Nintendo anuncia Animal Crossing: Pocket Camp para Android e iOS

A Nintendo está trazendo mais uma de suas franquias aos smartphones. Após ter lançado versões de Super Mario e de Fire Emblem, quem também ganhará seu primeiro jogo mobile é a série Animal Crossing.

Anunciado em 2016, Animal Crossing: Pocket Camp mantém a premissa e o charme dos jogos originais. Nele, o jogador deve gerenciar seu próprio acampamento, decorando e personalizando sua casa (que agora fica em um trailer) com uma variedade de objetos e construções diferentes, além de interagir e realizar tarefas para os simpáticos personagens antropomórficos do game.

Pocket Camp mantém o mesmo visual colorido da série original, mas também traz algumas mecânicas novas, sendo uma delas o “nivel de amizade”. Ao decorar sua casa, você pode escolher mobiliários que agradam aos seus vizinhos. Quanto mais eles gostarem da sua casa e quanto mais você interagir com eles, maior é o nível de amizade, o que pode desbloquear novos conteúdos para o seu lar.

O jogador pode visitar outros locais utilizando um mapa, onde pode jogar alguns mini-games (como pesca ou caça a borboletas) para ganhar novos materiais e itens para o seu acampamento. Também é possível adicionar outros jogadores em uma lista de amigos, o que permite visitar seus acampamentos, conferir suas decorações, vender ou trocar itens, e dar “kudos” – a versão da Nintendo para os “likes”.

Assim como em Fire Emblem, a Nintendo também adotou o modelo freemium> em Animal Crossing: Pocket Camp. Você não paga para baixar o game, mas ele contém alguns conteúdos pagos que influenciam na jogabilidade (as famosas “micro-transações”) na forma de “tickets”. Eles são utilizados tanto em trocas por novos materiais ou objetos, quanto para acelerar o tempo das construções. O jogador pode ganhar os Leaf Tickets (como são chamados) gratuitamente dentro do próprio game ou comprá-los com dinheiro de verdade.

Animal Crossing: Pocket Camp tem lançamento previsto para novembro, mas um pré-registro já está disponível para donos de smartphones com iOS e Android.

Nintendo anuncia Animal Crossing: Pocket Camp para Android e iOS

via Tecnoblog

OJO: acessório para Nintendo Switch é um dock com projetor portátil

Que o Nintendo Switch é ótimo por sua enorme mobilidade, disso não temos dúvida. Mas precisamos admitir que o aparelho não oferece exatamente a melhor experiência caso você queira dividir aquela minúscula tela para jogar com os amigos. Felizmente, um projeto do Indiegogo quer trazer uma solução bastante interessante para esse dilema, usando um projetor portátil criado especialmente para o console.

Com o simples nome de “OJO”, o aparelho é uma combinação de um miniprojetor de 200 lumens, uma bateria portátil de 20.400 mAh e alto-falantes de 5W – bem como, é claro, um dock do Switch. Usá-lo não é segredo nenhum: basta conectar o console e ligar o projetor para começar a jogatina, em uma tela que pode ter até 150 polegadas de tamanho com resolução HD.

VIDEO

OJO não se limita a apenas isso, no entanto. O acessório praticamente dobra de um projetor universal, sendo capaz de funcionar com qualquer dispositivo com conexão HDMI ou USB. A empresa por trás do projeto, vale notar, promete até 4 horas de autonomia para o dispositivo com uma única carga.

Gostou do acessório? Então é só participar do crowdfunding do projeto, que já alcançou 71% de sua meta de 30 mil dólares em apenas um dia desde o início de sua campanha. Quando lançado, o OJO vai custar US$ 369 (R$ 1,2 mil) nas lojas; os 100 primeiros a comprarem o dispositivo, porém, vão ter a chance de adquirir uma unidade do aparelho por US$ 269 (R$ 877). Então é melhor correr.

O modelo para quem comprar o OJO antecipadamente chega em dezembro deste ano. Já a edição comum será lançada apenas em janeiro de 2018. 

Cupons de desconto TecMundo:

via Novidades do TecMundo

Nintendo Switch recebe suporte a controles de GameCube

Além de disponibilizar uma grande quantidade de novos recursos na atualização 4.0 do Switch, a Nintendo também adicionou, de forma silenciosa, a função de compatibilidade com controles do GameCube.

A novidade foi descoberta e amplamente divulgada por diversos usuários do Twitter, que gravaram vídeos curtos para mostrar que a compatibilidade realmente funciona. Confira alguns dos tweets:

De acordo as informações divulgadas, o controle do GameCube pode ser conectado ao Switch utilizando um adaptador de Wii U, cujo dispositivo oferece quatro entradas para joysticks.

Além de a novidade ser muito interessante para pessoas que possuem o controle do GameCube e não querem adquirir o Pro Controller, ela também pode ser um indício de que a Nintendo possui planos de lançar um Smash Bros. para o Switch, uma vez que o periférico é um dos acessórios mais recomendados pelos jogadores mais aficionados do game de luta.

Fonte: Kotaku US

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.

via Canaltech

Este Super Nintendo para TVs modernas traz um jogo exclusivo de 1993

A Nintendo não é a única a apostar na nostalgia com um relançamento do Super NES. A empresa Analogue anunciou um clone deste console para rodar cartuchos antigos em resolução Full-HD sem lag em TVs modernas.

O Analogue Super Nt possui um chip Altera Cyclone V, que simula o hardware do Super Nintendo original. Ele não depende de emuladores de software, e por isso é compatível com mais de 2.200 cartuchos — inclusive do Super Famicom japonês.

Além disso, o console vem com saída HDMI para se conectar a TVs modernas. Ele produz imagens em Full-HD e promete zero lag para maior precisão nos jogos. E há uma entrada de cartão de memória para atualizar o firmware.

Ele tem portas compatíveis com os controles originais do Super Nintendo, e suporte ao 8Bitdo SN30 sem fio. Vale notar, no entanto, que o produto não vem acompanhado pelos controles — é necessário comprá-los à parte.

Esta semana, a Analogue revelou mais um detalhe sobre o Super Nt: ele virá com uma versão especial de Super Turrican, jogo sidescroller lançado em 1993.

Ele foi inicialmente desenvolvido para cartuchos de 6 megabits, mas a distribuidora Seika não queria pagar pelos chips ROM adicionais, então a Factor 5 precisou reduzi-lo para 4 megabits.

A versão do Super Nt terá uma nova fase final, novas músicas, novos inimigos, efeitos sonoros melhorados e gráficos aprimorados. Super Turrican: Directors Cut vem embutido digitalmente no console, em vez de ser um cartucho. A Analogue diz ao The Verge que queria “disponibilizá-lo a todos sem custo extra”.

O Analogue Super Nt está em pré-venda por US$ 190, com lançamento previsto para fevereiro de 2018. Você pode adquiri-lo nas cores preto, clássico, Super Famicom e transparente.

Com informações: Analogue, Ars Technica, The Verge.

Este Super Nintendo para TVs modernas traz um jogo exclusivo de 1993

via Tecnoblog

Nintendo fará Direct exclusivo de Animal Crossing mobile em 25 de outubro

Depois de muito tempo de espera, parece que a versão mobile de Animal Crossing vai finalmente ser mais do que uma promessa distante. Através do canal de Twitter oficial da série, a Nintendo anunciou seu Animal Crossing Mobile Direct – um evento que, se não ficou obvio o suficiente, será dedicado exclusivamente a falar do novo game da franquia nos celulares.

Segundo as informações no anúncio, a apresentação deve ter em torno de 15 minutos. Mas o mais curioso é que, junto dele, o aviso deixa claro de que não teremos qualquer novidade relacionada a outros tópicos, seja outros jogos mobile ou conteúdo para o Switch ou 3DS. Resumindo: esse Direct é só para quem é fã mesmo da franquia ou está muito curioso para ver o novo joguinho de celular da Nintendo.

“Se ligue no dia 25/10 à 1h do Horário de Brasília para um Animal Crossing Mobile Direct exclusivamente sobre o jogo MOBILE de Animal Crossing.”

A má notícia é que aqueles que estiverem interessados em conferir o evento vão ter que madrugar, visto que a Nintendo fará sua transmissão no dia 24 de outubro às 8h do horário do Pacífico – o que, por aqui, significa 1h do dia 25.

Vale notar, por fim, que o game havia sido prometido originalmente para 2016, mas acabou sendo atrasado para 2017. Vamos torcer que, com o novo Direct, o novo app finalmente ganhe uma data de lançamento oficial.

Cupons de desconto TecMundo:

via Novidades do TecMundo

Com Switch, jogos da Nintendo voltam a ser distribuídos no Brasil

The Legend of Zelda: Breath of the Wild

Depois de mais de dois anos de deixar o Brasil, os jogos da Nintendo voltam a ser comercializados oficialmente por aqui. Não se trata de uma volta definitiva da empresa, mas de uma nova distribuidora que assumiu o trabalho de fazer os lançamentos no país. É a NC Games, que confirmou que vai começar a enviar jogos do Switch e Nintendo 3DS para as lojas muito em breve — incluindo sucessos como The Legend of Zelda: Breath of the Wild e Mario Kart 8 Deluxe.

Só que nem tudo é motivo de comemoração. Embora os jogos voltem às prateleiras brasileiras, esse retorno tem seu preço e ele é bastante salgado. De acordo com o gerente de produto da companhia, Rafael Velame, os valores cobrados pela NC Games nos títulos do novo console vão variar de R$ 329 a R$ 399, ou seja, bem acima do que vem sendo cobrado por qualquer outro lançamento no país.

A justificativa dada para esse preço tão impactante é, segundo o gerente, um alinhamento com a base de preços cobrados na América Latina e que não se trata de nada específico para o Brasil. A única exceção serão os jogos da Ubisoft, que possui uma forte presença em nosso país, o que faz com que Just Dance 2017 seja um pouco mais barato no Switch por aqui. O mesmo deve acontecer com o recém-anunciado Mario + Rabbids: Kingdom Battle.

A NC Games também confirmou que os primeiros títulos do Switch já foram enviados às lojas. Por isso, não se assuste caso encontre 1-2 Switch, Mario Kart 8, Just Dance 2017 e The Legend of Zelda: Breath of The Wild com certa facilidade por aí. Além disso, a empresa prometeu trazer Super Bomberman R já na próxima semana.

A companhia disse que o Switch em si também está sendo vendido oficialmente no país, mas ainda em quantidades muito reduzidas. O baixo estoque é fruto da alta tributação que elevou seu preço, como explica Velame.

Em relação aos lançamentos para Nintendo 3DS, a notícia é um pouco melhor. Os preços para o portátil são próximos daqueles que já estamos habituados a ver, variando de R$ 129 a R$ 249. Mario Party Star Rush, Pokémon Super Mystery Dungeon, Mario & Luigi Paper Jam, Fire Emblem Fates e Kirby: Planet Robobot são as primeiras apostas da distribuidora.

Via: Omelete

via Canaltech

Jogos da Nintendo devem voltar a ser distribuídos no Brasil e em breve

Quando a Nintendo desligou do Brasil, no finzinho de 2014, a tristeza tomou conta de todos os fãs da empresa por aqui, seja pelo forte apelo nostálgico ou pelos vindouros lançamentos que pavimentam um horizonte promissor a Mario e companhia. Houve alguns lampejos ao longo dos anos seguintes, mas nada confirmado. Uma nova portaria publicada no Diário Oficial da União, no entanto, pode trazer essa esperança de volta.

De acordo com o texto, os títulos da empresa podem voltar a ser importados em caráter oficial no país pelas mãos da NC Games, que já estava envolvida nos rumores de que a Nintendo poderia regressar ao Brasil e com quem o TecMundo Games já fez contato no passado. Ela já distribuiu amiibos e outros itens da Big N por aqui.

Jogos já foram classificados pelo Ministério de Justiça

A boa notícia não para por aí não: diversos títulos já foram classificados e listados pelo Ministério da Justiça, até mesmo para o Switch. O híbrido da Nintendo e o 3DS são as duas plataformas que devem ganhar atenção oficial aqui. Os jogos são os seguintes:

O único que aparece com uma distribuição diferente (que não da NC Games) é Mario + Rabbids: Kingdom Battle, que está nas mãos da Ubisoft.

A portaria foi publicada nesta quinta-feira, 25 de maio, e, por enquanto, não há qualquer informação referente a preços ou lojas que podem receber os produtos. O TecMundo Games entrou em contato com a NC Games a respeito do assunto e atualizará esta notícia caso haja um retorno deles.

Enquanto isso, opine: será que esse já é um indício mais promissor da volta dos produtos da Nintendo por aqui, ainda que importados? E como será que fica o preço? Escreva seu palpite na seção destinada aos comentários, logo adiante.

via Novidades do TecMundo

A Nintendo está vendendo caixas de Switch por R$ 16

Há quem diga que as lojas digitais de games tiraram um dos maiores prazeres de se comprar jogos: ter a edição física e a famosa “caixinha”. Talvez pensando nesse público, a Nintendo decidiu que seria uma boa ideia colocar em pré-venda no Japão as caixas do recém-anunciado pacote do Nintendo Switch com o game Splatoon 2.

A caixa acompanha a arte colorida do jogo e custa apenas 540 ienes (aproximadamente R$ 16). Preste atenção: trata-se, literalmente, da caixa do bundle, sem nenhum jogo ou console dentro.

Segundo o Gamespot, a Nintendo informou que a caixa é “recomendada para fãs do Splatoon que já possuem o Nintendo Switch”. Aparentemente, o item é exclusivo das lojas japonesas, já que não encontra-se à venda nos Estados Unidos, Reino Unido ou Austrália, países onde a companhia está presente oficialmente.

Ainda de acordo com o Gamespot, este não é o único item “curioso” do game em pré-venda. Na loja oficial da Nintendo no Japão também está disponível a caixa do Splatoon 2 sem o cartucho. Porém, esta edição pelo menos contém alguma coisa dentro: em vez da “fita”, o comprador recebe a caixa e um código em papel para ativar o download do game.

Há, também, a edição “tradicional”, com a caixa plástica e o cartucho, além de uma terceira versão que contém apenas o código para download. De acordo com o Kotaku, todas as três versões do game têm o mesmo preço: 6.548 ienes (aproximadamente R$ 190). A Nintendo também anunciou vários outros produtos inspirados no jogo, como um novo Pro Controller, um colorido par de Joy-Cons, e novos Amiibos.

Como o nome sugere, Splatoon 2 é continuação do jogo de tiro em terceira pessoa Splatoon, lançado para Wii U em 2015. Nele, os jogadores controlam personagens especiais que mudam de forma e atiram tintas coloridas uns nos outros. O jogo será lançado mundialmente para Nintendo Switch no dia 21 de julho.

A Nintendo está vendendo caixas de Switch por R$ 16

via Tecnoblog

Nintendo está desenvolvendo jogo de “The Legend of Zelda” para smartphones

A Nintendo teve um lançamento bem-sucedido de console com o Switch, mas não se esqueceu dos smartphones. Segundo o Wall Street Journal, a empresa planeja trazer a franquia The Legend of Zelda para seu celular.

Fontes dizem ao WSJ que o jogo provavelmente será lançado depois de Animal Crossing, previsto para o segundo semestre. Ele estaria sendo desenvolvido pelo estúdio DeNA, o mesmo responsável por Super Mario Run, Miitomo e Fire Emblem Heroes. No entanto, os detalhes ainda não estão claros.

Não sabemos, por exemplo, quanto custará a versão móvel de Zelda. No caso de Super Mario Run, você precisa pagar R$ 35 para ter acesso a todas as fases. Miitomo e Fire Emblem Heroes são free-to-play, mas oferecem itens in-app para compra.

Eu não esperaria que Zelda fosse totalmente gratuito, mas a Nintendo terá que fazer algo para agradar os usuários. No Android, Super Mario Run acumula 24% de avaliações com uma estrela porque é preciso pagar para jogar, e porque ele não funciona offline. No iOS, as avaliações de uma estrela também são as mais comuns.

Por enquanto, jogos para smartphones rendem pouco dinheiro à Nintendo: foram cerca de US$ 176 milhões no ano fiscal encerrado em março. No entanto, o presidente da empresa, Tatsumi Kimishima, diz que a empresa planeja expandir sua linha mobile.

Com informações: Wall Street Journal.

Nintendo está desenvolvendo jogo de “The Legend of Zelda” para smartphones

via Tecnoblog

Nintendo pode lançar The Legend of Zelda para celulares

O sucesso de suas recentes propostas para celulares teria levado a Nintendo a produzir um game de The Legend of Zelda para smartphones. Inicialmente previsto para o iOS, o título teria lançamento marcado para ainda este ano e chegaria ao mercado depois do próximo lançamento da marca, que será baseado na franquia Animal Crossing.

Originalmente, o jogo chegaria às lojas online em abril, mas foi adiado indefinidamente pela Nintendo. Isso teria jogado o cronograma do novo game de Zelda ainda mais para a frente, já que a previsão da versão mobile de Animal Crossing, agora, seria para meados do segundo semestre. Sendo assim, a primeira aventura móvel de Link poderia dar as caras só no final do ano.

Não se sabe, entretanto, como será o suposto título. Até o momento, a Nintendo tem apostado em propostas um tanto diferentes das versões de seus jogos para console, como é o caso de Pokémon GO ou Super Mario Run. Sendo assim, isso excluiria a possibilidade de termos uma adaptação de games clássicos da franquia Zelda ou um título de RPG inédito. A ligação com Breath of the Wild, entretanto, pode mudar um pouco as coisas.

A informação foi publicada pelo Wall Street Journal e cita fontes ligadas ao desenvolvimento do novo título. Não se sabe, também, se a produção do suposto jogo de Zelda estaria sendo conduzida pela própria Nintendo ou por um estúdio parceiro, como foi o caso de Pokémon GO, desenvolvido pela Niantic; ou Miitomo, uma produção da DeNA.

A Nintendo, claro, não se pronunciou sobre o assunto. A empresa vem mantendo bastante segredo sobre suas propostas mobile para o futuro, uma iniciativa que vem gerando bastante sucesso e tem sido apontada como uma das responsáveis pelos bons números da companhia nos últimos trimestres.

Fonte: The Wall Street Journal

via Canaltech

%d blogueiros gostam disto: