Tesla esconde ‘Easter-egg’ que leva motoristas “De Volta Para o Futuro”

Companhia de Elon Musk é famosa pelas surpresas divertidas que esconde para seus usuários e dessa vez não foi diferente. O easter egg da vez é uma homenagem ao filme ‘De Volta para o Futuro’

Easter eggs já são relativamente esperados por usuários dos veículos Tesla, empresa que se supera a cada vez. Ao longo dos anos, a Tesla já introduziu uma série de surpresas de software para os proprietários de modelos Tesla, incluindo um "Santa Mode" e um easter egg com tema festivo que transformou o Modelo X em uma máquina de dança com música.

A mais recente novidade estava bem escondida e surgiu no aplicativo Tesla de um dono de um Tesla Model S. Ele postou a surpresa no Reddit há alguns dias. 

Leia mais…

via Novidades do TecMundo

Mars One, a empresa que queria colonizar Marte, declara falência

Para a surpresa de ninguém, companhia encerra projeto de sete anos sem qualquer avanço prático

Você já deve ter visto diversas discussões e debates a respeito da aterrissagem do homem na Lua, com pessoas questionando se a missão realmente aconteceu ou se foi tudo uma farsa. Enquanto isso, há quem esteja mais preocupado em transformar Marte no próximo lar da humanidade. Há quase 7 anos, uma empresa desconhecida propôs levar humanos ao planeta vermelho para, futuramente, criar uma colônia ali. 

É claro que, ao longo dos anos, surgiram suspeitas a respeito da Mars One, mas agora isso acabou, já que a companhia em questão simplesmente faliu. Ninguém é proibido de ter sonhos ambiciosos, certo? Entretanto, isso torna-se um crime a partir do momento em que uma empresa tenta lucrar em cima destes sonhos sabendo o quão inalcançáveis eles são. Até o momento, a Mars One não foi processada por atividades ilegais, mas foi considerada um golpe desde sempre. Além disso, agora que a empresa está falida, pode ser que haja processos a caminho.

Leia mais…

via Novidades do TecMundo

Google lança 26 novos temas para o Chrome; veja como instalar

São 14 temas oficiais de cores sólidas para todos os gostos, que vão desde os mais suaves até totalmente escuros; navegador também ganhou uma coleção de 12 temas, baseada no horóscopo chinês

O Chrome acaba de lançar duas coleções de temas oficiais. A primeira é formada por um grupo de 14 opções de cores, que vão desde os tons pastéis até completamente escuros – sendo atraentes para quem gosta do modo noturno. Foi adicionada também uma coleção de 12 temas, com ilustrações de animais do horóscopo chinês, com direito a descrição de personalidade e indicação de signo conforme o ano de nascimento. Assinados pela ilustradora e designer Hélène Park, os desenhos são uma releitura meiga do assunto. Veja como instalar essas e outras opções no navegador.

Com seu navegador aberto, siga os passos a seguir.

Leia mais…

via Novidades do TecMundo

Como a IA pode renovar as redes sociais…ou destruir tudo

Apesar de muitos de nós xingarmos o Facebook, após várias violações de dados e escândalos de privacidade, o uso de mídias sociais em geral não diminuiu. De fato, cerca de 2.7 bilhões de pessoas tem pelo menos uma conta social e esses números estão projetados a crescer. Mas, saiba que não são apenas humanos que examinam tweets e posts no Facebook. Apesar de você não saber, a Inteligência Artificial já está presente em várias plataformas e seus papéis estão se expandindo – para melhor ou para pior.

Mídias sociais em si podem ser imensamente poderosas, seu papel em eventos globais não pode mais ser ignorado. Desde o inicio de 2010, vimos isso como uma ferramenta para ativismo e resistência civil – ajudando a organizar protestos e revoluções, como a Revolução de 25 de janeiro no Egito; tem sido a plataforma para jornalismo e, claro, um jeito de se conectar com pessoas pelo mundo.

Contudo, também vimos as redes serem usadas para propaganda e como plataforma para discurso de ódio e desinformação. É por isso que, à medida em que a inteligência artificial continua a evoluir e sua presença nas mídias sociais cresce, precisamos estar atentos para a direção em que ela será usada.

Uma mãozinha

Todos nós já nos envolvemos em discussões on-line acaloradas com trolls pelo menos uma vez em nossas vidas e, provavelmente, todos nos deparamos com conteúdo altamente ofensivo. Não é de admirar, então, que a rede social seja frequentemente rotulada como um espaço tóxico e deprimente. Como muito outros, eu acredito que algumas pessoas se sentem fortalecidas pelo anonimato ou pela falta de consequência on-line, conduzindo ao mal comportamento.

Claro, empresas como o Twitter são responsáveis por moderar esse conteúdo, mas não as culpo quando as coisas escorregam. A quantidade de conteúdo postada nesses sites todos os dias é imensa. De acordo com o Internet Live Stats, em média, cerca de 6.000 tweets são postados a cada segundo. É aí que a inteligência artificial entra. 

AndroidPIT twitter 134
O Twitter usa algoritmos  / © AndroidPIT

Pesquisadores da Universidade de Cornell desenvolveram um bot, que tinha a tarefa de identificar quando uma conversa/debate poderia se tornar tóxica. Ele teve um desempenho pior que o dos humanos, acertando apenas 65% do tempo, em comparação com a precisão de 72% das pessoas. No entanto, à medida que a tecnologia melhora, e especialmente se houver colaboração entre o humano e a máquina, os resultados podem ser ótimos.

É claro que existem preocupações e possibilidades de que um sistema desse tipo possa ser jogado ou usado para fins nefastos, mas é o caso de quase todas as tecnologias. Eu também acredito que a inteligência artificial poderia potencialmente ajudar no combate a fake news ao escanear dados online e checagem de fatos. No entanto, quão bem isso irá funcionar dependerá de como o mecanismo será treinado.

Não é incomum que humanos passem seus preconceitos até para a Inteligência Artificial. Eu pessoalmente acho que pode ser um pouco cedo demais para ver esse uso da IA em ação, mas com o tempo, ela pode desempenhar um papel positivo.

Um desastre em formação?

À medida que as plataformas sociais amadureceram, elas passaram de sites em que as pessoas postam suas selfies para espaços que agregam enormes quantidades de dados sobre cada ação e preferência de cada usuário. A Inteligência Artificial, por sua vez, só ajudou a acelerar este processo. Para que servem os dados coletados? Pra automatizar o que é exibido no seu feed e em outras partes do que você acessa.

O Twitter, por exemplo, está trabalhando em um algoritmo de aprendizado de máquina que categoriza cada tweet. A idéia é fornecer conteúdo com o qual as pessoas mais se importam no topo de sua linha do tempo. Isso pode significar uma mudança significativa na forma como as pessoas atualmente visualizam os tweets dentro do formato cronológico. O Facebook também está usando inteligência artificial em seu feed de notícias.

Fornecer conteúdo relevante é bom, mas a personalização em excesso pode isolar pessoas em bolhas sociais altamente tóxicas

Contudo, embora fornecer conteúdo relevante seja ótimo, na minha opinião, há problemas com a personalização. Ela pode isolar pessoas em bolhas, onde suas opiniões são constantemente afirmadas. A narrativa pode então tornar-se extremamente tóxica, como já vimos nos sub-fóruns do Reddit, como o caso ‘Fat People Hate’. Também pode levar empresas que gerenciam mídias sociais a vender ainda mais dados, já que os anunciantes insistem em anúncios ultrapersonalizados.

Mas esses não são os únicos problemas: comunidades on-line isoladas geralmente são mais fáceis de serem manipuladas, desde a alimentação, até a saúde, eleições e outras diretrizes de governabilidade. Na minha opinião, é saudável ser confrontado com idéias opostas e ter seus preconceitos desafiados. No entanto, a inteligência artificial pode tornar isso cada vez mais difícil no futuro.

O que você acha da relação entre inteligência artificial e as redes sociais?

 

* Escrito em colaboração com Suzana Dalul, do AndroidPIT.com

via Notícias do Android + Análises de Apps – AndroidPIT

Pesquisa revela que brasileiro se sente inseguro ao comprar pela internet

Dos cidadãos latinos mais inseguros, os brasileiros só ficam atrás dos peruanos

Uma pesquisa realizada pela Minsait, divisão de negócios da espanhola Indra, revelou que os brasileiros estão entre os cidadãos latinos que mais se sentem inseguros em relação às compras feitas através da internet.

A conclusão do estudo chega a destoar com alguns dados obtidos. Por exemplo, foi provado que nós somos os primeiros da lista quanto a experimentar comprar algo online. Dos países em que os cidadãos já compraram online, ao menos uma vez, o topo do ranking fica assim: Brasil (94,6%), Chile (93,5%), Argentina (91,6%), Colômbia (90,9%) e México (90,8%).

Leia mais…

via Novidades do TecMundo

Não, o Facebook não limita o número de amigos que visualiza os seus posts

Informação de que a rede social limita a 25 ou 26 amigos a visualização de posts no feed é fake, aponta comunicado oficial

Circula no Facebook, há um tempo, informações de que a rede social limita o número de amigos que pode visualizar seus posts no feed de notícias. Mas, segundo comunicado da própria plataforma, isso não passa de boato. Esse tipo de postagem tem surgido no mundo todo, inclusive no Brasil, e costuma até mesmo estabelecer que um novo algoritmo da mídia social seria responsável por permitir que somente 25 ou 26 pessoas tivessem acesso a atualizações postadas por outros amigos.

Conforme a publicação oficial, o algoritmo do Facebook na verdade exibe aquilo que parece ser mais relevante para cada usuário, de acordo com suas atividades na rede social. “O objetivo do feed de notícias é mostrar postagens que são importantes para você, para que tenha uma experiência agradável”, diz Ramya Sethuraman, gerente de produtos de ranking da companhia.

Leia mais…

via Novidades do TecMundo

Microsoft anuncia IA em assistência médica para revolucionar a saúde

Com a combinação de nuvem, IA e pesquisa, a Microsoft e seus parceiros pretendem revolucionar a assistência médica e mostrar o quanto a tecnologia pode nos auxiliar, até mesmo com a nossa saúde

Em 2017, a Microsoft anunciou pela primeira vez um projeto de pesquisa baseado em Inteligência Artificial (IA) sob a iniciativa Healthcare NExT. Esse foi o pontapé inicial para que a Microsoft e parceiros conseguissem revolucionar a medicina unindo nuvem, IA, pesquisa e conhecimento no setor.  

Com o intuito de empoderar pessoas para terem vidas mais saudáveis, a Microsoft vem utilizando tecnologia a nosso favor, parte importante para a transformação da assistência médica. Isso inclui trabalho em conjunto, inovação e criação de soluções que podem melhorar a vida das pessoas. 

Leia mais…

via Novidades do TecMundo

10 dicas de como encontrar respostas rapidamente em buscas no Google

Essas dicas são simples, mas poupam preciosos segundos na hora de usar o buscador nas pesquisas

Buscar algo no Google, clicar no primeiro link dos resultados, voltar para a busca, clicar no segundo link, voltar de novo para a busca e assim por diante, até encontrar o que procura. Você já viveu essa experiência?

Se a sua resposta for sim, então preparamos uma lista com 10 formas de buscar coisas no Google que podem facilitar muito a sua vida. Em vez de listas com links, o resultado dessas buscas são especiais, o que o pessoal que trabalha por lá chama "Páginas Especiais de Resultados de Busca".

Leia mais…

via Novidades do TecMundo

Baidu desenvolve abrigo inteligente para proteger gatos de rua do frio

O mais curioso é que a inteligência artificial consegue diferenciar gatos e cachorros, e somente os gatos são permitidos no abrigo

Os animais de rua sofrem bastante no frio, especialmente em regiões que nevam e são conhecidas por invernos rigorosos. Pensando especificamente nos gatinhos chineses, a empresa Baidu – famosa pelo buscador de mesmo nome e outras ferramentas de IA – decidiu criar um abrigo bastante interessante e único. 

O abrigo oferece água e alimento, e é automaticamente aberto quando o gatinho se aproxima da entrada. A Baidu desenvolveu uma inteligência artificial para verificar o animal de rua e atestar se ele é um gato, só assim a porta é liberada. É isso mesmo, cachorros estão proibidos aqui. É um jeito de proteger os gatos de rua do frio, ao mesmo tempo em que eles ficam longe dos cachorros.

Leia mais…

via Novidades do TecMundo

Hacker destrói 20 anos de dados de provedora de emails em invasão

Ataque sem motivo aparente apagou servidores primários e backups da empresa

A provedora de emails VFEmail foi vítima de uma invasão que fez com que o equivalente a 20 anos de dados fossem deletados de duas bases americanas. O ataque, cometido por um hacker ainda não identificado, foi confirmado pelo proprietário da empresa, Rick Romero, através do seu Twitter.

A mensagem de Romero na rede social, publicada na terça-feira (12), diz: “Sim, @VFEmail está efetivamente desaparecida. Provavelmente não retornará. Eu nunca imaginei que qualquer pessoa fosse se importar tanto com o trabalho da minha vida a ponto de querer destruí-lo total e completamente.” (Tradução livre

Leia mais…

via Novidades do TecMundo