DevOps garante a mudança cultural necessária na transformação digital

Nas empresas, o conceito de DevOps combina inovação com eficiência mantendo no foco a experiência do usuário

via IDG Now!

Assassin’s Creed Rebellion é o jogo da série que chegará para Android e iOS

A Ubisoft está aproveitando a onda de lançamentos mobile e não está poupando esforços para fazer o seu nome no mercado de bolso. South Park: Phone Destroyer chegou recentemente para Android e iOS, e agora é a vez de Assassin’s Creed ganhar um novo jogo para smartphones, chamado de Assassin’s Creed Reblellion.

A desenvolvedora o descreve como um RPG de estratégia no qual você deve ter a sua própria base de assassinos e enviá-los para missões externas para cumprir objetivos. Pelo pouco que podemos ver no trailer abaixo, parece que teremos um jogo bem similar ao já existente Fallout Shelter, que foca em administração de recursos e mecânicas de combate mais simples. Confira:

VIDEO

O game contará com mais de 20 assassinos famosos da franquia, como Altair, Ezio, Claudia, Aguilar, Shao Jun e muitos outros, mas também terá outros 20 inéditos que foram criados especialmente para o jogo mobile. Apesar de misturar diversas épocas, a ideia é que o título seja canônico na história – ou algo parecido com isso.

O jogo chega para aparelhos iOS 8 ou superior e Android 4.1 ou superior com 2 GB de RAM

Assassin’s Creed Rebellion se passará na Espanha duranta a inquisição espanhola e os personagens icônicos aparecerão por conta de uma nova versão da Animus que mistura memórias de diversos assassinos. O jogador poderá aperfeiçoar seus membros na fortaleza e também poderá coletar fragmentos de DNA em missões para ganhar novos personagens.

O game ainda não tem data para chegar, mas sabemos que é “em breve”. O título estará disponível para dispositivos com iOS 8 ou superior e aparelhos com Android 4.1 ou superior e com pelo menos 2 GB de RAM.

via Novidades do TecMundo

Podcast Canaltech: resumo desta terça-feira, 27/06

PODCAST sem numero

As principais notícias do mundo da tecnologia você ouve aqui no podcast do Canaltech, basta clicar no botão PLAY logo acima. Na edição de hoje:

Se você é usuário do Soundcloud, pode seguir nosso canal e acompanhar diariamente nossas atualizações. Para assinar e receber os boletins automaticamente em seu iPhone ou iPad, é só assinar no iTunes. Caso seja um usuário de Android, pode acompanhar através de seu programa favorito de podcast, cadastrando nosso feed. E você ainda pode baixar este podcast em formato mp3.

via Canaltech

Pânico

Vida de Suporte

Tira inspirada por um bate-papo com o Felipe Souza no grupo no WhatsApp do Vida de Suporte.


Pânico é um post do blog Vida de Suporte.

via Vida de Suporte

Ameaças de ransomware para celulares cresceram 3,5 vezes; como se proteger?

A partir desses períodos, observa-se várias mudanças significativas no cenário das ameaças de ransomware

Os criadores de ransomware para dispositivos móveis estão concentrando seus ataques em países ricos. Além de apresentar um nível de renda mais alto, os mercados desenvolvidos também contam com uma infraestrutura de pagamentos eletrônicos e em dispositivos móveis mais avançados e amplamente usados. De acordo com o relatório de ransomware da Kaspersky Lab para os anos de 2016-2017, isso atrai os criminosos, pois significa que é possível transferir um resgate com apenas alguns toques ou cliques.

A Kaspersky Lab divulgou as ameaças de ransomware em seu segundo estudo anual sobre o problema. O relatório aborda todo o período de dois anos que, para fins de comparação, foi dividido em duas partes de 12 meses: de abril de 2015 a março de 2016 e de abril de 2016 a março de 2017. A partir desses períodos, observa-se várias mudanças significativas no cenário das ameaças de ransomware.

Ameaça na moda

A atividade dos ransomware para dispositivos móveis disparou no primeiro trimestre de 2017, com 218.625 pacotes de instalação do tipo Trojan-Ransomware para dispositivos móveis: 3,5 vezes mais que no trimestre anterior. Em seguida, essa atividade voltou ao nível médio do período de dois anos observado. Apesar dessa pequena redução, o cenário das ameaças para dispositivos móveis ainda gera muita inquietação, pois os criminosos visam nações com infraestruturas financeira e de pagamentos bem desenvolvidas, que podem ser facilmente comprometidas.

Os EUA passaram da quarta para a primeira posição (quase 19%). Canadá e Alemanha continuaram entre os três primeiros lugares

No período entre 2015 e 2016, a Alemanha foi o país com maior porcentagem de usuários de dispositivos móveis atacados por ransomware para dispositivos móveis (quase 23%) em relação aos usuários que sofreram ataques por qualquer tipo de malware em dispositivos móveis. Em seguida, vieram Canadá (quase 20%), Reino Unido e EUA, que superaram os 15%.

Esse panorama mudou em 2016-2017; os EUA passaram da quarta para a primeira posição (quase 19%). Canadá e Alemanha continuaram entre os três primeiros lugares, com quase 19% e mais de 15%, respectivamente. O Reino Unido ficou em quarto, com mais de 13%.

Foco nos Estados Unidos, mas risco aqui é alto

As mudanças geográficas no cenário dos ransomware para dispositivos móveis pode indicar uma tendência de disseminação dos ataques em regiões ricas

Esse crescimento nos Estados Unidos deveu-se, em grande parte, aos ataques de malwares das famílias Svpeng e Fusob. O Svpeng foi direcionado principalmente aos EUA. Quanto ao Fusob, essa família de malware concentrou-se, inicialmente, na Alemanha; porém, desde o primeiro trimestre de 2017, a primeira posição da sua lista de alvos foi ocupada pelos EUA, com 28% dos ataques.

“As mudanças geográficas no cenário dos ransomware para dispositivos móveis pode indicar uma tendência de disseminação dos ataques em regiões ricas, despreparadas, vulneráveis ou que ainda não foram atingidas. Obviamente, isso quer dizer que os usuários, especialmente desses países, devem ser extremamente cautelosos ao navegar pela Web”, observa Roman Unuchek, especialista em segurança da Kaspersky Lab.

Como se proteger?

Para reduzir o risco de infecção, os usuários podem tomar algumas providências essenciais:

  • Fazer backup de seus dados regularmente.
  • Usar uma solução de segurança confiável e não deixem de ativar os principais recursos, como o Inspetor do Sistema.
  • Sempre manter seu software atualizado em todos os dispositivos que usam.
  • Cuidar com atenção dos anexos de email ou de mensagens recebidas de desconhecidos. Em caso de dúvida, não os abra.
  • Lembrar-se que ransomware é crime. Denuncie-o para a autoridade legal local.

via Novidades do TecMundo

WhatsApp libera função para apagar mensagens enviadas – Hoje no TecMundo

Recurso era aguardado por muitos usuários

Nesta edição do Hoje no TecMundo, veja que o WhatsApp finalmente liberou um recurso muito aguardado: o de apagar mensagens enviadas, entre outros destaques. Os links das notícias estão logo abaixo.

Leia mais…

via Novidades do TecMundo

Design duvidoso Galaxy Note 8; Novo WannaCry na Europa; YouTube Uptime [CT News]

ctnews 27 junho

Com o Canaltech News, em pouco mais de 5 minutos você fica por dentro dos principais produtos lançados do mercado, da movimentação das principais empresas do segmento, novidades das redes sociais, curiosidades, cultura geek, e muito mais.

Nesta edição, falamos sobre:

via Canaltech

O que exatamente é a rede intuitiva da Cisco

Cisco Live 2017

Uma rede intuitiva. É assim que todos os executivos da Cisco chamam a plataforma que está sendo apresentada no Cisco Live, evento global da companhia que acontece esta semana em Las Vegas (Estados Unidos). Trata-se de uma rede “viva” e inteligente baseada em três pontos principais: contexto, necessidade e conhecimento preditivo. A rede está em constante aprendizado, se adaptando, se protegendo e automatizando ações e, por isso, promete ser uma grande revolução oferecendo às organizações mais agilidade e produtividade.

A rede intuitiva é baseada em três novos produtos da Cisco. O primeiro deles é a já comentada plataforma Cisco DNA Center, que funciona como um painel de gerenciamento da rede e como ferramenta de análise de dados. A nova arquitetura é capaz de antecipar ações dos usuários, bloquear ameaças à segurança e entregar melhor desempenho. 

O segundo é o switch Catalyst 9000, totalmente programável e que hospeda aplicações. O switch foi criado por um designer da Ferrari e vem preparado para os principais desafios das empresas: Internet das Coisas, mobilidade e nuvem. E o terceiro é o Encrypted Traffic Analytics, uma solução que analisa ameaça em tráfego criptografado, podendo identificar o malware sem descriptografá-lo, colocá-lo em quarentena e determinar o nível de ameaça.

A novidade funciona como um casamento perfeito entre software, hardware e serviços trabalhando de forma integrada para que as empresas consigam seguir pela nova era da TI e, especificamente, pela nova era da conectividade.

“O que acreditamos é que as redes precisam prover habilidade não somente de se conectar, mas de processar dados para determinar o que é importante ir para o data center da empresa e o que não é", comentou Chuck Robbins, CEO da empresa.

Durante o evento, a companhia apresentou o switch e fez pequenas demonstrações dos softwares em uso. Aparentemente a interface é simples e bastante intuitiva, com recursos de “drag and drop” (arraste e solte). No entanto, a Cisco ainda não compartilhou como os clientes poderão adquirir a solução de rede intuitiva ou o preço de cada produto.

*A jornalista viajou para Las Vegas a convite da Cisco.

via Canaltech

Um anel para tudo controlar: essa é a nova proposta do Token

O Token é um anel capaz de fazer as vezes de cartões de crédito, chaves de casa, de carros, cartões de acesso e até servir como uma espécie de “bilhete único”

Calma, não se trata de J.R.R. Tolkien e seu Um Anel, o protagonista da saga “O Senhor dos Anéis”, sucessos nos livros e no cinema, mas sim, um produto chamado Token e que se trata de um anel que controla tudo. É quase igual, só que diferente.

Vamos lá: o Token é um anel capaz de fazer as vezes de cartões de crédito, chaves de casa, de carros, cartões de acesso e até servir como uma espécie de “bilhete único”, podendo ser usado para pagar passagens de transporte público. Não é a primeira vez que tentam criar um item que sirva como uma espécie de controle universal de tudo que fica ao nosso redor, mas dessa vez isso está muito mais perto de se concretizar.

Grandes parcerias

O motivo disso são as parcerias feitas pelo Token, que incluem nada menos que Microsoft, MasterCard e Visa, FitPay, FIDO Alliance e HID. Ou seja, as chances de termos uma compatibilidade muito maior e universal são muito grandes e isso facilita muito a aceitação de um produto como esse.

Imagine poder pagar suas compras com apenas um toque do anel. Abrir a porta da sua casa, do seu carro e acessar o escritório onde você trabalha usando esse mesmo dispositivo. O Token vai funcionar pareado com um aplicativo para Android e iOS onde você pode configurar tudo e sincronizar as informações que você quer usar no gadget.

Prático e seguro

Além de tudo, para a segurança dos usuários, o Token possui um sensor biométrico em sua base para que funcione apenas com o seu dono real. Ou seja, mesmo que você for roubado, nenhuma outra pessoa vai poder usar seu anel para acessar suas coisas particulares.

O Token pode ser carregado com um dispositivo sem fio e sua bateria dura até duas semanas. Ele é à prova d’água para até 50 metros

O Token pode ser carregado com um dispositivo sem fio e sua bateria dura até duas semanas. Ele é à prova d’água para até 50 metros e custa a partir de US$ 249, cerca de R$ 825, e pode ser comprado em pré-venda juntamente com a trava da porta e do carro, ambos compatíveis, cada um deles por mais US$ 100, ou R$ 330. Para ser perfeito, basta a compatibilidade aumentar, ou seja, lojas e outros estabelecimentos começarem a aceitar esse tipo de dispositivo.

via Novidades do TecMundo

Saiu! Confira os jogos concedidos a assinantes da Live Gold em julho

Assinantes da Xbox Live Gold, preparem seus HDs para baixar mais jogos gratuitos: a seleção de julho de 2017 acabou de ser divulgada pela Microsoft e, como sempre, oferece quatro títulos para download, sendo dois de Xbox One e outros dois de Xbox 360. Confira o vídeo mais adiante.

Os dois títulos de Xbox One são os seguintes:

  • Grow Up, disponível durante todo o mês de julho;
  • Runbow, disponível de 16 de julho a 15 de agosto.

O Xbox 360, por sua vez, ganha estes dois jogos:

VIDEO

O que você achou da seleção?

Um pouco mais morna em relação aos meses anteriores, não é mesmo? Ainda assim, ser um assinante da Live Gold é um benefício que agrega muito valor ao Xbox One e à infraestrutura online da plataforma – que oferece, entre outras coisas, a retrocompatibilidade, tornando todos os títulos jogáveis em um só lugar.

O que você achou dos jogos concedidos em julho? Conte para nós aqui na seção destinada aos comentários, logo adiante.

via Novidades do TecMundo