YouTube muda aparência com Material Design; saiba como usar o Dark Mode

Faz tempo que o YouTube vem testando um design novo para a versão desktop da plataforma de vídeo. Agora, ela finalmente está disponível em Material Design — aquela aparência mais limpa que nasceu no sistema operacional Android.

O Dark Mode, como diz o nome, deixa o design do YouTube na cor preta

A mudança, além de alterar toda a aparência do site, também deixa mais fácil a utilização do Dark Mode (ou Modo Escuro). Segundo o YouTube, a mudança no site foi realizada para deixar a experiência do usuário mais próxima com a experiência do aplicativo móvel, além de oferecer maior destaque para o conteúdo do site.

“Estamos aplicando o Material Design ao YouTube para entregar uma experiência de usuários mais bonita, agradável e intuitiva”, escreveu a equipe da rede social de vídeos. De acordo com o blog oficial, os princípios desse novo design são os seguintes:

  • Simplicidade: o novo design é clean, ele remove as imagens que distraem o usuário 
  • Consistência: o novo design é alinhado entre todas as plataformas Google, incluindo o app mobile 
  • Beleza: o novo design é uma combinação de beleza e propósito para criar uma experiência sem esforço

Se você quiser experimentar o novo design do YouTube, basta ir até YouTube.com/new para ver como o site fica. Se você não gostou da mudança, é possível reverter via menu de configurações. Abaixo, você vai aprender como ativar o Dark Mode no YouTube.

Com o novo Material Design ativado, vá até o Menu de Configuração. Ele fica no canto superior direito da tela, como você na imagem

Menu

Agora, vá até o tópico “Dark Theme: Off” e clique sobre ele

Dark Mode

Clique no botão “Active Dark Theme” para a aparência do site ser alterada. Para reverter o processo, basta clicar novamente no mesmo botão

Dark Theme ativado

via Novidades do TecMundo

Cientistas agora sabem calcular a quantidade de xixi em piscinas públicas

Calor, sol, piscina lotada. Quem nunca entrou em uma piscina pública e pensou: “hm, será que estou nadando numa sopa de xixi alheio?” Agora sabemos: sim, você está. 

Até hoje, cientistas não conseguiam medir ao certo a quantidade de urina que existe em piscinas (aquela história de que bastaria jogar um químico na água para que o xixi ficasse colorido e revelasse o meliante de bexiga fraca não passava de lenda). Mas agora, pesquisadores da Universidade de Alberta, no Canadá, descobriram que há uma substância capaz de entregar a urina: o adoçante.
A urina humana é cheia de ureia e potássio. É possível medir a quantidade desses químicos em uma piscina, se não fosse um detalhe: o suor também contém os mesmos componentes. O que apenas a urina contém são rastros do adoçante acesulfame-K. Há acesulfame-K em refrigerantes dietéticos, em chicletes, em pastas de dente e em temperos industrializados. Quando o ingerimos, ele não é processado pelo nosso corpo e acaba eliminado intacto pela urina. Bingo: é o que os cientistas precisavam para descobrir o mistério do xixi nas águas públicas.
Os pesquisadores analisaram amostras de 29 piscinas públicas canadenses e encontraram o adoçante em todas elas. Em uma piscina do tamanho de um quarto de uma piscina olímpica, havia 30 litros de urina. Em piscinas com um terço do tamanho das olímpicas, a marca chegava a 75 litros. (Tendo em vista que uma bexiga cheia armazena entre 300 e 400 ml de xixi, dá para imaginar a quantidade de pessoas que se aliviou lá dentro.)
Ou seja, se você fazia parte do time dos urinadores anônimos que estavam incólumes até hoje, o seu fim chegou: a ciência já sabe que você existe.

via Superinteressante

Google, Amazon e outras empresas encerram suporte a apps do Apple Watch

Uma série de aplicativos pertencentes a algumas gigantes da tecnologia deixaram recentemente deixaram de receber suporte em suas versões para Apple Watch. De acordo com o Apple Insider, apps como Google Maps, Amazon e eBay foram removidos da loja de softwares do smartwatch da Maçã sem qualquer aviso prévio. A decisão parece ter vindo das próprias donas dos programas e o motivo da atitude ainda não foi explicado.

A Google confirmou a remoção do app Maps da loja online, mas isso não deve durar para sempre

Segundo a publicação, a Gigante das Buscas removeu o suporte de seu aplicativo de mapas ao watchOS há algumas semanas. Ao mesmo tempo, atualizações recentes dos apps da Amazon e do eBay não mencionam mais suporte ao sistema. Falando com o site The Verge, um representante da Google confirmou a retirada do aplicativo, mas ressaltou que a empresa pretende voltar a suportar a plataforma do relógio da Apple no futuro.

Outros softwares afetados incluem o da loja online Target e o TripAdvisor – cujos usuários aparentemente já vinham questionando o suporte técnico sobre as mudanças desde fevereiro, mas não obtiveram resposta. É possível que as empresas tenham retirado seus apps da loja do Apple Watch simplesmente porque eles não eram utilizados o suficiente, mas a falta de pronunciamentos soa estranha de qualquer forma.

via Novidades do TecMundo

Robôs tomarão empregos de humanos; saiba quais serão os primeiros

A robótica já vem sendo empregada com sucesso em diversos segmentos da indústria, fazendo com que funções anteriormente realizadas por pessoas sejam substituídas por máquinas altamente eficientes (e que nunca precisam faltar ao trabalho por motivos pessoais). Mas o futuro que está batendo à nossa porta mostra robôs roubando um novo leque de empregos, incluindo alguns bastante tradicionais e na área de prestação de serviços.

Ainda assim, uma pesquisa conduzida pelo Pew Research Center no ano passado mostrou que 80% dos norte-americanos ainda acreditam que seus empregos continuarão salvos nos próximos cinquenta anos, pelo menos, mesmo que dois terços da população do país tenha ciência de que as máquinas seriam capazes de executar a maioria dos trabalhos que ainda são feitos por humanos.

Mas o fato é que robôs, inteligências artificiais e processos automatizados farão com que mais de 5 milhões de empregos sejam realizados por máquinas até o ano de 2020 – e esses dados fazem parte do estudo “The Future of Jobs”, realizado pelo World Economic Forum.

Saiba então quais serão os sete empregos que os robôs tomarão primeiro dos humanos: 

Motoristas de caminhão

Com a chegada da direção autônoma ao mercado, a função de muitos motoristas está ameaçada – e há previsões de que em apenas uma década, um terço de todos os caminhões em uma estrada não terá uma pessoa atrás do volante.

E no que depender da Otto Motors, essa previsão se concretizará o quanto antes. A startup de caminhões autônomos foi comprada pela Uber em agosto do ano passado, e já conta com especialistas em inteligência artificial que já passaram pela Google para atingir seu objetivo: tornar obsoleta a direção executada por humanos.

Operários da construção civil

O setor da construção também sofrerá uma revolução tecnológica nos próximos anos, contando cada vez mais com máquinas realizando tarefas no lugar de pessoas. Um exemplo disso é o SAM (Semi-Automated Mason), que já é capaz de fixar 1.200 tijolos em uma parede em somente um dia de trabalho, enquanto no mesmo período um operário humano não chega a passar dos 500 tijolos. Veja a máquina em ação:

Além disso, operadores de escavadeiras e guindastes também poderão se tornar obsoletos à medida em que as máquinas inteligentes vêm chegando neste setor.

Profissionais de apoio jurídico

De acordo com especialistas, dentro de três anos, 39% dos empregos no setor jurídico serão automatizados. Funções como revisão de documentos e pesquisa de informações para embasar os argumentos dos advogados são algumas das primeiras que serão executadas apenas por inteligências artificiais.

Profissionais da área médica

Robôs médicos já auxiliam cirurgiões em centros hospitalares nos dias de hoje, e essa mecanização da medicina ainda está engatinhando. O futuro próximo contará com um número cada vez maior de máquinas realizando procedimentos médicos, inclusive de maneira autônoma (ou seja, sem que o equipamento seja operado por uma pessoa).

Contadores

Nos próximos anos, espera-se que os robôs executem a maior parte do trabalho dos profissionais da contabilidade, uma vez que tarefas como analisar números, balanços financeiros e extratos bancários podem ser feitas por máquinas de maneira muito mais eficiente e veloz.

Segundo as previsões, analistas financeiros também terão seus postos ameaçados por inteligências robóticas.

Jornalistas

Algumas áreas dentro do jornalismo também passarão a contar com trabalhadores robóticos. Por exemplo, editorias de finanças e de textos mais técnicos podem ser alimentadas por bots, já que as máquinas vêm sendo treinadas para criar esse tipo de conteúdo sem que ninguém perceba que os textos não foram redigidos por pessoas.

Vendedores

Enquanto muitas pessoas já mal fazem compras em lojas físicas, preferindo o e-commerce, a tendência para o comércio é contar com robôs para oferecer aos clientes produtos de acordo com seus interesses. Uma inteligência artificial é capaz de analisar o perfil daquele comprador, seus hábitos online e que tipo de produtos ele mais procura em uma fração de segundos – coisa que um vendedor humano não seria capaz de fazer.

Mas muita calma nessa hora: se você trabalha com alguma das profissões citadas acima, saiba que o desemprego não é necessariamente o seu destino. Enquanto funções existentes passam a ser executadas por máquinas, novas funções vão surgindo no mercado de trabalho para que esses profissionais se recoloquem. Basta ficar atento às mudanças de seu setor com o avanço da tecnologia e manter a mente aberta para novas oportunidades!

via Novidades do TecMundo

YouTube libera novo velho visual com modo escuro

O YouTube divulgou nesta terça-feira (2) uma página para os usuários interessados em testar o novo visual do site de vídeos. O layout está com um visual mais limpo, foca no conteúdo e tem como principal novidade um modo escuro, que deixa todas as páginas com fundo preto.

O layout estava sendo testado há um ano (!), mas era necessário fazer uma gambiarra com cookies para ter acesso a ele. Agora, basta entrar em youtube.com/new e clicar no botão para fazer a migração. Você pode voltar para o visual anterior a qualquer momento, clicando no menu do canto superior direito e em “Restaurar YouTube clássico”.

A nova interface adota os conceitos do Material Design e deixa o YouTube mais integrado com os outros serviços do Google. Os vídeos estão maiores nas páginas, e a empresa removeu elementos desnecessários que distraíam o usuário.

Depois de ativar o novo visual, você pode acessar o menu do canto superior direito para habilitar o modo escuro do YouTube: ele deixa o fundo preto, o que elimina o ofuscamento durante suas navegações noturnas. O recurso foi criado com a ajuda do framework Polymer, que permite desenvolvimento rápido de funcionalidades; o Google diz que mais novidades estão chegando “em breve”.

YouTube libera novo velho visual com modo escuro

via Tecnoblog

Apple Watch perde suporte a apps do Google Maps, Amazon e eBay

A Apple é a empresa que mais vendeu smartwatches no ano passado, dominando 50% do mercado. Por isso, é preocupante ver que grandes empresas estão desistindo de fazer apps para o relógio.

Carregador sem fio por indução (Foto: Lucas Braga)

O Apple Insider descobriu que Google Maps, Amazon, eBay e TripAdvisor silenciosamente retiraram suporte para o Apple Watch nas últimas semanas. As empresas não deram nenhum aviso ou explicação aos usuários.

É uma situação estranha, e passou despercebida por muito tempo — talvez porque poucos estavam usando esses apps para notar. O Google diz ao Engadget que o Maps ganhará suporte ao Apple Watch novamente “no futuro”; as outras empresas não responderam.

Essa apatia não é exclusiva da plataforma da Apple. A Amazon já teve um app para Android Wear, por exemplo, que foi removido; ele permitia usar a voz para fazer uma busca de produtos, adicioná-los à lista de desejos, ou até mesmo comprá-los.

O eBay também teve um app para Android Wear, que listava o título e preço de itens que você estava acompanhando, e permitia ler e enviar mensagens para outros usuários; ele não está mais disponível. E existe um app para os relógios Samsung Gear, mas ele deixou de funcionar no ano passado.

No caso da Amazon e eBay, talvez esses apps não fossem interessantes para o pulso. O TripAdvisor, no entanto, parece mais útil: ele traz recomendações para restaurantes e atrações nas proximidades, incluindo endereços, preços, horários de funcionamento e distância; parece algo bacana para viajantes. Ele ainda tem suporte a Android Wear, mas alguns usuários dizem que o app não está aparecendo em seus relógios.

Isto pode ser sinal de problemas no mercado de smartwatches, uma categoria que não se tornou tão popular quanto o tablet ou o smartphone. Ou, se você for mais otimista, isso pode ser apenas uma remoção de apps pouco utilizados, porque os realmente úteis ainda estariam disponíveis para Apple Watch, Android Wear e semelhantes.

Com informações: Apple Insider, Engadget.

Apple Watch perde suporte a apps do Google Maps, Amazon e eBay

via Tecnoblog

Uber passa a aceitar cartões de débito no Brasil

A Uber adicionou nesta terça-feira (2) uma nova modalidade de pagamento para corridas no Brasil, passando a aceitar cartões de débito após as corridas. O processo independe da tradicional maquininha, com todas as ações acontecendo pelo próprio aplicativo, como é o caso quando a modalidade escolhida é o crédito.

De acordo com a Uber, a implementação do novo recurso dependeu de parcerias entre a empresa e instituições bancárias. Por isso, o suporte ainda é limitado a cartões do Bradesco e Banco do Brasil com bandeira Visa, ou plásticos do Santander emitidos pela MasterCard. A companhia promete ampliar a lista de suporte ao longo dos próximos meses.

O processo é parecido com o usado para crédito, com o usuário inserindo os dados do plástico para pagamento na tela de configurações ou antes de iniciar a primeira corrida. No caso de cartões múltiplos, o utilizador pode selecionar a modalidade que preferir, algo que vale, inclusive, para cadastros já existentes na plataforma.

Assim como no caso dos pagamentos em dinheiro, implementados no ano passado, a ideia do app de transportes é aumentar o rol de opções para passageiros em regiões onde os cartões de crédito não são tão populares. No Brasil, especificamente, a inclusão dos acertos em espécie fez com que o total de corridas aumentasse principalmente nas periferias, o que a Uber vê como extremamente positivo.

Por outro lado, o recurso também propiciou um aumento nos assaltos a motoristas, o que fez com que a empresa tivesse que exigir o CPF dos usuários, como forma de trazer mais segurança aos trabalhadores. A adição dos cartões de débito, entretanto, não deve trazer problemas semelhantes, devido à similaridade da operação com o pagamento no crédito.

A novidade está sendo liberada por meio de atualização e deve chegar a todos os usuários do país até o final da semana.

Fonte: Uber

via Canaltech

Fêmeas (de libélula) fingem morte para evitar assédio de machos

O assédio do dia a dia exige atitudes dramáticas – e dessa vez estamos falando do mundo animal. As libélulas da espécie Aeshna juncea se jogam no chão em pleno voo e se fingem de mortas até enganar seus perseguidores. E elas não fogem de predadores, e sim de machos da própria espécie.

Esse comportamento foi observado pela primeira vez por Rassim Khelifa, pesquisador da Universidade de Zurich. Em um estudo nos Alpes suíços, ele viu libélulas voando rapidamente, uma atrás da outra. A primeira, de repente, mergulhou com tudo em direção ao chão. E lá ficou, de barriga para cima. Morte súbita? Não foi o que o cientista concluiu depois de chegar mais perto.

Quando a fêmea se espatifou no chão, o macho ficou por perto alguns minutos. Convencido, foi embora. Segundos depois, a libélula acidentada “voltou à vida” e saiu voando livremente.

O pesquisador ficou curioso, segundo contou à New Scientist, e começou a fazer testes para descobrir se aquela cena podia ser uma atitude deliberada para evitar avanços indesejados dos machos. Em um pequeno estudo, ele notou que 88% das libélulas apresentaram a atitude da “falsa morte”. Em mais de 60% dos casos, a cena deu certo.

O risco de se jogar de uma altura assim é grande. Mas ao contrário de várias espécies de libélula, as Aeshna juncea precisam se defender sozinhas.

Para se reproduzir, elas se aproximam de lagos, onde os machos ficam esperando. Um único cruzamento fertiliza todos os ovos, que são depositados na água. Esse é o momento mais vulnerável para as fêmeas. Se a concentração de machos for muito grande, elas serão perseguidas logo depois de pôr os ovos. Quando acontece essa cópula forçada, não só a fertilidade é prejudicada, como a vida das libélulas dura menos.

Provavelmente por causa disso é que os machos de outras espécies “parentes” da Aeshna acompanham as fêmeas com quem copularam até fora do enxame de machos. Depois disso, elas só voltam a cruzar na próxima ovulação, por livre e espontânea vontade.

Não é o caso da Aeshna juncea. Os machos não acompanham e as fêmeas não podem dizer “Tenho namorado!” como desculpa. Por isso, a tese de Khelifa é que elas adaptaram o mecanismo de fingir a morte, geralmente reservado à perseguição de outras espécies, para evitar o assédio masculino. No seu estudo, todas as fêmeas que não se fingiram de mortas foram eventualmente alcançadas pelos perseguidores durante a fuga.

Assédio constante a jovens desacompanhadas que exige atitudes dramáticas para se evitado. Alguma outra espécie vem à mente? Ainda não há pesquisa publicada sobre o assunto, mas uma série de fêmeas de Homo sapiens foi observada na região do Twitter pensando em plagiar a estratégia da Aeshna…

via Superinteressante

Não sabe programar? Agora você pode aprender com Minecraft

A Microsoft anunciou no evento que está sediando hoje (2) em Nova York (EUA) que as crianças poderão aprender a programar enquanto passeiam pelo mundo de Minecraft. A ferramenta que fará isso se chama Code Builder e estará disponível na versão Minecraft Education Edition.

“O Code Builder para Minecraft é um novo recurso que permite aos educadores e estudantes para escreverem códigos para explorar, criar e aprender no mundo de Minecraft”, diz o site oficial do jogo.

Para ajudar os iniciantes, o pessoal do Minecraft colocou um robô chamado de “The Agent”, que oferece um tutorial e dicas sobre como montar códigos dentro do jogo. O Code Builder, atualmente, está em fase Beta.

via Novidades do TecMundo

Microsoft apresenta o Windows 10 S visando tomar o mercado do Chrome OS

A Microsoft apresentou durante o evento  #MicrosoftEDU, em Nova York, o Windows 10 S, uma versão do seu sistema mais recente voltado para notebooks com a mesma proposta dos Chromebooks que rodam o Chome OS. O Windows 10 S visa abraçar o setor educacional, que acabou sendo dominado…

via Hardware.com.br

%d blogueiros gostam disto: