Como proteger seu pendrive e seus arquivos com o uso de senhas?

Os pendrives são portáteis, pequenos e práticos. Além de serem reconhecidos em qualquer PC ou notebook, eles possuem uma grande capacidade de armazenamento, se tornando, assim, um dos dispositivos de armazenamento mais utilizados no dia a dia. Devido à sua portabilidade, no entanto, eles também podem ser facilmente perdidos ou roubados.

Para evitar esse tipo de problema e garantir a privacidade de seus dados, vamos ensinar aqui 3 opções de como proteger seu pendrive e seus arquivos com o uso de senhas. 

Observação: Antes de iniciar qualquer procedimento abaixo, é sempre recomendável ter um backup de seus arquivos. 

1. Crie senha em arquivos do Microsoft Word e PDF

Para proteger seus arquivos do Microsoft Word 2010 em diante, primeiramente, abra o documento a ser protegido e vá em Arquivo > Informações > Proteger Documento. A opção “Marcar como Final” informará aos leitores do arquivo que o documento é final, além de torná-lo somente leitura, ou seja, ele não poderá ser editado por ninguém além de você. Já a opção “Criptografar com Senha” protege seu documento com uma senha, então será necessário digitá-la toda vez que o arquivo for aberto. Por fim, a opção “Restringir Edição” controla os tipos de alterações que outras pessoas que podem fazer. Feita a escolha, salve o arquivo.

Para proteger arquivos no formato PDF, você poderá utilizar o programa Doro PDF Writer, disponível para download através deste link. Para começar o processo de proteção, selecione o arquivo PDF e solicite a sua impressão. Selecione como dispositivo de impressão o Doro PDF Writer e clique em “Imprimir”. A janela do programa será aberta.

Em seguida, clique na aba “Encriptação” e marque a caixa “Use encriptação de 128 bits” para habilitar o campo “Senha mestre para acesso completo”, onde será definida a senha do arquivo. Feito isso, clique em “Criar” para salvar.

2. Crie uma partição virtual protegida por senha em seu pendrive

Baixe o programa Rohos Mini Drive. Após instalar e executá-lo, ele ficará na Barra de Tarefas do sistema. Conecte seu pendrive e clique emCriptografar o disco USB”.

Selecione o dispositivo USB a ser protegido e determine uma senha. Em seguida, clique em “Criar disco”.

 

Para abrir a partição criada, clique duas vezes no arquivo Rohos Mini.exe na pasta root do seu dispositivo e digite a senha.  

 

A partição protegida será aberta em uma janela do Windows Explorer. Para encerrá-la, basta clicar com o botão direito no ícone do Rohos na Barra de Tarefas do Windows e selecionar a opção “Desconectar”. 

 

3. Proteja seu pendrive por encriptação

Baixe o programa VeraCrypt. Depois de instalado e executado, ele mostrará uma lista com todas as unidades (letras) disponíveis para encriptação. Selecione uma e clique em “Create volume”.

Na próxima janela, selecione a opção “Encrypt a non-systempartition/drive” e clique em “Next” para aplicar a criptografia.

 

Na janela seguinte, desmarque a caixa “Never save history” e clique em “Select device” para escolher o seu pendrive.

Na janela de configuração de criptografia. Selecione “AES” para o Algoritmo de Encriptação e SHA-512 para o Algoritmo da Hash. Em seguida, clique em “Next”.

Defina sua senha, lembrando que ela deve conter pelo menos 20 caracteres. Feito isso, clique em “Next”.

No último passo, movimente o mouse livremente dentro da marcação, conforme a imagem abaixo, para criar um código randômico para a criptografia. Quando a barra de progresso estiver totalmente verde, clique em “Formatar” para finalizar.

Cupons de desconto TecMundo:

via Novidades do TecMundo

iOS 11 ajuda você a gerenciar a memória do iPhone; saiba mais

Uma das primeiras preocupações dos usuários ao buscar um novo smartphone é, provavelmente, a quantidade de memória disponível nele. E, vamos combinar, esse é um quesito que precisa ser muito bem observado; afinal, nada mais chato do que a conhecida  e temida  mensagem de “espaço de armazenamento insuficiente”, certo? 

 

Para os usuários de iPhones, o problema pode ficar ainda pior, uma vez que os smartphones da Apple não comportam cartões de memória. Parece algo bobo, mas pense na situação de um usuário de um iPhone com apenas 16 GB de memória, que precisa dividir o espaço entre sistema, fotos, aplicativos e mais outros diversos dados. 

Pensando nisso, a Apple disponibilizou alguns recursos interessantes na última atualização do sistema. Confira como utilizá-los para ajudar a liberar espaço no seu iPhone: 

Desinstalar ou apagar? 

Inicialmente, quando você decide desinstalar algum aplicativo, a ideia é fazer com que todos os dados do app sejam apagados do seu seu celular, certo? Não no iOS 11. Na nova versão do sistema, desinstalar um app significa simplesmente que o aplicativo será removido, mas os dados vão permanecer lá para você poder continuar de onde parou caso mude de ideia  tanto que o ícone do aplicativo ainda fica na tela. Siga os seguintes passos para descobrir como desinstalar os apps desejados: 

  • Toque em “Ajustes” e selecione “Geral”.

  • Em seguida, vá em “Armazenamento do iPhone”.

  • Você verá uma lista com seus apps. Basta abrir o desejado e tocar em “Desinstalar”, caso você queira apenas liberar o espaço utilizado por ele. Se você quiser apagar o app e os dados salvos nele, toque em “Apagar”. 

 

Gerencie seu armazenamento 

Quando você abrir a tela “Armazenamento do iPhone”, vai perceber que o próprio sistema mostra quanto de espaço está sendo ocupado por fotos, apps e outros arquivos  e, claro, vai sugerir algumas ações para melhorar isso. Enviar suas fotos para o iCloud, por exemplo, pode ser bem útil. 

 

Dependendo da situação do armazenamento do seu iPhone, pode ser que o sistema sugira que você ative a desinstalação automática de apps. Isso fará com que seus aplicativos menos utilizados sejam removidos automaticamente pelo sistema  e pode ficar tranquilo, pois nada será de fato desinstalado sem a sua permissão. O recurso só vai funcionar caso você o deixe ativado.

Cupons de desconto TecMundo:

via Novidades do TecMundo

Por que você deve instalar o controle parental no dispositivo do seu filho?

Há muitas razões pelas quais uma criança usa um smartphone ou tablet. Os pais, no entanto, devem permanecer vigilantes. Saiba por que instalar o controle parental agora

(Isto é apenas um teaser – clique aqui para ver o post completo)

via Notícias do Android + Análises de Apps – AndroidPIT

Windows: como forçar o sistema a reconhecer seu dispositivo móvel

Por ser construído em um conceito open-source, o Android oferece uma facilidade muito maior na hora de transferir ou receber arquivos de ou para um computador — principalmente se comparado ao iOS, da Apple. Acontece que existe um erro, na maioria das vezes no sistema Windows, no qual o PC não reconhece o dispositivo móvel e impede a transmissão de dados.

O bug é mais comum do que se imagina e, mesmo nas versões mais recentes da plataforma Microsoft, parece não ter sido corrigido. Além disso, o software de computador não é o único responsável, uma vez que a falha pode surgir tanto no Windows quanto no próprio tablet ou smartphone. Claro que, em situações assim, você pode recorrer a outras formas de transmissão, como via WiFi ou Bluetooth. Contudo, nem todos os desktops e notebooks possuem essa tecnologia.

Felizmente, há uma maneira bem simples de corrigir o problema. Basicamente, ela consiste em forçar a instalação de um driver genérico no Windows para que o sistema reconheça seu aparelho portátil via conexão MTP.

Para este tutorial, realizamos os testes usando a última atualização do Windows 10, a Creators Update, mas o procedimento funciona em versões anteriores do sistema. Também vale notar que fizemos o teste usando um driver em perfeito estado, apenas para ilustrar o passo a passo.

Passo 1

Certifique-se de que o tablet ou smartphone não reconhecido já esteja conectado ao seu computador.

Passo 2

No campo de pesquisa na Barra de Tarefas, procure por “driver” e depois clique na primeira opção da lista: “Atualizar drivers de dispositivo”.

1

Passo 3

Na janela que se abrir, procure por “Outros dispositivos”. Se houver mais de um aparelho que o seu PC não reconheça, eles serão listados aqui. Por esse motivo, você pode desconectar e conectar o seu gadget novamente para visualizar a opção que corresponde a ele.

Feito isso, clique com o botão direito em cima da opção e vá em “Propriedades”.

Passo 4

Na página seguinte, clique em “Atualizar Driver”.

2

Passo 5

Clique em “Procurar software de driver no computador”.

3

Passo 6 

Agora selecione “Permitir que eu escolha em uma lista de drivers disponíveis em meu computador”. É aqui que vamos selecionar um driver genérico que se encaixe na mesma categoria do seu dispositivo.

4

Passo 7

Aqui, temos duas opções. O sistema pode exibir uma lista com várias opções;  selecione “Dispositivos Portáteis” e clique em “Avançar. Se não for isso, haverá outra lista mostrando várias fabricantes e uma caixa com a opção “Mostrar hardware compatível”, que seleciona automaticamente o melhor drive; se esta for a opção, basta marcar a caixinha e seguir em “Avançar”.

5

Passo 8

Apenas se você visualizou a opção “Dispositivos Portáteis” no Passo 7: clique em “Dispositivo USB MTP” e em “Avançar”.

Passo 9

Aguarde o processo de instalação ser concluído. Note que, no topo da janela, onde antes estava escrito “Atualizar Driver – Dispositivo desconhecido”, será exibido “Atualizar Driver – nome do seu dispositivo”. Quando a ação estiver completa, clique em “Fechar”.

Pronto. Agora é só voltar a “Este Computador” para visualizar que o seu aparelho foi reconhecido e está localizado em “Dispositivos e unidades”.

6

Além disso, você pode fazer um teste: remova o seu dispositivo da entrada USB e plugue-o novamente. Se mesmo assim ele ainda não for reconhecido, abra o menu de conexão no seu tablet ou smartphone e clique em “Dispositivo de mídia (MTP)”. Isso deve bastar para solucionar o erro definitivamente.

7

Cupons de desconto TecMundo:

via Novidades do TecMundo

A relação entre Blockchain e a cultura de dados

Por Leonardo Dias*

A combinação de dados e inteligência artificial (IA) está provocando a disrupção dos mais variados setores da indústria. Empresas inovam ao adotar tecnologias capazes de auxiliar na tomada de decisões assertivas em relação aos seus consumidores. Por já estar inserida nas decisões rotineiras de companhias de alta performance, a análise de dados transformou-se em cultura. Com isso, os gestores tendem a deixar de se basear apenas em suas opiniões e suposições para tomar decisões baseadas em números, diminuindo a margem de erro e atuando de maneira mais estratégica.

Enquanto as informações coletadas serviam exclusivamente para serem processadas e armazenadas como referência, a necessidade de sua constante presença e análise era muito menor. A partir do momento que algoritmos passaram a ser capazes de se reprocessarem de acordo com a variação dos dados, as empresas começaram a valorizar essas informações e todas as oportunidades que carregam.

O mesmo ocorre em relação as Blockchains – sistema de registros que garante a segurança das operações realizadas por criptomoedas, como as Bitcoins. Elas são formadas por blocos que, apesar de não serem muito grandes, transacionam cada vez mais, o que aumenta o volume trafegado. Com a utilização das Blockchains por bancos e outras instituições financeiras, existe uma demanda maior de ferramentas de análise dessas redes. Como o volume pode ser enorme, utilizar as mesmas tecnologias de Big Data permitem o processamento de algoritmos capazes de detectar padrões e anomalias, além de apontar como ocorrem essas transações eletrônicas.

Como as redes das Blockchains são abertas, é possível analisar as informações trafegadas. Tal verificação é fundamental na auditoria e rastreio das transações financeiras realizadas dessa forma, possibilitando a investigação de crimes realizados com cibermoedas, usadas com a finalidade de ocultar os pagamentos e recebimentos. Além disso, toda a navegação dos dados pode ser feita por meio de ferramentas de Big Data, o que possibilita identificar como são realizadas e quais os principais pontos de origem e destino. E assim prever potenciais transações fraudulentas ou atividades criminosas.

A tendência é que nos próximos anos a economia mude. Não por causa das blockchains, mas por conta do crescente uso de criptomoedas, que estão criando um novo modelo econômico para as pessoas que não confiam nas instituições tradicionais para a administração de suas finanças. Os bancos do futuro deverão ser capazes de prestar serviços com essas moedas emergentes e serem competitivos o bastante para não perderem seus clientes para startups que realizem gestões de carteiras eletrônicas. Para sobreviver, as organizações bancárias precisarão se reinventar e se adaptar. As mudanças atuais são apenas o começo de toda uma revolução financeira.

*Leonardo Dias é CDO e co-fundador da Semantix, empresa especializada em Big Data, Inteligência Artificial, Internet das Coisas e Análise de dados.

via Canaltech

Quer comprar um notebook na Black Friday? Confira 8 destaques

Data mais esperada para os varejistas, a sétima edição da Black Friday no Brasil acontece no dia 24 de novembro e chega com a promessa de ser uma boa oportunidade para comprar um notebook por um desconto bem camarada.

Se a ideia é renovar seu equipamento, mas ainda não tem certeza sobre qual aparelho comprar, apresentamos abaixo uma lista com oito notebooks apontados entre os melhores de 2017 em análises de sites especializados, para que você já possa conhecer alguns dos modelos mais cobiçados e ficar de olho nas promoções:  

Dell Inspiron 7000

O sonho de consumo de quem deseja um computador bonito e potente, o Dell i15-7560-A20 possui um design elegante — com acabamento em alumínio escovado e teclado iluminado resistente a líquidos — e configurações que permitem a execução de tarefas mais exigentes, como o uso de jogos de última geração ou programas de edição.

Um ponto que pode desagradar a possíveis compradores é que este modelo não possui entrada para CD/DVD, fato que é compensado pelo tamanho compacto (tela de 15.6″, que permite boa visualização, e cerca de 2 kg) e a placa de vídeo NVIDIA GeForce 940MX de 4GB, que gera melhor qualidade gráfica, ideal para jogadores hardcore.

Dell I15

Como já adianta o seu nome completo (Dell I15-7559-A20 Gaming Edition) este é um notebook feito com o objetivo principal de fazer a alegria dos jogadores.

Para cumprir a meta, ele vem equipado com o processador Intel Core i7 6700HQ de 6ª Geração e 2,6GHz, além de memória RAM de 8 GB e a sempre querida placa de vídeo dedicada — neste caso a GeForce GTX 960M — para rodar em sua tela Full HD (1920×1080 pixels) todos os gráficos criados no jogo.

Outra característica interessante deste modelo é que ele vem com um sistema de resfriamento composto por 3 saídas de ar e 2 coolers com 240 lâminas térmicas, que ajudam a prevenir o aquecimento e permite à nossa consciência jogar com mais tranquilidade.

 

dell

Indicado para quem usa o computador para trabalhar em softwares mais parrudos. o Samsung X41 conta com processador Intel Core i7 da 7ª geração, 8GB de memória RAM e uma placa de vídeo dedicada: a GeForce 920MX com 2GB, que facilita a vida de quem precisa lidar com programas de imagem ou usa jogos menos sofisticados do ponto de vista gráfico.

Mas o que diferencia mesmo esse notebook de outros modelos do mercado são suas funcionalidades de segurança: é possível bloquear ou desbloquear o computador desenhando um padrão de senha no touchpad — da mesma forma que é possível fazer em smartphones — ou deixar sua tela mais escura ou semitransparente, dificultando a visualização periférica.

 

lenovo

Diferente dos notebooks apresentados até agora, o Lenovo 310  aposta em um design mais compacto — com tela de 14″ e 1,7 kg — combinado com boas configurações de processamento e memória: a sexta geração do Intel Core i7 com memória RAM de 8GB, o que o torna uma ótima opção para quem utiliza o equipamento para tarefas consideradas “leves” como uso de email e acesso à redes sociais e sites e precisa de uma máquina que proporcione bom desempenho aliado com mobilidade.

Acer

Modelo que pode ser usado tanto por jogadores mais casuais como por quem trabalha com editores de imagem e vídeo, o Acer F5-573G-50K conta com Intel Core i5 7200U, memória RAM de 8GB DDR4 e 1TB de armazenamento, além da placa de vídeo GeForce 940MX, com 2GB de memória DDR5, dedicada apenas para o processamento.

Dois pontos que diferenciam o Acer F5 de outros modelos são a entrada para CD/DVD, algo não visto em modelos com configurações parecidas, e as inúmeras entradas de conexão:  são seis ao todo, 2 entradas USB 3.0, 1 entrada  para USB 2.0, 1 entrada de rede LAN, 1 saída para conexão HDMI e 1 leitor de cartão SD, além de um conector reversível USB Type-C.

Lenovo

Caso o momento atual não permita investir muito em um notebook, mas você necessite de um modelo novo e versátil, o Lenovo Yoga pode ser uma boa opção.

Com configurações mais modestas  — processador Intel Core i3 6100U e memória RAM de 4GB —, o aparelho tem como ponto forte ser um notebook 2 em 1, podendo ser usado tanto como computador quanto como tablet, e um tamanho que permite que ele seja carregado sem grandes incômodos, com uma tela de 14″ e 1,8 kg.

Positivo

Se você realiza tarefas simples no notebook (fazer trabalhos escolares e acessar a internet, por exemplo) e não costuma utilizar diversos programas ao mesmo tempo, o Positivo XC7660 é um modelo que proporciona um bom custo-benefício.

Ele conta com o processador Intel Core i3 6006U, memória RAM de 4GB  e 1TB de armazenamento, configurações indicadas para usuários que utilizam o notebook para fins de pesquisa ou a trabalho. Em contrapartida aos componentes menos potentes, a média de preço do Positivo XC7660 está bem mais em conta.

8

Para quem tem uma relação “mais próxima” com o notebook, utilizando-o tanto para pesquisas como para assistir filmes e séries, e não necessita de uma máquina capaz de executar com facilidade softwares com configurações pesadas ou jogos, o Samsung E34 pode entrar na lista de favoritos.

O modelo possui um processador Intel Core i3 6006U de 6ª Geração com 2GHz e memória RAM de 4GB, que permitem a execução de tarefas mais simples sem problemas. E a tela de 15,6″ antirreflexiva e com resolução Full HD garante que o usuário assista qualquer mídia de forma confortável e com qualidade de resolução.

Apresentamos acima alguns notebooks cuja compra pode valer muito a pena durante a Black Friday, mas é importante que você analise seu perfil de uso para entender qual modelo combina mais com o seu estilo, especialmente porque é este é o tipo de compra que irá te acompanhar por uns anos.

 

Cupons de desconto TecMundo:

via Novidades do TecMundo

Privacidade: como impedir que o Facebook acesse o microfone do seu celular

A privacidade — ou a falta dela  é uma das questões mais discutidas atualmente, e o Facebook costuma aparecer na conversa. Você se lembra da famosa foto em que Mark Zuckerberg aparece com a câmera de seu notebook coberta por fita? Pois é, a preocupação não é mais apenas com uma possível espionagem pela webcam do computador; agora o foco é também o microfone do celular. 

 

Há não muito tempo, diversos usuários começaram a relatar que o Facebook estava utilizando o microfone dos celulares para “escutar” as conversas que estavam acontecendo, mostrando anúncios em cima disso. No Reddit, por exemplo, um usuário diz que fez o seguinte teste para comprovar que estava sendo “espionado”: ele deixou o celular perto da TV, quando estava passando um programa em espanhol. O usuário fala outro idioma e, mesmo assim, anúncios em espanhol começaram a ser mostrados no Facebook.

Polêmica antiga 

Em 2016, o Facebook precisou se pronunciar a respeito do assunto, mostrando que não utilizava o microfone dos usuários para esses fins. Dessa vez, Goldman, o vice-presidente dos anúncios da rede social, declarou em seu Twitter que trabalha com os anúncios, mas não utiliza o microfone do celular dos usuários para isso.

 

Mesmo assim, há quem ainda tenha suas dúvidas sobre se o Facebook realmente está escutando suas conversas perto do celular. Se você é um usuário preocupado com a privacidade e quer garantir que o app do Facebook não te “espione”, descubra como desligar o microfone do seu smartphone:

No Android 

  • Abra o menu de configurações e toque no item “Aplicativos”.

  • Então, toque em “Gerenciador de aplicações”. Você verá seus apps listados.

  • Nessa lista, toque em “Facebook”.

  • Você verá o item “Permissões”. Toque nele. Em seguida, vão aparecer todas as permissões solicitadas pelo Facebook. Basta desativar a do microfone. 

Vale lembrar que, dependendo do fabricante do seu celular, pode ser que alguns nomes mostrados sejam diferentes. Porém, o processo é basicamente o mesmo. 

No iOS 

  • Toque em “Ajustes” e, em seguida, em “Privacidade”.

  • Agora, toque em “Microfone”. 

  • Você verá listados todos os apps que usam o microfone do seu celular.
  • Basta deslizar a chave para desativar o acesso dos apps ao microfone.

Cupons de desconto TecMundo:

via Novidades do TecMundo

Apple confirma: iPhone X chega ao Brasil no dia 08 de dezembro

No início de novembro a Apple confirmou que o iPhone X custaria R$ 6.999, na versão de 64 GB, e R$ 7.799, na versão de 256 GB de armazenamento interno. Porém faltou a revelação da data oficial de lançamento, que chega agora: essa versão que a Apple trata como um smartphone com uma visão a frente…

via Hardware.com.br

Twitch adiciona PayPal a sistema de ‘gorjetas’ para streamers do site

Se as gorjetas já chegaram até ao Uber, por que não oferecer o mesmo tipo de agrado aos streamers que suam a camisa para entreter o público? Quem é do tipo que passa as noites ou o final de semana curtindo umas seções de streaming, já apoia um canal ou outro e gostaria de fazer mais pelo seu host (tá com uma graninha sobrando, hein?), sabe que a Twitch resolveu o esse problema de um jeito bem simples: com os Bits. A novidade é que isso deve ficar ainda mais fácil daqui para frente.

Primeiro, para os perdidos de plantão, vale dizer que o recurso em questão permite que os visitantes possam dar uma forcinha extra aos streamers do site, utilizando comandos que geram emotes e repassam uma grana a essa galera. O mais bacana é que você escolhe o quanto quer dar de gorjeta, com o ícone mostrado no chat da página acompanhando o montante. Quanto maior a sua generosidade, mais bacana (e animado) ele é.

bits emotes gif

O problema é que, até há pouco tempo, era meio complicado fazer isso via celular ou através do aplicativo oficial da Twitch. Isso porque era preciso recorrer a um PC ou note para fazer a compra de Bits ou pagar uma taxa extra para realizar a recarga in-app. Agora, o serviço fechou uma parceria com o PayPal para que sua carteira digital possa ser usada na transação. Simples, rápido e todo mundo sai ganhando com isso, certo?

Com isso, basta selecionar o PayPal como fundo monetário na hora de comprar os pacotes de Bits à sua escolha. Se você utilizava outro método de pagamento antes, pode valer a pena ir até o menu de configurações do app da Twitch para fazer a troca e deixar o PayPal como opção padrão. Para quem tem as sessões de streaming como parte da renda, a mudança para um sistema mais amigável e integrado de doações pode fazer toda a diferença.

Cupons de desconto TecMundo:

via Novidades do TecMundo

Versão 23 do Google Allo esconde uma série de melhorias futuras; confira

Assim como é bastante comum que os celulares sejam completamente desmontados para que seja possível avaliar o quão fácil é consertá-los, o “desmanche” de aplicativos também tem se tornado cada vez mais popular. A ideia, claro, é fuçar os APKs na Play Store para encontrar novas funções e coisas escondidas. O alvo da vez? A edição 23 do Google Allo, um dos mensageiros atuais da Gigante das Buscas.

Destrinchando o software, o povo do 9to5Google descobriu algumas novidades que, futuramente, podem fazer parte do programa e funções que mudaram da última versão para cá. Um exemplo disso é, finalmente, a capacidade de poder compartilhar múltiplas fotos ao mesmo tempo com os seus contatos. Até então, era necessário fazer os envios um a um, algo que ia na contramão até de outros apps da casa.

Sobe pistas do que a Google pode incluir no Allo, temos a vinda de alguns filtros para incrementar seus vídeos e fotos na plataforma. Segundo o site, quando esse recurso for implementado, o usuário vai poder baixar separadamente esses efeitos de câmera. Entre as opções encontradas, mas ainda inativas, estão a opção de borrar o seu rosto, substituir sua face por interrogações ou sorvetes e até aplicar um efeito de zoom. Adicionalmente, um filtro que transforma a imagem em uma espécie de caleidoscópio também pode fazer parte do kit.

Ler em texto aquelas mensagens de voz sem fim

A funcionalidade de transcrição de áudio, para ler em texto aquelas mensagens de voz sem fim dos seus amigos, também pode estar próxima de chegar oficialmente ao app. O compartilhamento de contatos – que é bastante comum no WhatsApp e em outros programas do estilo – é outro agradinho que está escondido entre as linhas de código do APK do Allo 23, assim como uma notificação mais clara de arquivos compartilhados e disponíveis no mensageiro.

Um tipo de busca de imagem através do próprio aplicativo é a última descoberta feita pelo pessoal do 9to5Google. Muito bacana da parte da Google continuar aprimorando o software, mas será que as pessoas estão realmente adotando o produto?

Cupons de desconto TecMundo:

via Novidades do TecMundo

%d blogueiros gostam disto: