Nokia e Microsoft ajudam refugiados sírios a se comunicar na Suécia

A Nokia, em conjunto com a Microsoft, uma operadora sueca chamada e Tele2 e a ONG Reach for Change, desenvolveu um serviço telefônico capaz de traduzir em tempo real palavras e frases entre o dialeto árabe usado na Síria e o inglês. A novidade está em testes com um pequeno grupo de jovens suecos e refugiados sírios que chegaram à Suécia desacompanhados.

Não há muitos detalhes acerca de como a novidade funciona no momento, mas pelo nome do projeto, “Call Together”, e pelo envolvimento de uma operadora de celular, é possível que a tradução seja feita por meio de ligações telefônicas ou algum app específico.

Esse é um ótimo exemplo de como soluções mais criativas e inovadoras podem abrir nossa sociedade para crianças e adolescentes que chegaram à Suécia

“Esse é um ótimo exemplo de como soluções mais criativas e inovadoras podem abrir nossa sociedade para crianças e adolescentes que chegaram à Suécia. O serviço pode se tornar uma grande ferramenta para organizações que estão fazendo um trabalho fantástico ao conectar jovens desacompanhados com jovens suecos já estabelecidos”, disse Sofia Breitholtz, presidente da Reach for Change.

O sistema de tradução do dialeto sírio foi feito pela Microsoft e liberado para as empresas locais implementarem de uma forma simples de usar. “A Tele2 sempre está procurando uma forma de inovar e de melhorar a vida de crianças”, disse o representante da operadora sueca, Viktor Wallström. Não há informações no momento sobre a tradução direta do dialeto sírio para a língua sueca.

Cupons de desconto TecMundo:

via Novidades do TecMundo

Foto vazada confirma par de câmeras na traseira do Nokia 9

A finlandesa HMD Global vem se esforçando bastante para tentar reviver os tempos gloriosos da Nokia, apostando inclusive no relançamento do clássico 3310. Ao que tudo indica, o próximo passo da companhia é o lançamento de o novo flagship Nokia 9, que já teve algumas informações a seu respeito vazadas anteriormente.

Agora, porém, uma confirmação: uma foto real da parte traseira do dispositivo mostra que ele deve trazer um par de câmeras. Como é possível notar, a tampa traz três espaços, o redondo maior para o sensor de digitais, o redondo menor para o flash e, por fim, o arredondado para dar conta das duas lentes.

Nokia 9Traseira do Nokia 9 indica par de câmera no novo dispositivo da HMD Global.

A foto de hoje vai ao encontro de uma imagem do dia 18 de setembro que mostra justamente o mesmo formato, com os três espaços na parte traseira, sendo um deles dedicado ao par de câmeras. Isso tudo indica que a Nokia está cada vez mais decidida a bater de frente com os grandes nomes do mercado mobile.

Se os demais rumores estiverem corretos, o Nokia 9 virá com tela AMOLED de 5,5 polegadas com resolução QHD e proporção 18:9. Além disso, o dispositivo terá Snapdragon 835, 4 GB de memória RAM e 64 GB para armazenamento interno. Ainda não se sabe quando exatamente, mas a HMD Global deve anunciar o novo aparelho apenas em 2018.

Cupons de desconto TecMundo:

via Novidades do TecMundo

Relançamento do Nokia 3310 com 3G já começou a ser vendido nos EUA

No início dos anos 2000, o Nokia 3310 não era exatamente um celular de ponta, mas deixou sua marca na história da evolução dos telefones celulares, se tornando o favorito de muita gente. Então, no primeiro semestre, o grupo HMD, que detém os direitos de uso da marca Nokia, decidiu relançar o aparelho para agradar aos usuários mais saudosistas. Agora, o Novia 3310 com 3G já começou a ser vendido nos Estados Unidos.

Custando apenas US$ 59,99, o aparelho vem em quatro opções de cores, e a pré-venda já está ativa pela rede Best Buy, e os envios começarão a acontecer no dia 29 de outubro. O aparelho é um dual-chip compatível com as operadoras norteamericanas de telefonia AT&T e T-Mobile, e não traz a conectividade LTE, apesar de ser equipado com 3G.

Uma pequena tela de 2,4 polegadas exibe um sistema para lá de retrô, e uma câmera de 2 megapixels equipada com flash LED permite tirar fotografias como se ainda estivéssemos nos anos 2000. Jogos lendários como o da "cobrinha" estão instalados de fábrica e, por meio do 3G, é possível acessar o Facebook e Twitter.

Rádio FM, MP3 player, um slot para cartões microSD de até 32 GB fazem parte de suas especificações, e o celular vintage traz uma bateria removível de 1.200 mAh, que rende até 6,5 horas de conversação, ou dura 24 horas em stand-by.

via Canaltech

Nokia 6 vale a pena? [Análise Completa / Review]

An?lise Nokia 6

A Nokia deixou saudades, com seus aparelhos bem construídos e colocou o Windows Phone para rodar. Não deu certo, quase que tudo morreu. Recentemente um grupo chinês pegou o nome e resolveu mostrar que a marca ainda está viva. Este aqui é o Nokia 6, um intermediário vestido a carater para este retorno. Será que ele vale?

via Canaltech

Nokia pode sim trazer lentes Carl Zeiss aos seus novos celulares [rumor]

Ficou desanimado ao saber que a Nokia poderia abandonar as lentes Carl Zeiss? Pois parece que não vai ser bem assim. Novos vazamentos trazidos por um informante chinês – mais especificamente, um rascunho do aparelho – indicam que a empresa deve sim manter essas lentes presentes em seu top de linha. E ainda mais: o celular ainda virá com câmera dupla.

Por mais estranhas que as informações sejam depois de uma declaração daquelas por parte da finlandesa, é bom notar que isso tem explicação. O fato é que a companhia teria abandonado as lentes Carl Zeiss justamente por ter entregue a licença de fabricação de seus aparelhos para a HMD global; isso não quer dizer, porém, que a Nokia não pode decidir fazer algumas mudanças ou alterações no smartphone.

Seja como for, é difícil negar que a empresa não estaria ao menos pensando seriamente na possibilidade quando a câmera possui um enorme “Zeiss” escrito nela:

Quanto à questão das câmeras duplas? Bem, está aí aquele conhecido mistério. Visto que não houve qualquer declaração oficial sobre o assunto (e que cada empresa está usando essa tecnologia de diferentes maneiras), está aí outro mistério dos grandes. Como ainda estamos falando de rumores, só podemos cruzar os dedos e torcer que uma resposta surja o quanto antes.

via Novidades do TecMundo

Facebook e Nokia se unem para acelerar internet via cabos submarinos

O Facebook vem investindo em cabos submarinos à medida que tenta se tornar sinônimo de internet, e a Nokia é especialista em instalá-los e mantê-los. As duas empresas se uniram para testar uma técnica que pode transmitir dados ainda mais rápido através do mundo.

Foto por phonetography101/Flickr

Facebook e Nokia testaram com sucesso uma técnica que pode aumentar a capacidade de um cabo submarino em até 2,5 vezes. Os testes foram realizados em um trecho de 5.500 km entre Nova York e Irlanda.

As transmissões atingiram 200 Gb/s em comprimentos de onda comerciais, e 250 Gb/s em um link experimental. Isso nunca antes feito de um lado a outro do Atlântico – um percurso de ida e volta de 11.000 km.

O truque se chama modelagem de constelação probabilística (PCS na sigla em inglês), que ajusta a capacidade de transmissão para aproximá-la dos limites físicos da fibra óptica. Segundo a Nokia, a técnica tem o potencial de atualizar este cabo submarino de 13 Tb/s para 32 Tb/s no futuro.

A ideia do Facebook e Nokia é se preparar para atividades que consomem muita largura de banda, como vídeos e realidade virtual, sem exigir novos cabos submarinos. Isso é importante: um executivo da Nokia diz ao ZDNet que esses cabos estão próximos do “limite de Shannon”, a capacidade máxima de dados que uma fibra óptica pode levar.

A tecnologia PCS ainda não está pronta, mas deve ser integrada a equipamentos da Nokia e distribuída nos próximos anos. E o cabo submarino do Facebook usado nos testes ainda não foi inaugurado, mas a rede social vem investindo bastante nisso: o MAREA, em parceria com a Microsoft, vai conectar os EUA à Espanha até o final do ano; enquanto outro cabo, em parceria com o Google, ligará EUA e Hong Kong em 2018.

Com informações: Engadget, ZDNet.

Facebook e Nokia se unem para acelerar internet via cabos submarinos

via Tecnoblog

Qualcomm apresenta novo chip com foco em aparelhos básicos como o Nokia 3310

Novo 205 Mobile levará conexão 4G aos feature phone. Com ele, usuários poderão navegar na Internet e acessar redes sociais como Twitter e Facebook

via IDG Now!

Nokia 6 [Hands-on / Unboxing]

Nokia 6

Anunciado na CES e mostrado de vez no MWC, o Nokia 6 finalmente chegou às nossas mãos aqui no Canaltech.

Nosso "guerreiro" André Fogaça fez as honras de tirar da caixa o novíssimo aparelho da histórica fabricante, o primeiro contato antes da análise que soltaremos nos próximos dias.

Confira nosso unboxing exclusivo no vídeo acima e não esqueça de assinar, deixar seu like e comentar!

via Canaltech

Novos aparelhos da Nokia devem chegar ao mercado já no segundo trimestre

Empresa quer se tornar uma das três maiores marcas do segmento de smartphones em três anos

A Nokia não deu datas de lançamento muito claras para seus novos aparelhos durante a MWC 2017, mas o gerente de marketing da empresa para o leste europeu, Tomislav Himbele, afirmou a um veículo croata que os Nokia 3, 5 e 6 devem chegar às prateleiras dos mercados da região ainda no segundo trimestre deste ano, entre maio e junho.

Ele ainda explicou que, no geral, os preços devem ser os mesmos apresentados pela empresa durante a MWC em Barcelona, mas é possível que variações nos impostos de cada país europeu possam interferir de alguma forma nos valores originais. Ele não chegou a comentar sobre a disponibilização comercial desses dispositivos em outras partes do mundo, mas é bem possível que a mesma janela de lançamento sirva para outras regiões, como a América do Sul.

Leia mais…

via Novidades do TecMundo

Nokia Bell Labs abre 4ª edição de prêmio de inovação

O Nokia Bell Labs, setor de pesquisas industriais da empresa, lançou a quarta edição da competição anual Prêmio Nokia Bell Labs, que reconhece profissionais com ideias inovadoras nas áreas de ciência, tecnologia, engenharia e matemática. Pesquisadores, cientistas e quem mais tiver conceitos iconoclastas podem enviar suas propostas até o dia 1º de maio. Serão distribuídos US$ 175 mil para os três primeiros lugares.

Para participar, é preciso se inscrever no primeiro estágio, com o envio de um texto de no máximo 250 palavras a respeito de tecnologias de informação e comunicações. As categorias relacionadas são: Aplicações Web, Serviços na Nuvem, Teoria da Informação, Teoria de Codificação, Ciências da Computação, Criptografia, Distribuição de Sistemas, Privacidade de Dados, Matemática de Redes, Esquemas Modulares, Sistemas ou Componentes Ópticos, Sistemas de Comunicação, Protocolo de Rede, Segurança, Arquitetura de Rede, Design de Radiofrequência, Sustentabilidade, Wireless, Tecnologias para Reparos na Rede, Software-Define Networking, Tecnologias de Virtualização, Análise em Tempo Real, Algoritmos de Busca, Redes Auto-Otimizáveis, Sistemas de Inferência.

Quem quiser pode atribuir um outro conjunto. Para saber mais sobre as fases e regras, basta acessar o site.

Histórico de inovações

Desde a criação do prêmio, em 2014, já participaram aproximadamente 1000 candidatos. Os finalistas das edições anteriores vieram de países como Bélgica, Canadá, Alemanha, Coreia do Sul, Espanha, Suíça, Turquia, Reino Unido e Estados Unidos. Entre os vencedores foram apresentadas soluções para a Internet das Coisas e simplificação de Big Data.

Ano passado os vencedores criaram nova tecnologia arquitetural para dispositivos nano

No ano de estreia, Emmanuel Abe, professor assistente em Princeton, propôs novos algoritmos e métodos de extração de informações aplicáveis de Big Data. Ele aplicou a teoria da informação para realizar computações práticas e rápidas, em escala massiva, em redes sociais e complexas, baseadas em gráficos.

Em 2015, Brandon Lucia, docente na Universidade Carnegie Mellon, apresentou aos desenvolvedores uma nova maneira de levar as comunicações e as aplicações sensoriais a ambientes com escassez energética. Diferente das máquinas ligadas à baterias, tais sistemas são tolerantes a interrupções e podem fazer computação intermitentemente e até mesmo vasculhar as imediações na busca por fontes.

O vencedor de 2015, Brando Lucia, professor no Carnegie Mellon University

Na temporada passada uma equipe de doutorandos da Universidade Southern Califórnia formada por Sungwon Chung, Hooman Abediasl e Hossein Hashemi criou uma tecnologia ótica plasmônica de antenas em fase e em larga escala — uma novidade arquitetural para dispositivos nano. Isso viabilizou várias aplicações para transmissões de mensagens no espaço livre, diagnósticos biomédicos e detecção das condições geológicas e climáticas de baixo custo para carros autônomos.

via Novidades do TecMundo

%d blogueiros gostam disto: