamento para a MWC 2018, mas não esperamos que elas ofusquem as grandes em qualquer sentido. Mesmo assim, seria muito interessante ver alguma dessas empresas trazerem mais celulares com o leitor de digitais embutido na tela.

Cupons de desconto TecMundo:

via Novidades do TecMundo

O que podemos esperar da MWC 2018

MWC 2018 é um dos eventos de tecnologia mais esperados do ano por trazer muitos lançamentos de smartphones e outros aparelhos do tipo. Pelo que diz a dimensão dos rumores, a feira neste ano será bem movimentada, com lançamentos de várias grandes marcas. Ao passo que isso acontece, outras empresas que tradicionalmente trazem seus principais lançamentos para o evento estarão ausentes, ou quase isso.

Essa feira começa na próxima segunda-feira (26), mas algumas marcas vão queimar a largada e mostrar suas novidades já no domingo (25). Mas o que efetivamente teremos nesse evento?

Samsung

A Samsung, como era de se esperar, será a grande estrela do show com o lançamento dos seus esperados Galaxy S9 e S9+. Já temos praticamente todas as informações acerca desses modelos vazadas na web, desde múltiplas renderizações e foto dos dispositivos até detalhes de especificações. Mas o que realmente importa saber sobre os novos top de linha da coreana é o fato de eles trazerem um sistema de câmeras atualizado na traseira.  

O S9+ deve ter um conjunto de dois sensores, enquanto o S9 simples terá apenas um. Você pode conferir todos os dados técnicos que já temos sobre eles aqui, incluindo algumas novidades de software que estas câmeras terão, o que justificaria o slogan da coreana para os novos aparelhos: “A câmera reimaginada”.

O evento de lançamento da Samsung está marcado para o dia 25 de fevereiro, domingo, às 14h no horário de Brasília. Fique ligado ao TecMundo para conferir nossa cobertura ao vivo em vídeo.

LG

A situação da LGno mercado global de smartphones hoje é complicada. A empresa vem de vários trimestres de dificuldade financeira e seus principais smartphones não têm vendido muito bem. Apesar disso, rumores vinham falando do suposto LG G7 há meses até que, no início de janeiro, surgiu a informação confirmada por múltiplas fontes de que o CEO da LG teria ordenado o cancelamento do G7, fazendo com que a empresa começasse do zero o desenvolvimento de um outro top de linha em seu lugar. Por isso, a companhia não teria um novo celular para lançar na MWC deste ano. Ainda assim, a LG deve dar as caras no evento para mostrar uma nova versão do LG V30 com inteligência artificial para a câmera.

Sony

Espera-se que a Sony lance na MWC 2018 pelo menos um top de linha, o suposto Xperia XZ 2 Premium ou XZ Pro. Seja qual for o nome, rumores dizem que ele trará o Snapdragon 845 mais 6 GB de RAM e alto-falantes frontais com som estéreo. A empresa também pode anunciar alguns modelos intermediários, mas talvez este não seja o caso, já que ela mostrou alguns dispositivos do gênero na CES 2018, no início de janeiro.

sonySupostos novos smartphones da Sony

A Sony tem uma conferência marcada para bem cedo para o dia 26 de fevereiro, às 4h30 no horário de Brasília.

Asus

A Asus é outra grande marca que deve ter uma forte presença na MWC 2018. Espera-se que a Taiwanesa mostre toda a sua linha de ZenFones 5, ou pelo menos alguns deles, durante o evento. Vários rumores e vazamentos sobre o principal modelo da empresa já apareceram online, sendo o mais interessante o que mostra um smartphone com um design claramente inspirado no iPhone X da Apple.

winfuture

A Asus tem uma conferência marcada para o dia 27 de fevereiro, terça-feira, às 15h30 no horário de Brasília.

Nokia

A HMD Global, que está fabricando smartphones sob a marca da Nokia, deve marcar presença forte na MWC 2018. Espera-se que a empresa lance seu primeiro grande top de linha, o qual poderá finalmente chamar atenção de usuários no mundo todo. Fala-se de um Nokia 9, Nokia 10 ou Nokia 8 Pro. Seja qual for o nome, ele deve realmente se destacar pelo hardware. Espera-se um Snapdragon 845 com opções de RAM com até 8 GB e bateria de 3.800 mAh. A tela teria 5,5’’ com tecnologia OLED e bordas muito finas em volta.

Alguns esquemas desse aparelho já vazaram e indicam que ele teria um sistema duplo de câmera na traseira, bem como um mecanismo de lentes zoom giratórias, oferecendo algo próximo do que a Asus mostrou com o ZenFone Zoom original. A marca ainda pode apresentar vários outros modelos intermediários e de entrada.

nokiaSuposto novo Nokia top de linha

A HDM Global tem uma conferência na MWC 2018 marcada para o dia 25 às 12h do horário de Brasília.

Motorola/Lenovo

Espera-se que a Motorolalance a sexta geração da sua família de smartphones Moto G durante a MWC 2018. Segundo os vazamentos que já apareceram na internet acerca desses novos aparelhos, eles devem ganhar um importante redesign neste ano, ficando bem parecidos com o Moto X4. Espera-se que todos eles migrem para o padrão de tela 18:9, fazendo com que esse aspecto se torne mais popular.

mysmartprice

Há informações de que a Lenovo também deve apresentar seus próprios produtos durante o evento, mas não temos informações mais concretas a esse respeito.

Huawei

Rumores indicavam que a Huawei poderia apresentar seus novos aparelhos da linha P20 na MWC 2018, mas rumores recentes indicam que a marca estará fazendo um evento separado em Paris, na França, e não na Espanha, no dia 27 de março. Portanto, na MWC, esperamos que a companhia chinesa traga apenas o Huawei Watch 3 de novidade, sobre qual sabemos muito pouco. As únicas informações vazadas indicam que o dito relógio teria uma forma de rastrear gestos fora da tela, como as costas da mão do usuário e braço.

huawei watch 3

A Huawei tem uma conferência marcada para o dia 25 de fevereiro ás 10h no horário de Brasília.

Outras marcas

Rumores indicam que a Xiaomi não deve trazer nenhuma grande novidade em smartphones para a feira, mas talvez a marca surpreenda a todos e lance algo inesperado. A TCL, dona das marcas Alcatel e BlackBerry, já confirmou que mostrará uma série de smartphones da Alcatel. No caso da BlackBerry, é possível que vejamos até dois modelos com teclado físico aparecendo na feira.

A HTC terá uma presença na feira, mas não deve trazer nenhum grande lançamento. É possível que a Google, à exemplo do que aconteceu na CES 2018, compre todos os espaços de publicidade da MWC 2018 para o Google Assistente. A empresa sempre está nessas feiras, mas raramente anuncia novos produtos, apenas parcerias com outras marcas. Portanto, caso a criadora do Androidmostre alguma coisa no evento, deve ser algo relacionado ao Google Assistente.

gulfbusiness

Dezenas de marcas chinesas menores também marcarão presença, como Oppo, Vivo, Nubia, Nao e muitas outras. Todas elas devem trazer algum lançamento para a MWC 2018, mas não esperamos que elas ofusquem as grandes em qualquer sentido. Mesmo assim, seria muito interessante ver alguma dessas empresas trazerem mais celulares com o leitor de digitais embutido na tela.

Cupons de desconto TecMundo:

via Novidades do TecMundo

O que podemos esperar da MWC 2018

MWC 2018 é um dos eventos de tecnologia mais esperados do ano por trazer muitos lançamentos de smartphones e outros aparelhos do tipo. Pelo que diz a dimensão dos rumores, a feira neste ano será bem movimentada, com lançamentos de várias grandes marcas. Ao passo que isso acontece, outras empresas que tradicionalmente trazem seus principais lançamentos para o evento estarão ausentes, ou quase isso.

Essa feira começa na próxima segunda-feira (26), mas algumas marcas vão queimar a largada e mostrar suas novidades já no domingo (25). Mas o que efetivamente teremos nesse evento?

Samsung

A Samsung, como era de se esperar, será a grande estrela do show com o lançamento dos seus esperados Galaxy S9 e S9+. Já temos praticamente todas as informações acerca desses modelos vazadas na web, desde múltiplas renderizações e foto dos dispositivos até detalhes de especificações. Mas o que realmente importa saber sobre os novos top de linha da coreana é o fato de eles trazerem um sistema de câmeras atualizado na traseira.  

O S9+ deve ter um conjunto de dois sensores, enquanto o S9 simples terá apenas um. Você pode conferir todos os dados técnicos que já temos sobre eles aqui, incluindo algumas novidades de software que estas câmeras terão, o que justificaria o slogan da coreana para os novos aparelhos: “A câmera reimaginada”.

O evento de lançamento da Samsung está marcado para o dia 25 de fevereiro, domingo, às 14h no horário de Brasília. Fique ligado ao TecMundo para conferir nossa cobertura ao vivo em vídeo.

LG

A situação da LGno mercado global de smartphones hoje é complicada. A empresa vem de vários trimestres de dificuldade financeira e seus principais smartphones não têm vendido muito bem. Apesar disso, rumores vinham falando do suposto LG G7 há meses até que, no início de janeiro, surgiu a informação confirmada por múltiplas fontes de que o CEO da LG teria ordenado o cancelamento do G7, fazendo com que a empresa começasse do zero o desenvolvimento de um outro top de linha em seu lugar. Por isso, a companhia não teria um novo celular para lançar na MWC deste ano. Ainda assim, a LG deve dar as caras no evento para mostrar uma nova versão do LG V30 com inteligência artificial para a câmera.

Sony

Espera-se que a Sony lance na MWC 2018 pelo menos um top de linha, o suposto Xperia XZ 2 Premium ou XZ Pro. Seja qual for o nome, rumores dizem que ele trará o Snapdragon 845 mais 6 GB de RAM e alto-falantes frontais com som estéreo. A empresa também pode anunciar alguns modelos intermediários, mas talvez este não seja o caso, já que ela mostrou alguns dispositivos do gênero na CES 2018, no início de janeiro.

sonySupostos novos smartphones da Sony

A Sony tem uma conferência marcada para bem cedo para o dia 26 de fevereiro, às 4h30 no horário de Brasília.

Asus

A Asus é outra grande marca que deve ter uma forte presença na MWC 2018. Espera-se que a Taiwanesa mostre toda a sua linha de ZenFones 5, ou pelo menos alguns deles, durante o evento. Vários rumores e vazamentos sobre o principal modelo da empresa já apareceram online, sendo o mais interessante o que mostra um smartphone com um design claramente inspirado no iPhone X da Apple.

winfuture

A Asus tem uma conferência marcada para o dia 27 de fevereiro, terça-feira, às 15h30 no horário de Brasília.

Nokia

A HMD Global, que está fabricando smartphones sob a marca da Nokia, deve marcar presença forte na MWC 2018. Espera-se que a empresa lance seu primeiro grande top de linha, o qual poderá finalmente chamar atenção de usuários no mundo todo. Fala-se de um Nokia 9, Nokia 10 ou Nokia 8 Pro. Seja qual for o nome, ele deve realmente se destacar pelo hardware. Espera-se um Snapdragon 845 com opções de RAM com até 8 GB e bateria de 3.800 mAh. A tela teria 5,5’’ com tecnologia OLED e bordas muito finas em volta.

Alguns esquemas desse aparelho já vazaram e indicam que ele teria um sistema duplo de câmera na traseira, bem como um mecanismo de lentes zoom giratórias, oferecendo algo próximo do que a Asus mostrou com o ZenFone Zoom original. A marca ainda pode apresentar vários outros modelos intermediários e de entrada.

nokiaSuposto novo Nokia top de linha

A HDM Global tem uma conferência na MWC 2018 marcada para o dia 25 às 12h do horário de Brasília.

Motorola/Lenovo

Espera-se que a Motorolalance a sexta geração da sua família de smartphones Moto G durante a MWC 2018. Segundo os vazamentos que já apareceram na internet acerca desses novos aparelhos, eles devem ganhar um importante redesign neste ano, ficando bem parecidos com o Moto X4. Espera-se que todos eles migrem para o padrão de tela 18:9, fazendo com que esse aspecto se torne mais popular.

mysmartprice

Há informações de que a Lenovo também deve apresentar seus próprios produtos durante o evento, mas não temos informações mais concretas a esse respeito.

Huawei

Rumores indicavam que a Huawei poderia apresentar seus novos aparelhos da linha P20 na MWC 2018, mas rumores recentes indicam que a marca estará fazendo um evento separado em Paris, na França, e não na Espanha, no dia 27 de março. Portanto, na MWC, esperamos que a companhia chinesa traga apenas o Huawei Watch 3 de novidade, sobre qual sabemos muito pouco. As únicas informações vazadas indicam que o dito relógio teria uma forma de rastrear gestos fora da tela, como as costas da mão do usuário e braço.

huawei watch 3

A Huawei tem uma conferência marcada para o dia 25 de fevereiro ás 10h no horário de Brasília.

Outras marcas

Rumores indicam que a Xiaomi não deve trazer nenhuma grande novidade em smartphones para a feira, mas talvez a marca surpreenda a todos e lance algo inesperado. A TCL, dona das marcas Alcatel e BlackBerry, já confirmou que mostrará uma série de smartphones da Alcatel. No caso da BlackBerry, é possível que vejamos até dois modelos com teclado físico aparecendo na feira.

A HTC terá uma presença na feira, mas não deve trazer nenhum grande lançamento. É possível que a Google, à exemplo do que aconteceu na CES 2018, compre todos os espaços de publicidade da MWC 2018 para o Google Assistente. A empresa sempre está nessas feiras, mas raramente anuncia novos produtos, apenas parcerias com outras marcas. Portanto, caso a criadora do Androidmostre alguma coisa no evento, deve ser algo relacionado ao Google Assistente.

gulfbusiness

Dezenas de marcas chinesas menores também marcarão presença, como Oppo, Vivo, Nubia, Nao e muitas outras. Todas elas devem trazer algum lançamento para a MWC 2018, mas não esperamos que elas ofusquem as grandes em qualquer sentido. Mesmo assim, seria muito interessante ver alguma dessas empresas trazerem mais celulares com o leitor de digitais embutido na tela.

Cupons de desconto TecMundo:

via Novidades do TecMundo

Cores disponíveis do Moto G6 Plus são reveladas em imagem oficial

São cinco opções do aparelho que deve ser lançado ainda no primeiro semestre de 2018

O primeiro semestre de 2018 vai receber uma série de lançamentos da Motorola, entre eles o Moto G6 Plus. Apesar de uma série de vazamentos sobre o modelo, ainda não tínhamos uma confirmação mais concreta sobre as cores nas quais o smartphone estaria disponível em seu lançamento. Agora, uma imagem renderizada oficial foi vazada e mostrou com mais certeza o design e a coloração do Moto G6 Plus.

Serão cinco cores no total: prata, dourado, branco, azul e ciano (um tom mais esverdeado). O Moto G6 Plus vai ter corpo de vidro e metal, câmera dupla horizontal na traseira com flash dual-LED. Seu processador é o Snapdragon 630 e ele vai estar disponível com memória RAM de 3, 4 e 6 GB. A tela de 5,93 polegadas tem proporção de 18:9 e o sensor de impressão digital fica na parte frontal, logo abaixo do logotipo da Motorola.

Leia mais…

via Novidades do TecMundo

%d blogueiros gostam disto: