Meizu Note 9 será lançado em março com câmera de 48 megapixels

Após receber sua certificação da TENAA, equivalente chinesa à Anatel, o Meizu Note 9 ganhou também uma data de lançamento. O smartphone será apresentado de forma oficial em 6 de março, segundo uma publicação da fabricante na rede social Weibo.

O celular conta com câmera traseira dupla de 48 megapixels e 5 megapixels. O sensor principal, aliás, é o ISOCELL GM1, fabricado pela Samsung. Ele é o mesmo presente no Xiaomi Redmi Note 7, lançado no início do ano.

Meizu Note 9

A câmera frontal do Meizu Note 9 deverá contar com 20 megapixel. Ela será colocada em um notch em forma de gota usado para aumentar o aproveitamento da área frontal pela tela. O visor LCD tem 6,2 polegadas e resolução Full HD+ (1.080 x 2.244 pixels).

Assim como o Vivo V15 Pro, o novo aparelho da Meizu também contará com processador Snapdragon 675. O chip otimizado para jogos e câmeras duplas também deverá ser levado ao Redmi Note 7 Pro e ao Moto Z4 Play.

O Meizu Note 9 contará, ainda, com 6 GB de RAM e deverá ter 64 GB de armazenamento com suporte para um cartão microSD de até 256 GB. O modelo terá bateria de 3.900 mAh e usará o Android 9 Pie com a interface Flyme 7 OS.

Previsto para ser lançado inicialmente na China por 999 yuans (cerca de R$ 550), o smartphone deverá ser levado para outros países no futuro.

Com informações: GSMArena, MySmartPrice.

Meizu Note 9 será lançado em março com câmera de 48 megapixels

via Tecnoblog

O que as pesquisas feitas por você no Google dizem sobre sua saúde?

Levantamento cruzou os dados de pessoas que procuraram por informações sobre doenças com suas fichas médicas

Quem nunca se “consultou” com o “Dr. Google”, que jogue a primeira pedra. A própria companhia atualizou o buscador para trazer orientações feitas por profissionais para os problemas mais comuns, devido à grande quantidade de pessoas que buscam por informações quando sentem algum incômodo.

Estudo pode ajudar a prevenir quadros iniciais ou futuramente até identificar inícios de epidemias

Leia mais…

via Novidades do TecMundo

É oficial: Nvidia anuncia placa de vídeo GeForce GTX 1660 Ti

Foram semanas de rumores, mas aí está: nesta sexta-feira (22), a Nvidia fez o anúncio oficial da GeForce GTX 1660 Ti, placa de vídeo intermediária, mas que promete entregar boa experiência em jogos. Nos Estados Unidos, o dispositivo já está à venda com preço sugerido de US$ 279.

Nvidia GeForce GTX 1660 Ti

Assim como a GeForce RTX 2080 Ti e outros modelos recentes da Nvidia, a GeForce GTX 1660 Ti é baseada na arquitetura Turing. A GPU consiste em um chip TU116 com tecnologia de fabricação de 12 nanômetros.

Porém, repare que a nova placa foi colocada na série GTX e não RTX. A explicação para isso é simples: RTX é uma referência à técnica de ray tracing, que imita raios de luz do “mundo real” para gerar gráficos mais convincentes; esse recurso não está presente na GeForce GTX 1660 Ti.

De igual modo, a placa não suporta DLSS (Deep Learning Super-Sampling), técnica que utiliza núcleos Tensor e aprendizagem profunda para dar contornos mais definidos aos objetos. Com efeito, os núcleos Tensor também estão ausentes.

Essa economia de recursos, vamos dizer assim, faz a GeForce GTX 1660 Ti ser US$ 70 mais barata que a GeForce RTX 2060, o modelo mais em conta a vir com ray tracing e DLSS.

É claro que essas ausências, por si só, não implicam em desempenho ruim. A GeForce GTX 1660 Ti traz um conjunto interessante de recursos, que inclui 1.536 núcleos CUDA, frequência de 1.500 MHz (1.770 MHz em boost) e 6 GB de memória GDDR6.

GeForce GTX 1660 Ti da Gigabyte

GeForce GTX 1660 Ti da Gigabyte

Nas palavras da Nvidia, a nova placa tem desempenho até três vezes maior que uma GTX 960 e consegue ser 1,5x mais rápida que a GeForce GTX 1060, além de rodar jogos como Fortnite e PUBG em 120 quadros por segundo e resolução full HD. A performance em operações de precisão única é de até 5,5 teraflops.

Ainda de acordo com a companhia, fabricantes parceiros deverão lançar a GeForce GTX 1660 Ti no Brasil a partir da próxima semana. Por ora, não há informações sobre preços por aqui.

Nvidia GeForce GTX 1660 Ti — ficha técnica

  • 1.536 núcleos CUDA
  • Frequência de 1.500 MHz (1.770 MHz em boost)
  • 96 TMUs (unidades para texturas)
  • 48 ROPs (unidades para renderização)
  • 6 GB de memória GDDR6
  • Interface de memória de 192 bits
  • Largura de banda de 288 GB/s (gigabytes por segundo)
  • Arquitetura Turing
  • TDP de 120 W

Com informações: AnandTech.

É oficial: Nvidia anuncia placa de vídeo GeForce GTX 1660 Ti

via Tecnoblog

Kim Kardashian processa em US$ 10 mi marca de moda que usa seu nome

Kim Kardashian está processando uma marca de fast fashion americana que não para de marcá-la em seus posts. A celebridade diz que a empresa depende de sua imagem para conseguir vender.

A marca Missguided é conhecida nas redes sociais por replicar looks de celebridades a preços acessíveis. O fast fashion é um padrão de produção e consumo no qual as roupas são fabricadas, usadas e descartadas.

A irmã do clã Kardashian ainda acusa a Missguised de usar ilegalmente persona e marcas registradas para impulsionar a venda de roupas. Ela quer que a marca a pague ao menos US$ 10 milhões e deixe de usar sua imagem.

A equipe de Kardashian diz que o uso não autorizado de sua imagem ajuda a "divulgar a marca e o site da Missguided".

Na ação, a celebridade alega que a Missguided não usou apenas seu nome e identidade, mas também violou marcas registradas em torno do nome dela, que foram usadas para anunciar produtos de outras empresas.

"O uso de marcas da Kim Kardashian pela Missguided provavelmente fará com que os consumidores acreditem erroneamente que ela está associada à marca", afirma o processo. "E, de fato, os consumidores já expressaram tamanha confusão, sugerindo em posts de mídias sociais e artigos on-line que Kim Kardashain tem uma ‘colaboração’ com a Missguided".

Visualizar esta foto no Instagram.

Accurate 🙃🙃🙃 #missguided 📸 @kimkardashian

Uma publicação compartilhada por MISSGUIDED (@missguided) em 23 de Jan, 2019 às 10:30 PST

A Missguided declarou ao canal E! News que ainda não recebeu nenhuma notificação da ação legal. "Mas qualquer ação baseada em comentários on-line não tem mérito. Nossos compradores sabem como funciona: estamos falando do visual da celebridade para pessoas sem o dinheiro delas. Para o registro, por mais que amamos seu estilo, não estamos trabalhando com Kim em nada".

Marcas de fast fashion que recriam os looks de celebridades não são novidade, mas o Instagram mudou a forma como essas empresas trabalham. Agora, os looks costumam aparecer primeiro na rede social, onde as marcas podem encontrá-los e começar a produzir algo semelhante.

via Canaltech

Outdoor de evento da Huawei confirma nome e mostra o dobrável Mate X

Campanha de marketing da chinesa deixa escapar visual e confirma o nome do aparelho

Tanto a Samsung quanto a Huawei vinham ensaiando a apresentação de um smartphone dobrável já há algum tempo e a chinesa havia até distribuído um teaser-convite para a demonstração no Mobile World Congress (MWC), em Barcelona. Como sabemos, o Galaxy Fold apareceu nesta semana e agora a expectativa fica com relação ao “Mate X”.

E uma prévia já vazou na web, em um outdoor comercial do evento da Huawei. A foto apareceu no Twitter do site canadense Mobile Syrup, por meio de um vazador indiano. O nome foi confirmado e dá para ver alguns detalhes do seu visual. Diferente do Galaxy Fold, o Mate X abre seu formato tablet para o lado de fora do aparelho, com uma barra lateral que comporta os sensores.

Leia mais…

via Novidades do TecMundo

Lenovo HX03F é a pulseira inteligente com tela colorida que sai por R$ 90

O produto está com 35% de desconto! Bora aproveitar?

O mercado de produtos vestíveis está cada vez mais competitivo, o que significa a chegada de dispositivos com mais funções e preço competitivo. Uma pulseira inteligente que se destaca pelo custo-benefício é a Lenovo HX03F, que está em oferta na GearBest.

Durante os próximos três dias, a smartband está disponível com 35% de desconto na loja chinesa, mas o estoque da Flash Sale é limitado.

Leia mais…

via Novidades do TecMundo

Entregas contínuas

tirinha

Inclua essa tirinha em seu site

COLE ESSE CÓDIGO EM SEU SITE x
Transcrição ↓

real historia;
string sender = "Matheus Polli";

Chefe: Qual é a data de entrega do novo sistema?
Programador: Chefe, lembra que acordamos em adotar o método Lean para termos entregas contínuas e não datas mirabolantes para projetos enormes?
Chefe: Sim, isso tudo é muito lindo, entendo e concordo 100%, mas qual é a data?
Programador: PLOFT!

Camiseta: PLOFTs Contínuos

O artigo "Entregas contínuas" foi originalmente publicado no site Vida de Programador, de Andre Noel.

via Vida de Programador

Arriscado

Vida de Suporte - Arriscado

Transcrição:

Suporte [orientando a Usuária]: É importante tapar a câmera do seu notebook com fita adesiva.
Suporte: Essa medida é para evitar que algum hacker fique lhe espionando. Você sabe como isso seria arriscado?
Usuária: Sei.
Usuária: Ele poderia se apaixonar.

Mais tirinhas com “hackers”.


Arriscado é um post do blog Vida de Suporte.

via Vida de Suporte

Cientistas desenvolveram nova cadeia de DNA sintética, a “hachimoji”

Na quinta-feira (21), pesquisadores revelaram o mais recente feito em engenharia de DNA artificial: um sistema sintético de oito letras chamado DNA “hachimoji”. Com nome baseado nos termos em japonês Hachi (oito) e moji (letra), o sistema é composto de quatro nucleotídeos naturais e quatro sintéticos que se encaixam perfeitamente na estrutura helicoidal do DNA, mantendo sua forma natural. Além disso, as sequências soletradas com essas novas letras são previsíveis e podem evoluir como o DNA natural. A pesquisa aparece na nova edição da revista Science.

Anteriormente, os cientistas expandiram o alfabeto genético para seis letras, mas a mais recente adição duplica a quantidade de informação que é possível codificar no DNA natural, testando os limites do armazenamento de informações moleculares. Isso pode ter impactos imediatos na nascente indústria de armazenamento de dados de DNA e na busca da NASA por vida em outras partes do sistema solar. Também representa um grande passo em direção à visão distante de criar formas de vida alternativas — organismos que usam uma linguagem genética diferente da usada por todas as outras criaturas que evoluíram aqui na Terra.

A questão, agora, é verificar se ampliar esse código coincidente poderia tornar o DNA ainda melhor. Ter mais cartas para trabalhar teoricamente permite que moléculas totalmente novas não existam na natureza — qualquer uma delas poderia ser útil para fazer novos materiais, diagnosticar doenças ou desenvolver novos medicamentos. Um alfabeto de quatro letras oferece 64 códons possíveis, que produzem 20 aminoácidos, os blocos de construção das proteínas. Seis letras levam até 256 códons; oito fazem 4.096.

Com mais blocos de construção e novas técnicas para direcionar a evolução, cujos inventores ganharam o Prêmio Nobel de Química do ano passado, os cientistas poderiam dar às proteínas propriedades vantajosas que os 20 aminoácidos do nosso corpo não disponibilizam.

O laboratório do bioquímico Andrew Ellington, na Universidade do Texas, desenvolveu enzimas que podem transformar o DNA do hachimoji em RNA, o primeiro passo para produzir uma proteína. Ele e seus colegas o usaram para fazer um filamento de RNA sintético que se assemelha a uma seqüência encontrada no espinafre e que brilha verde quando ligado a uma pequena molécula, assim como sua contraparte natural. Eles também fizeram RNA hachimoji que pode procurar e se ligar a tumores de fígado e células de câncer de mama em um testes in vitro. Em longo prazo, ele espera que seu hachimoji seja útil na detecção de cânceres, vírus ou até mesmo de toxinas ambientais.

O verdadeiro desafio, no entanto, está nas imensas quantidades de infraestrutura biológica necessárias para usar novas linguagens genéticas. É por isso que Ellington vê um uso mais imediato da tecnologia no promissor campo de armazenamento de dados de DNA. Grandes empresas de tecnologia e startups estão avaliando se os nucleotídeos podem vencer o silício quando se trata de armazenamento de informações de arquivamento de longo prazo. O DNA é notoriamente denso em dados, e a chegada do hachimoji apenas dobrou sua capacidade de transmitir informação.

O laboratório de Ellington está projetando uma biblioteca de enzimas para ler e escrever não apenas DNA natural e hachimoji, mas também toda a variedade de alfabetos que ele prevê no futuro.

Seria possível, com essas descobertas, criar novas fórmulas de vida aqui na Terra? Deixe nos comentários o que você pensa sobre este assunto.

via Canaltech

Cerca de 85% das extensões para Chrome não possuem política de privacidade

Uma empresa de cibersegurança descobriu uma série de riscos para a segurança de dados pessoais nas milhares de extensões para o popular navegador da Google

A empresa de cibersegurança Duo Security criou uma ferramenta que analisa os riscos em usar as extensões do navegador Google Chrome. Com a popularidade do browser, existe um grande risco em permitir o acesso a dados privados e a companhia descobriu que além de um terço das extensões pedirem acesso aos dados do usuário em qualquer site, cerca de 85% delas não possui sequer uma política de privacidade.

Leia mais…

via Novidades do TecMundo