CEO do Reddit admite ter alterado mensagens que o criticavam

Steve Huffman, CEO do Reddit, admitiu ter alterado as postagens de alguns usuários apoiadores de Donald Trump após sofrer críticas e ataques verbais no /r/The_Donald, o subreddit mais popular sobre o presidente eleito dos Estados Unidos.

A polêmica teve início quando administradores do Reddit, sob comando de Huffman, baniram o subreddit /r/pizzagate. A atitude foi tomada após o The New York Times relatar, no começo da semana, que o espaço estava sendo utilizado para espalhar informações falsas sobre supostos casos de pedofilia em uma pizzaria de Washington, capital dos Estados Unidos, envolvendo a candidata Hillary Clinton e membros da sua campanha.

A decisão foi classificada como “censura” por parte dos usuários do /r/The_Donald, que passaram a postar mensagens ofensivas no subreddit tendo a conta /u/spez, de Huffman, como alvo.

1436763937805

Na última quarta-feira (23), alguns usuários notaram que suas postagens haviam sido editadas sem seu consentimento: em vez de citarem a conta de Huffman, as mensagens passaram a fazer referência aos próprios moderadores do /r/The_Donald. Após os membros do subreddit começarem a acusar os administradores do site de terem editado e censurado seus posts, Huffman, que também é cofundador do Reddit, confessou ser o responsável pelas alterações.

Em um post feito no próprio /r/The_Donald, Huffman pediu desculpas e se defendeu dizendo que as constantes acusações de ser um pedófilo o motivaram a editar as postagens. “Tem sido uma semana longa aqui tentando resolver os problemas do /r/pizzagate. Por mais que tentemos manter um bom relacionamento com todos vocês, não tem graça ser constantemente chamado de pedófilo”, disse.

Huffman admitiu que, devido a sua posição como CEO, não deveria ter tomado tal atitude, e completou dizendo que a equipe de administradores está “muito chateada” com ele, e que, portanto, não fará isso novamente.

reddit-huffman

Agora, os membros do /r/The_Donald acusam Huffman de ter destruído a credibilidade do Reddit. Segundo eles, isto seria uma tentativa de fechar o subreddit, pois há relatos de problemas anteriores entre os administradores da rede e os do /r/The_Donald.

O caso repercutiu bastante entre a comunidade do site. Há quem defenda que Huffman apenas reagiu de maneira exagerada aos ataques, enquanto outros dizem que isto pode abrir precedentes perigosos, já que comprova que os administradores podem editar as postagens a qualquer momento e sem avisar – algo não muito aconselhável para uma comunidade com mais de 230 milhões de usuários, entre eles algumas celebridades e líderes de estado.

Esta não é a primeira polêmica envolvendo um CEO do Reddit. Em 2015, a CEO interina Ellen Pao desistiu do cargo após sofrer pressão de parte dos usuários por ter demitido uma administradora de subreddits popular na rede, além de ter fechado alguns subfóruns polêmicos, como o /r/fatpeoplehat. Segundo o Business Insider, o Reddit não quis se pronunciar oficialmente sobre o assunto.

CEO do Reddit admite ter alterado mensagens que o criticavam

via Tecnoblog

10 tendências de Business Intelligence para 2017

Business Intelligence

Ao longo dos últimos anos, o termo Big Data caiu na boca do povo. E não é para menos, pois a quantidade de informações geradas e armazenadas diariamente é impressionante. No entanto, o que muitos ainda não discutem são as maneiras de usar esses dados de forma efetiva e organizada, agregando valor aos negócios.

O Business Intelligence (BI) é um dos métodos adotados pelas empresas para organizar dados e eventos, a fim de projetar cenários e possibilidades. Em suma, o BI ajuda a usar de forma inteligente as inúmeras informações obtidas para trazer resultados positivos.

Em 2016, pudemos ver que as organizações começaram a adotar essa abordagem moderna de análise de dados, criando uma parceria entre o departamento de TI e as áreas de negócios para obter o máximo de valor de seus dados. Em 2017, a expectativa é que e esta cultura de autoatendimento em análise de dados continuará a se espalhar e será uma norma de trabalho.

Um estudo realizado recentemente pela Forbes Insights junto à Qlik, a partir de entrevista com executivos de TI e negócios, concluiu que cerca de 60% das empresas planejam aumentar seus investimentos em soluções de BI. Com tamanha atenção ao tema, não é surpresa o fato de a profissão de gestor de BI ser uma das mais procuradas no mercado atualmente.

Para saber melhor como se preparar para o próximo ano e não ficar para trás, é importante que as empresas fiquem de olho no que especialistas esperam. Francois Ajenstat, diretor de produtos da Tableau Software, comentou as principais tendências de BI para o próximo ano. Veja quais são e comece a pensar no futuro da análise de dados da sua empresa:

1. A abordagem moderna de BI é o novo padrão

“Muitas organizações já adotaram a abordagem moderna para o Business Intelligence, democratizando a análise de dados. Já passamos do ponto de inflexão para o BI moderno, de acordo com o Gartner, e continuaremos a ver organizações de todos os tamanhos usando plataformas confiáveis e escaláveis para encorajar as pessoas a ter insights com seus dados.”

2. Análises colaborativas ganham destaque

“Graças ao fácil acesso aos dados confiáveis e ao compartilhamento simples por meio da tecnologia em nuvem, a informação não flui mais em apenas uma direção. Os dias de compartilhamento de dados via PDFs ou PowerPoints acabaram. Em 2017, as pessoas compartilharão livros e fontes de dados interativos e em tempo real. Elas ficarão conectadas via alertas e e-mail e irão compartilhar descobertas, colaborar com o trabalho umas das outras e impulsionar os negócios.”

3. Todos os dados se tornam iguais

“Em 2017, o valor dos dados não estará mais relacionado ao seu tamanho ou classificação. Não importará se estamos falando de Big Data ou de uma simples planilha do Excel. O que contará mesmo é que as pessoas possam acessar os dados com rapidez e facilidade para responder a perguntas e melhorar resultados. Os usuários empresariais não terão que se preocupar se seus dados estão armazenados em Hadoop, Redshift ou um arquivo do Excel. Eles terão uma visão completa de suas análises, não importa quantas fontes de dados diferentes elas tenham.”

4. O autoatendimento chega à preparação dos dados

“Embora a descoberta de dados de autoatendimento tenha se tornado o padrão, a preparação de dados permaneceu no domínio dos especialistas em TI e dados. Isso mudará em 2017. As tarefas comuns de preparação de dados, como as importações JSON e HTML e as junções entre bancos de dados não serão mais delegadas a especialistas. Num futuro próximo, o usuário comum será capaz de enfrentar essas tarefas como parte de seu fluxo de análise.”

5. As análises estão em todo lugar, graças ao BI incorporado

“Análise de dados funciona melhor quando faz parte do fluxo de trabalho das pessoas. Em 2017, elas estarão presentes em todas as áreas, e a expectativa do mercado é que isso otimize todos os processos de empresas. Isso muitas vezes colocará a análise nas mãos de quem nunca teve acesso a dados antes, como gerentes de loja, funcionários de centrais de atendimento e motoristas de caminhões.”

6. O departamento de TI se torna o herói dos dados

“Finalmente, é hora da TI quebrar o ciclo e evoluir do produtor para o habilitador. A TI está no controle da transformação para a análise de autoatendimento escalável e está fornecendo a flexibilidade e a agilidade de que a empresa precisa para inovar e, ao mesmo tempo, equilibrar a governança e a segurança dos dados. E, ao permitir que a organização tome decisões com base nos dados e na velocidade dos negócios, o departamento TI surge como o herói dos dados que ajuda a dar forma ao futuro da empresa.”

7. As pessoas começam a trabalhar com os dados de uma forma mais natural.

Em 2017, a interface para os dados será ainda mais natural, graças, em parte, a aperfeiçoamentos em áreas como geração e processamento de linguagem natural. As interfaces de linguagem natural são o mais novo acréscimo à caixa de ferramentas do BI, e podem tornar dados, gráficos e painéis ainda mais acessíveis, permitindo que as pessoas interajam com os dados por meio de textos e linguagens naturais. Embora haja ceticismo saudável em torno deste novo campo, será uma tendência emocionante de acompanhar.

8. A transição para a nuvem ganha velocidade

“Em 2017, a força dos dados levará as empresas a implantar suas plataformas de análise onde os dados estão. Embora muitas organizações continuem implantando uma arquitetura híbrida e soluções locais, as análises na nuvem representarão cada vez mais uma solução rápida e escalável.”

9. As análises avançadas estão ficando mais acessíveis

“Os usuários corporativos estão cada vez mais habilidosos com os dados, e as análises avançadas ficaram mais acessíveis. Os usuários já estão aproveitando poderosas funções analíticas como agrupamento k-means e previsões, e em 2017, a análise avançada será o padrão para o usuário corporativo.”

10. A capacidade de analisar dados será uma habilidade indispensável no futuro

“Em 2016, o LinkedIn listou o business intelligence como uma das principais habilidades para conseguir um emprego. Em 2017, a análise de dados será uma competência obrigatória para profissionais de todas as áreas. No ambiente profissional, as pessoas esperam que as plataformas intuitivas de BI embasem o processo decisório em todos os níveis.”

via Canaltech

Ubisoft vai dar brindes durante 30 dias – incluindo Assassin’s Creed 3 de graça

Assassin's Creed Filme

Para comemorar o seu trigésimo aniversário, a Ubisoft resolveu dar alguns presentes para os jogadores. Ao todo, serão 30 dias de brindes que incluem jogos, conteúdo digital gratuito, descontos e uma série de produtos da empresa.

A ação acontece entre os dias 24 de novembro e 23 de dezembro. Porém, os gamers precisam correr para aproveitar, pois alguns brindes possuem tempo ou quantidade limitada. A produtora já avisou que entre as surpresas estão 300 cópias de três dos seus últimos jogos.

Para conseguir pegar o seu brinde, basta acessar a página do Ubi 30 e fazer o login com a sua conta da Ubisoft. No entanto, parece que nem todos os presentes estarão disponíveis em todas as regiões do mundo.

De acordo com a empresa,você pode se inscrever a qualquer momento durante o período de 30 dias. Entretanto, alguns brindes têm quantidade limitada e serão oferecidos por ordem de chegada. Outros serão limitados a certas datas e não estarão disponíveis durante toda a promoção.

Neste primeiro dia, o brinde é o jogo Rayman Classic para dispositivos móveis totalmente gratuito. Confira a lista completa com os 30 brindes que serão oferecidos pela empresa ao longo do próximo mês – com destaque para os mais interessantes:

  • 24/11: Rayman Classic para Android e iOS
  • 25/11: 30% de desconto nos jogos da Ubisoft
  • 26/11: Coleção de cards da E3
  • 27/11: Ubi30 GIF
  • 28/11: For Honor GIFs
  • 29/11: Ubi30 360 Image
  • 30/11: Just Dance cartão de boas festas
  • 01/12: DYI do calendário da Ubi
  • 02/12: Steep Wallpaper
  • 03/12: Pôsteres da E3
  • 04/12: Itens dos Rabbids
  • 05/12: WWW Wallpaper
  • 06/12: Drinks da Ubisoft
  • 07/12: Assassin’s Creed 3 gratuito no PC
  • 08/12: Papel de presente da Ubisoft
  • 09/12: Sorteio de 300 jogos (300 cópias dos 3 últimos jogos lançados pela Ubi)
  • 10/12: Watch_Dogs 2 Wallpaper
  • 11/12: Ubisoft gift tags
  • 12/12: Sobremesas da Ubisoft
  • 13/12: Ghost Recon GIFs
  • 14/12: Wallpaper para celular
  • 15/12: Prince of Persia gratuito no PC
  • 16/12: Rayman Legends gratuito no PC
  • 17/12: Splinter Cell gratuito no PC
  • 18/12: The Crew gratuito no PC
  • 19/12: Rayman GIF
  • 20/12: Steep GIF
  • 21/12: Cartão de boas festas
  • 22/12: Ubi30 Wallpaper
  • 23/12: Itens de decoração da Ubi

Fonte: Ubisoft

via Canaltech

O que fazer para garantir que tudo dê certo para o lojista na Black Friday

Black Friday

Por René Abe*

A Black Friday acontece na última sexta-feira de novembro (que este mês cairá no dia 25) e o volume de vendas nesse único dia pode equivaler ao faturamento de até 2 meses de uma loja virtual. Uma operação tão grandiosa só pode ser feita com um trabalho em equipe muito coeso envolvendo fornecedores de tecnologia, de pagamentos e logística junto às equipes de marketing, operações e atendimentos. Todos têm que estar alinhados e, principalmente: a tecnologia do fornecedor da loja virtual tem que estar de acordo com as expectativas do lojista.

Uma boa dica é falar com seu fornecedor e questioná-lo de como ele se preparou para essa data. Exija dele a mesma qualidade que você quer fornecer a seus clientes. No caso de empresas de menor porte, monte um plano B: fique de olho nas vendas iniciadas e não concluídas. Se for preciso, coloque sua equipe para ligar para esse cliente individualmente para auxiliá-lo no processo ou perguntar o motivo de sua desistência. Lembre-se que na internet é muito fácil ir de uma loja para outra em apenas um clique.

Outra prioridade tem que ser o mobile. Hoje em dia todos têm um smartphone e, cada vez mais, as pessoas estão realizando compras pelos dispositivos móveis. É uma obrigação do seu site trabalhar bem no mobile, sem adaptações e gambiarras, ele precisa ser naturalmente responsivo.

Os aspectos técnicos são essenciais para sustentar a operação na Black Friday e existe uma orientação que vale para a data, mas também deve ser lembrada diariamente por varejistas de todos os setores. Acima de tudo, seja ético e pense a longo prazo. Trabalhe com seus fornecedores itens de boa qualidade e a preços decentes. Pense em um desconto como uma moeda de troca de volume.

O cliente não é bobo. Nem pense em tentar “vender pela metade do dobro do preço” ou usar a data apenas para disseminar mercadorias encalhadas ou de segunda linha. O consumidor sabe ou vai ficar sabendo que você fez isso com ele.

Releve pequenos problemas de cálculo de desconto ou de frete. Entregue o que seu cliente quer e deixe estes poucos reais para lá. Esse consumidor vai voltar se você tratá-lo bem. O número de internautas que compram é finito. Se ele não ficar satisfeito com você, ele vai embora comprar em outro lugar. A recorrência do comprador é muito mais valiosa do que perder R$ 1 ou R$ 2 por problema de cálculo de frete.

Outro fator importante é o marketing: comece a investir em uma régua de impacto aos consumidores não apenas do dia da Black Friday. Use as redes sociais, o e-mail e seu próprio site para construir essa linha de atenção dos consumidores uma ou duas semanas antes. Um “esquenta de ofertas” ou sorteio nas redes sociais alguns dias antes da Black Friday para dar o gostinho de promoção ao cliente podem ser boas ideias.

Você tem que engajar seus clientes para que quando eles ouçam as palavras Black Friday, seja a sua marca que lhes venham à cabeça.

E, por último, mas não menos importante, a entrega. Depois que a loucura desse dia passar, com bilhões de pedidos esperando para serem entregues, você precisa cumprir com seu compromisso. Nesse ponto, se você não reservou um acordo especial com seu parceiro de logística, talvez seja interessante adicionar um ou dois dias a mais para entrega de seus produtos comprados na Black Friday para garantir que o cliente não fique frustrado com um eventual atraso.

Lembre-se: trate seu cliente como você gostaria de ser tratado. Muito sucesso em suas vendas!

* René Abe é CEO da Rakuten Brasil, uma das maiores empresas de internet services do mundo e que no Brasil fornece plataformas para o e-commerce conectadas com o ecossistema da Rakuten.

via Canaltech

PC x Consoles: na visão do cofundador da Alienware os PCs venceram

A rivalidade entre PCs e consoles sempre será debatida (em alguns casos com argumentos toscos), cada um quer defender sua sardinha, e é justamente isso que Frank Azor, cofundador da Alienware, fabricante muito conhecida pelos seus noteboks gamers fez. Em entrevista ao site Gamespot durante …

via Hardware.com.br

IA do Google faz leitura labial melhor do que seres humanos

Criado em parceria entre a gigante e Universidade de Oxford, novo software conseguiu precisão de 46% das filmagens, bem mais do que os 12% de especialista.

via IDG Now!

Realidade aumentada: Microsoft leva seu ‘teleporte holográfico’ aos carros

Recurso idealizado para uso com o HoloLens permite que indivíduos capturados com câmeras especiais sejam reproduzidos em outros lugares; mudança em compressão deve dar mobilidade à tecnologia

Basta conferir as últimas apresentações da Microsoft para entender que a realidade aumentada é realmente uma das grandes apostas da companhia para o futuro próximo. Depois de anunciar o HoloLens especialmente para dar suporte à tecnologia e revelar que a próxima atualização do Windows 10 vai contar com atualizações pontuais de seus programas para conversar com o recurso, a empresa resolveu levar sua ferramenta de AR a um novo patamar.

Quando os óculos de realidade aumentada da marca foram mostrados ao mundo pela primeira vez, a função de Holoportação – uma espécie de teleporte holográfico – já se destacava, possibilitando que pessoas em outros lugares do mundo fossem “materializadas” junto ao usuário do equipamento vestível. A ideia geral é que esse tipo de iniciativa facilite educação, treinamento e qualquer tipo de tutoria à longa distância. O problema? Antes essa opção ficava restrita ao conforto do seu lar ou a um canto do escritório.

Leia mais…

via Novidades do TecMundo

Os 10 smartphones mais buscados na Black Friday 2016

Black Friday

Nesta sexta-feira (25) acontece um dos eventos mais aguardados do comércio: a Black Friday. Não é segredo que, em todos os anos, alguns dos produtos mais procurados entre as ofertas da data são os eletrônicos – mais especificamente os smartphones.

Uma pesquisa realizada pelo comparador de preços Zoom mostrou que os celulares são mesmo os itens mais desejados deste ano. E, de acordo com números divulgados, os consumidores podem fazer bons negócios se souberem pesquisar e comprar com sabedoria, uma vez que existem smartphones com até 115% de desconto.

“Os descontos aplicados dependem de muitos fatores que estão relacionados a estratégia da varejista, por isso o essencial é pesquisar preços antes de comprar. O Zoom terá toda uma operação especial para mostrar, por meio do selo Black Friday e do histórico de preço, que o desconto daquele produto é significativo em relação ao menor preço apresentado por ele anteriormente”, explica Thiago Flores, diretor executivo do Zoom. “No caso dos smartphones, que são produtos com muitas opções e mais caros, é essencial lembrar que além do preço, é preciso observar as informações do modelo para escolher o que melhor atende às suas necessidades”, aconselha.

Pesquisa do Zoom realizada com 15.000 pessoas indica intenções de compra da Black Friday 2016 (Imagem: Zoom)

Para pintar melhor o cenário da Black Friday deste ano, o Zoom revelou quais são os modelos mais buscados e seus respectivos preços para quem deseja aproveitar o dia para investir em um novo aparelho. São eles:

Modelo Menor preço Maior preço Variação
Samsung Galaxy J5 16GB J500MDS R$ 739,99 R$ 1.289,00 74%
LG K10 16GB K430TV 4G R$ 659,00 R$ 1.137,90 73%
Lenovo Vibe K5 16GB A6020l36 R$ 738,63 R$ 1.117,90 16%
Motorola Moto G G4 Plus 32GB XT1640 R$ 1.305,75 R$ 1.909,00 67%
Samsung Galaxy J7 16GB J700MDS R$ 989,00 R$ 1.990,00 115%
Asus ZenFone 3 32GB ZE520KL R$ 1.422,14 R$ 1.699,00 19%
Motorola Moto G G4 DTV 16GB XT1626 R$ 989,10 R$ 1.597,90 61,5%
Samsung Galaxy J7 2016 Metal 16GB J710 R$ 1.124,90 R$ 1.879,00 67%
Apple iPhone 5S 16GB R$ 1.499,00 R$ 2.199,00 47%
10º Asus ZenFone 2 32GB ZE551ML R$ 1.099,00 R$ 1.990,00 81%

Se você ainda está em dúvida sobre qual modelo adquirir nesta Black Friday, talvez nosso guia de melhores smartphones por faixa de preço possa te ajudar:

via Canaltech

Steam agora vai premiar os melhores jogos do ano – ou quase isso

The Steam Award

Todo gamer sabe que anualmente ocorrem as famosas cerimônias que premiam os melhores jogos do ano, sendo a mais famosa delas a The Game Awards. Aproveitando esse embalo, o Steam anunciou nesta semana que também vai ter sua própria premiação.

A única diferença é que a The Steam Awards não vai premiar o melhor jogo do ano ou os melhores jogos de gêneros específicos. Ao invés disso, a plataforma de distribuição digital de jogos optou por categorias, digamos, um pouco diferentes.

O processo de votação também foge da tradicionalidade. Se normalmente vemos listas com candidatos pré-selecionados, no Steam Awards são os usuários cadastrados na comunidade quem decidem os jogos que merecem levar qual prêmio.

E, para provar que a coisa toda é bem revolucionária, listamos abaixo as categorias da premiação e suas respectivas descrições.

"Teste do Tempo"

Esta categoria premia aquele jogo que é tão bom hoje como no dia em que ele foi lançado. Não importam se há jogos novos sendo lançados, os gamers sempre voltam a jogar este daqui.

"Não estou chorando, é que caiu um cisco no meu olho"

Os jogos são divertidos, mas às vezes eles são mais do que isso e acabam nos comovendo de uma maneira que não esperávamos. Esta categoria premia aquele título que lhe surpreendeu emocionalmente, quando você não esperava chorar. Mas aconteceu.

"Só mais cinco minutinhos"

Você tem de acordar cedo amanhã, tem de dormir, mas também tem de fazer só mais uma "coisinha" antes de ir se deitar. Pronto, agora só mais uma. Pera, mais outra. Quê? Já são duas e meia da manhã? Esta categoria premia o jogo que faz você jogar até tarde da noite e esquecer da hora.

"Eita porr*!"

Alguns jogos nos surpreendem com um baita plot twist, deixando todo mundo de boca aberta. Esta categoria premia aquele jogo que mais surpreendeu você.

"O vilão precisa de um abraço"

É, tem gente que só precisa mesmo de um abraço.

"Jogo dentro do jogo"

Kinder ovos, trufas, cordon bleu. Tudo isso tem ótimos recheios. Esta categoria premia os melhores minigames escondidos dentro de outro jogo. Tipo um risole.

"Já achava que era bom antes mesmo de ser premiado"

Sabe aquele jogo que foi pouco divulgado, mas que você adora, mesmo que ninguém conheça ele? Então, agora ele pode ser premiado. Mas não esqueça: você curtia ele antes mesmo de ele se tornar pop.

"Melhor uso de um animal de fazenda"

Os animais são legais e qualquer jogo fica melhor quando usa eles do jeito certo. Mas este jogo usou um animal de fazenda como nenhum outro.

"Nós não pensamos em tudo"

Esse nome é provisório porque não tivemos tempo de pensar em tudo. Para nos ajudar, pedimos ao Comitê de Seleção do Steam Awards (você) que crie e nomeie sua própria categoria. Os membros superiores vão analisar as propostas e criar uma categoria inédita com base nas respostas de vocês.

É muita zoeira para pouco prêmio, não é mesmo? Se você quiser participar da votação, basta acessar este link, fazer login com sua conta do Steam e selecionar o jogo que você acredita ser o melhor em cada uma das categorias. Mas corra, que elas só ficarão abertas até a próxima terça-feira, dia 29.

Via Steam

via Canaltech

Falta de segurança em aplicativo da Tesla permite que hackers roubem carros

Band for Tesla

Apesar de o aplicativo da Tesla para iOS e Android oferecer uma variedade de conveniências aos proprietários de seus carros elétricos de luxo tais como verificar o status de carga da bateria e até mesmo abrir as portas do veículo sem a chave, ele também representa um risco para os usuários.

Isso porque pesquisadores da empresa de segurança norueguesa Promon descobriram que, se o smartphone do usuário for hackeado, o app também pode ser usado por ladrões para localizar, destravar as portas e roubar um Model S ou Model X da companhia de Elon Musk.

Para conseguir tal façanha, primeiro é necessário enganar o dono do carro com um ataque de phishing. No caso da demonstração feita pela Promon, eles "enganaram" um outro pesquisador da companhia usando o hotspot de internet Wi-Fi. Eles usaram um incentivo na forma de um hambúrguer grátis numa lanchonete próxima. Ao clicar no anúncio, um aplicativo malicioso é instalado no dispositivo.

Esse malware é que permite controlar o aplicativo da Tesla ao obter acesso às informações de login dos usuários. Ao ganhar poder sobre o app, é possível ter controle total sobre o carro. Isso inclui ligar o veículo sem a chave, e até dirigi-lo.

"Crucialmente, tudo isso foi feito atacando e tomando controle do app da Tesla, e mostra a importância vital de uma segurança de aplicativo restrita, assim como as maiores implicações que isso pode ter para os aplicativos conectados em Internet das Coisas em geral", declarou a empresa de segurança. "Acreditamos que a Tesla e a indústria automobilística precisam fornecer um nível de segurança comparável, o que certamente não é o caso hoje".

Segundo um porta-voz da Tesla, a empresa está ciente das reivindicações da Promon. O vídeo demonstrativo da empresa de segurança não mostra vulnerabilidades específicas da Tesla, e não há relatos de tentativas de roubar um de seus veículos por alguém que invadiu o aplicativo.

Veja abaixo o vídeo da demonstração da Promon sobre “como roubar um Tesla”:

Fonte: Promon

via Canaltech