Review do Night Sight no Pixel: ele realmente enxerga no escuro

O Night Sight ou Visão Noturna foi um dos destaques na apresentação do Pixel 3 e do Pixel 3 XL, mas não estava disponível no lançamento dos dois smartphones. Agora, o Google está lançando a aguardada função em uma atualização especial. Nós o testamos no Pixel 2 e também no Pixel 3 XL, e o comparamos com concorrentes como o Mate 20 Pro, o Galaxy Note 9 e o iPhone XS.

Esse novo modo está sendo lançado também para as gerações mais antigas de smartphones Pixel, e funciona de maneira semelhante ao da nova câmera Huawei Mate 20 Pro. Entre 6 e 15 fotos com diferentes tempos de exposição são tiradas e depois combinadas para completar a imagem final.

Ele tem uma vantagem sobre o smartphone Huawei – onde a foto noturna da Huawei pode levar até 20 segundos para ser feita, fotografar com o Modo Noturno do Google nunca dura mais do que 6 segundos. O número de fotos tiradas depende das condições de iluminação e do quanto o fotógrafo balança o telefone. Se o smartphone for colocado em um tripé, o Pixel grava seis fotos com um segundo de tempo de exposição cada.

Modo Noturno em comparação com a concorrência

O que a câmera do Pixel 3 conseguiu capturar durante o nosso teste do modo noturno foi realmente impressionante. O alcance dinâmico e a fidelidade de cores são convincentes em nossas fotos de uma movimentada rua de Berlim. Mesmo as cores que não podem ser vistas a olho nu são reproduzidas pela câmera. Até mesmo junto a alguns modelos de DSLR, câmeras profissionais, o Pixel 3 faz bonito.

AndroidPIT night mode showdown 01
Cena de Rua 1 à noite (clique na imagem para ampliar) / © AndroidPIT

Uma comparação direta com a competição mostra que apenas o Mate 20 Pro, que também oferece um modo noturno especial, pode acompanhar o Night Sight. O Galaxy Note 9 e até mesmo o iPhone XS não ficam tão bons nesta cena relativamente bem iluminada. Especialmente no smartphone da Apple, a foto parece bem sem graça em comparação.

AndroidPIT night mode showdown 02
Cena de Rua 2 à noite (clique na imagem para ampliar) / © AndroidPIT

E então houve luz!

Queríamos ver o que a Visão Noturna do Google realmente tem a oferecer, então criamos uma cena de estúdio com quase nenhuma iluminação, e as diferenças se tornaram ainda mais evidentes. Como referência, o adesivo na banana era praticamente visível a olho nu, mas não era legível. O Pixel 3 (XL) oferece uma imagem brilhante, detalhada e colorida.

AndroidPIT night mode showdown 03
Cena de estúdio com iluminação baixa (clique na imagem para ampliar) / © AndroidPIT

O Mate 20 Pro também traz luz para a cena, mas oferece uma imagem muito mais incolor. Quando você tira uma foto com o Galaxy Note 9, os detalhes se perdem e o ruído fica nitidamente perceptível. Os iPhones XS da Apple nos deixam sentados no escuro e dificilmente mostram mais do que já vimos a olho nu e o misturam com ruído e pequenos detalhes.

Sem o laser, o foco é cego no escuro

Por último, mas não menos importante, temos uma cena que era invisível a olho nu. Infelizmente, isso não melhora em nada para o Galaxy Note 9 ou o iPhone XS, já que ambos os smartphones não conseguem iluminar a cena.

AndroidPIT night mode showdown 04b
Cena de estúdio com iluminação mínima (clique na imagem para ampliar) / © AndroidPIT

Infelizmente, o Modo Noturno no Pixel 3 (XL) destaca um problema que o Google não pôde consertar com o software, uma vez que ele não possui o hardware correto. Comparado com a segunda geração do Pixel, o foco do laser na geração mais recente desapareceu. O resultado: quanto pior as condições de iluminação, mais problemas o foco automático tem.

AndroidPIT night mode showdown 04a
Cena de estúdio com iluminação mínima (clique na imagem para ampliar) / © AndroidPIT

Isso é especialmente evidente nessas imagens porque, embora elas sejam impressionantemente brilhantes e coloridas no Pixel 3, estão sempre embaçadas e fora de foco. A opção de foco de close-up no Modo Noturno também não ajudou muito com a curta distância. O Mate 20 Pro oferece imagens mais escuras e maçantes, mas elas ainda são nítidas.

night sight 5
Com e sem Night Sight em um Pixel 2 / © AndroidPIT por Stella Dauer

Com luz também há melhorias

No caso de situações em boa luz, a Visão Noturna também pode melhorar suas fotos. Com um Pixel 2, testamos fotos em boa iluminação e os resultados são bem legais. Como você pode ver abaixo, o Night Sight melhora a tonalização e equilíbrio de cores, e até um pouco na intensidade das imagens, substituindo bem o HDR+ em algumas ocasiões.

night sight 1
Com e sem Night Sight em um Pixel 2/ © AndroidPIT por Stella Dauer
night sight 4
Com e sem Night Sight em um Pixel 2 – aqui houve até um exagero de cores / © AndroidPIT por Stella Dauer

Porém, em fotos durante o dia com iluminação boa do sol, as diferenças não serão relevantes o suficiente para que você tire fotos que demoram 6 segundos para ficarem prontas. Porém, basta um pouco de diferença na iluminação para que o modo noturno ajude novamente.

night sight 2
Com e sem Night Sight em um Pixel 2 – pouca diferença / © AndroidPIT por Stella Dauer
night sight 3
Com e sem Night Sight em um Pixel 2 / © AndroidPIT por Stella Dauer

Conclusão: fator wow com poucas desvantagens

É realmente impressionante o que o Google oferece com o Night Sight. Graças ao software, o Pixel 3 está algo melhor do que o novo Mate 20 Pro e destrói todos os seus outros concorrentes. O que também é particularmente impressionante é o que o Google alcança em condições de pouca luz. A câmera literalmente traz luz para a escuridão. Nossas fotos tiradas com o Pixel 3 (XL) podem ser encontradas nesta galeria:

No caso do Pixel 2, que também testamos, fica claro que o update com esse modo, além do update de câmera como um todo, trouxe a sensação de que temos em mãos um novo smartphone, com uma nova e melhorada câmera. Isso com certeza faz do Pixel 2 uma ótima compra ainda nos dias de hoje, pois o software fez com que essa linha do ano passado fique a par dos lançamentos de 2018.

Curiosamente, o Google erro algumas coisas em termos de hardware e o software supostamente preenche a lacuna. Felizmente, o problema é limitado a tirar fotos de objetos muito próximos em condições de pouca luz. Isso não muda o resumo: o Google demonstrou mais uma vez que o software se tornou muito mais importante do que o hardware quando se trata de tirar fotos incríveis com seu smartphone.

E você, curtiu o Noght Sight?

via Notícias do Android + Análises de Apps – AndroidPIT

Como conectar o seu Android ao computador

Conectar qualquer dispositivo Android no Computador é algo relativamente fácil, entretanto, já me deparei com muitas pessoas (meu pai é uma delas) que não sabe como fazer isso. 

Hoje, vamos explicar como conectar seu smartphone Android ao computador para que você possa transferir suas músicas, arquivos, vídeos, fotos ou o que você quiser. Não importa qual smartphone você tem, vamos explicar como fazer isso para todas versões Android.

No Windows

Android 4.4 KitKat ou superior (incluindo Lollipop, Marshmallow, Nougat, Oreo e Pie)

  • Conecte o cabo USB ao seu smartphone e no computador e espere o Windows configurar o dispositivo assim como na imagem abaixo;
conectar pc smartphonex
Windows 10 configurando Redmi Note 6 Pro / © AndroidPIT (captura de tela)
  • Puxe para baixo a barra de notificações do smartphone e selecione a opção “toque para ver mais opções”. Aparecerá na tela uma janela com três ou quatro opções diferentes, dependendo de qual a interface do Android. Agora basta selecionar a opção ”transferir arquivos”
configurar tranferencia arquivo
No smartphone selecione a opção “transferir arquivos” / © AndroidPIT (captura de tela)

Seguindo esses passos seu smartphone já estará pronto para transferir arquivos para o computador ou vice-versa. Agora basta usufruir dessa facilidade que só o Android proporciona, já que no iOS é obrigatório ter instalado no computador o “terrível” iTunes para transferir arquivos.

Android 4.1 Jelly Bean

  • Vá a Configurações > Mais Configurações > Utilidades USB;
  • Agora, conecte o dispositivo ao seu computador e clique em Armazenamento em massa USB.

Não se esqueça de desligar a conexão USB antes de desconectar o cabo USB.

Android 4.0 Ice Cream Sandwich

Ao conectar um smartphone Android ICS ao computador através do cabo USB, provavelmente terá acesso direto à página de configuração da conexão USB. Se não, siga estes passos:

  • Conecte o cabo USB ao seu smartphone e no computador;
  • Vá em Configurações e clique em Armazenamento;
  • Pressione a tecla Menu no seu aparelho e, em seguida, conexão USB para computador;
  • Clique em MTP e verá o smartphone no computador.

Android 2.3 Gingerbread

  • Conecte o cabo USB ao seu smartphone e no computador;
  • Aguarde até que o computador reconheça e configure o dispositivo;
  • Puxe para baixo a barra de notificações do smartphone e clique em Ligar ao PC;
  • Agora clique em Ativar armazenamento USB.

No OS X

Todas as versões do Android

No sistema operacional para computadores da Apple, não importará nem a versão do Android e nem a versão do OS X. A única coisa da qual você irá precisar é um app especial feito pelo Google.

  • Baixe neste link o software Android File Transfer (gratuito, do próprio Google);
  • Instale o app em seu computador;
  • Conecte o cabo USB ao seu smartphone e no computador e espere o Mac OS X apresentar a mensagem de erro “Can’t access device storage;
connect mac 1
A mensagem que sempre aparece / © AndroidPIT (captura de tela)
  • Puxe para baixo a barra de notificações do smartphone e selecione a opção “toque para ver mais opções”. Aparecerá na tela uma janela com três ou quatro opções diferentes, dependendo de qual a interface do Android. Agora basta selecionar a opção ”transferir arquivos”;
  • Clique em OK na mensagem de erro do computador. Automaticamente, o app abre de novo e você já pode ver as pastas do seu smartphone.
connect mac 2
Tudo disponível no OS X / © AndroidPIT (captura de tela)

E você, já se deparou com alguém que não sabia conectar o smartphone Android no PC?

via Notícias do Android + Análises de Apps – AndroidPIT

Serie ele quem esperamos? Google pode lançar versão Lite do Pixel 3

No mês passado, mais precisamente no dia 20, tivemos o lançamento dos smartphones do Google. Na ocasião, a terceira geração do Pixel chegou em duas versões diferentes, batizadas de Pixel 3 e o Pixel 3 XL. As maiores diferenças entre eles ficam por conta do tamanho da tela e o notch presente no modelo XL.

Entretanto, surgem rumores de um possível novo modelo intitulado como Google Pixel 3 Lite, onde o grande diferencial seria seu preço, bem mais em conta em relação aos modelos Pixel 3 e Pixel 3 XL, que chegaram bem caros.

Quem divulgou a informação foi o site Rozetked, que também vazou algumas imagens do suposto dispositivo que vai na contramão do que temos visto atualmente, sem a presença do polêmico notch ou display infinito.

pixel 3 lite
Pixel 3 Lite / © rozetked.me

Além das imagens, foram divulgadas algumas especificações do Pixel 3 Lite, e o smartphone será inferior quando comparado a seus irmãos Pixel 3 e Pixel 3 XL. Segundo informações, o dispositivo será um intermediário ao invés de um top de linha, fato esse que justifica o preço baixo e o nome Pixel 3 Lite. Confira a seguir as especificações vazadas:

  • Tela IPS de 5,56 polegadas com resolução FHD+ de 2220×1080 pixels;
  • Processador Snapdragon 670;
  • GPU Adreno 615;
  • 4 GB de memória RAM;
  • 32 GB de armazenamento interno;
  • Câmera principal de 12 MP;
  • Câmera frontal dupla de 8 MP;
  • Leitor de impressões digitais na parte traseira;
  • Conector USB-C;
  • Conector 3,5 mm para fone de ouvido.

Não foi divulgada a capacidade da bateria e nem especificações mais detalhadas das câmeras do dispositivo, entretanto, ao que tudo indica, as câmeras serão as mesmas presentes no Pixel 3. Se de fato isso se confirmar, o dispositivo estará bem servido quando o assunto é fotografia.

Ainda não se sabe se essa versão Lite é de fato verdadeira. Atualmente, foco do Google não é entrar para competir nesse segmento no mercado de intermediários, e sim manter o foco em lançar apenas smartphones topo de linha. Entretanto, se isso realmente se confirmar, acende aquela questão do Google estar pensando em expandir o Pixel para mercados em desenvolvimento, como o Brasil.

E você, o que acha de uma versão Lite, menos potente, do Pixel 3?

via Notícias do Android + Análises de Apps – AndroidPIT

One UI em Português: confira aqui como é a nova interface da Samsung

A nova interface da Samsung, a One UI, que deve substituir a Samsung Experience, foi apresentada recentemente, no mesmo dia em que a empresa coreana nos mostrou sua tela dobrável. Correndo como nunca, a Sammy já liberou a versão beta do Android Pie com a One UI para alguns países. Tivemos acesso à interface em Português, veja como ela ficou.

A ideia central da Samsung com a One Ui é trazer um visual muito mais limpo para a sua interface, facilitando também o uso do aparelho com apenas uma mão. Isso é bastante necessário, já que as telas só fazem crescer ultimamente, e é preciso ter dedos gigantes para alcançar tudo. Por isso, a One UI não foge muito do que já conhecemos da empresa, mas traz, sim, um pouco mais de limpeza visual.

one ui portugues 01
Nova barra de atalhos e configurações / © AndroidPIT (captura de tela)

Aparentemente, a Samsung resolveu investir nos cantos arredondados, assim como já pudemos ver acontecendo no Android Pie dos dispositivos Pixel. Acima, podemos ver a nova barra de atalhos, trazendo muito espaço entre eles, as horas bem destacadas no topo e tudo em fonte fina e suave. O branco reina.

A cor reina também nas configurações, onde o que não é branco, é em um cinza suave. Vemos a preocupação da Samsung em facilitar o uso com uma mão ao encontrarmos a palavra Config. enorme e sozinha no primeiro terço da tela.

one ui portugues 02
Haverá um modo noturno inteligente / © AndroidPIT (captura de tela)

Ainda assim, mesmo caprichando no branco, vemos a Samsung vai oferecer um modo noturno, ainda bem. Será possível agendar um horário para que ele entre no modo, ou ainda definir o começo do modo usando sua localização, que provavelmente contará com horário do nascer e do pôr do sol para entrar em ação. Só não ficou claro se ativará também o filtro de luz azul.

É curioso ver também a última imagem, que mostra a One UI em sua versão 1.0, mas mostra também a Samsung Experience versão 10.0. Não há ainda informações oficiais se isso deve permanecer assim, uma vez que se trata da versão Beta e isso pode mudar na versão final.

one ui portugues 03
Mensagens, telefone e contatos / © AndroidPIT (captura de tela)

Acima, algumas telas mostrando as áreas de telefone e mensagens. Podemos ver, na parte mais inferior, pequenos botões que nem têm borda, e são apenas palavras com uma risca pontilhada baixo. A área que está em uso fica colorida, e isso mostra mais um esforço em deixar as funções importantes ao alcance dos dedos.

one ui portugues 04
CAPTION – REPLACE ME! / © AndroidPIT (captura de tela)

A área de alarmes está extremamente clean, e mostra um pouco do que deve ditar o restante da interface. O gerenciador de arquivos também mostra letras pequenas até mesmo nos botões, para que eles não fiquem grandes demais e atrapalhem o acesso a outros menus.

O app da câmera, um dos mais importantes, não parece mexer muito no que já encontramos em smartphones atuais, até mesmo de outras marcas, sejam Android ou iOS. Há o botão de captura cercado pelo acesso à galeria e à câmera frontal, com o menu em carrossel logo acima e o menu de botões na parte superior da tela.

one ui portugues 05
CAPTION – REPLACE ME! / © AndroidPIT (captura de tela)

O menu de configuração da câmera segue o restante da interface. É preciso ver, ainda antes da versão final, se essas letras pequenas serão suficientes para que os usuários da marca enxerguem bem o que está aparecendo na tela, que é grande.

No meio, vemos a área de atalhos e widgets do sistema, com cantos muito arredondados. Nessa área, é possível colocar acessos rápidos para música e outros apps do sistema e de terceiros. Dá para perceber, pelo widget de música, que o sistema ainda está em construção.

Por fim, temos a área de multitarefa, com um botão para fechar tudo. Essa função segue bastante a linha do Android Pie dos aparelhos Pixels, e você fecha cada app arrastando sua janela para cima. Ficamos no aguardo para ver funções de arrasto como já vemos nos Pixels e em aparelhos da OnePlus e Huawei.

Por enquanto, parece que realmente há um bom esforço da marca em dar acesso a apenas uma mão. Os testes em beta mostrarão se isso realmente faz sentido. A interface está mais limpa, mas também é preciso aguardar para conferir se as letras não estão pequenas demais. No mais, está bem elegante.

E você, o que achou da One UI?

via Notícias do Android + Análises de Apps – AndroidPIT

Novos smartphones Nokia? HMD Global anuncia evento para o próximo mês

Em constante crescimento, cada vez mais vemos o nome Nokia ganha força novamente, assim como foi no passado. É certo que a lendária marca está longe de ser aquela potência que foi no passado, mas aos poucos podemos observar cada vez mais as pessoas, a mídia e veículos especializados em tecnologia falando da marca.

A mais nova notícia que envolve a Nokia é que a empresa HDM Global, que tem os direitos sobre a marca, anunciou para o próximo dia 5 de dezembro um evento que será realizado em Dubai. De acordo com o anúncio, ao menos três novos smartphones serão revelados pela empresa, ao menos é o que índica o pôster referente ao evento.

É esperado que o Nokia 8.1 e também o tão aguardado top de linha da empresa, o Nokia 9, sejam apresentados nesse evento. Procurado para comentar sobre o que podemos esperar nesse evento da HDM Global, Juho Sarvikas, diretor de produtos da empresa, meio que se esquivou e não deu maiores detalhes.

Nokia Evento
Na imagem com brilho aumentado é possível ver três smartphones diferentes / © gsmarena.com

No pôster revelado é possível ver três smartphones diferentes que não mostram muita coisa, entretanto, quando aumentado o brilho da imagem fica, visíveis dois dispositivos com notch e um sem o entalhe, dando assim a entender que três novos dispositivos devem ser apresentados. Agora, nos resta esperar por futuros vazamentos para sabermos mais o que de fato será apresentado nesse grande evento.

Particularmente, eu adoraria ver a empresa HDM Global anunciando a expansão da marca Nokia para outros países, e que o Brasil estivesse incluso nesse anúncio. Sim, é difícil isso acontecer, mas não custa nada sonhar.

E você, o que espera desse evento da HDM Global?

via Notícias do Android + Análises de Apps – AndroidPIT

A inovação foi sacrificada em nome do lucro

“Se é sempre necessário dizer a verdade aos clientes, não há negócio possível”, disse o dramaturgo francês Marcel Pagnol. Há muito a ser dito sobre essa frase atemporal, mas é claro que faz muito sentido quando aplicada ao campo da tecnologia. Se disséssemos aos usuários que a grande maioria das inovações que apresentamos como extraordinárias, na verdade, são inúteis, até mesmo risíveis, eles ainda estariam dispostos a gastar seu dinheiro de qualquer jeito?

Evolução

Esse é um assunto amplo, que pode ser abordado de várias maneiras e, ainda assim, não saberemos a resposta correta. O que é certo, no entanto, é a falta de grandes inovações nesse mercado que tanto amamos. Houve um tempo em que o objetivo era surpreender os usuários com novos recursos – coisas úteis e práticas. Hoje, encontramos uma série de características inovadoras, na maioria das vezes “emprestadas” de modelos concorrentes.

Vamos usar smartphones Android ou iOS como exemplo: o que podemos fazer hoje em nossos smartphones que já não podíamos fazer em um passado recente? É claro que tudo é mais rápido graças a componentes melhores – vimos uma evolução em termos de facilidade de uso e até de segurança.

Porém, em termos de inovação real, não há nada de novo. 5G? Ele é voltado para o futuro dos dispositivos conectados e não para o futuro dos smartphones. Inteligência artificial? A mesma coisa, com exceção dos desenvolvimentos da fotografia AI que têm seus benefícios.

AndroidPIT Smartphone Overheating 2592
Uma bateria com vários dias (até semanas) de autonomia, isso sim seria uma grande inovação / AndroidPIT

O desbloqueio do seu dispositivo evoluiu de usar um código simples para leitores de impressões digitais e reconhecimento facial. Economizamos dois segundos quando destravamos nosso dispositivo, o que é um grande negócio, mas é fato que em muitos casos a segurança é aumentada, embora isso seja discutível.

Se não podemos falar sobre inovação real, é fato também que as câmeras de smartphone evoluíram em alguns aspectos e agora produzem ótimos resultados (geralmente apenas em flagships, é claro). Uma inovação real que estamos vendo acontecer há alguns anos é o sistema de pagamento online: uma inovação que está diretamente ligada ao comércio e negócios, mas que ainda engatinha no Brasil.

…Inovação…

Em geral, é disso que se trata: comércio. O objetivo é comercial, de uma forma ou de outra. Seja uma “novidade” tecnológica para motivar uma compra ou um truque para torná-la mais rápida, voltamos ao mesmo ponto. Ter evoluções ao invés de inovações está começando a se tornar um problema: se tivermos que mexer no bolso, queremos ver revoluções e não smartphones que tenham mais RAM ou processadores tão poderosos que não saibamos o que fazer com eles.

Dq3MOgcVsAA2a94.jpg large
Depois de tantos anos de espera, finalmente vemos a chegada de smartphones dobráveis / Royole

Enquanto fazia algumas pesquisas no site do AndroidPIT, descobri um artigo publicado por um ex-editor em 2011. São 5 inovações, consideradas na época como futuristas. É importante notar que demorou até 2018 para vermos um projeto concreto de uma tela dobrável – uma inovação que nos foi prometida por muitos anos, e graças a Royole e à Samsung, se torna real.

Esta é uma inovação interessante (contanto que seja prática e funcional e não uma inovação meia boca que nem possa ser carregada no seu bolso de tão grossa): essa tela idealmente tornaria possível transportar facilmente um dispositivo com uma tela grande e usá-lo em movimento.

Outra inovação sedutora que desperta rumores todos os anos: uma bateria verdadeiramente duradoura. A autonomia ainda é um dos principais problemas dos smartphones (se não o principal). Usuários ingênuos como nós podem pensar que seu desenvolvimento deve ser uma prioridade, mas muitos outros estão dispostos a desembolsar 6 mil reais por um smartphone com pequenas melhorias, como uma câmera melhor, mais 1 GB de RAM, etc., então por que complicar a vida deles?

…Alienação!

É aqui que reside parte do problema. Enquanto houver demanda para esse tipo de oferta, haverá oferta. É óbvio que a verdadeira inovação exige muito esforço, mas ver tantos fabricantes nos mostrando evoluções simples ou mudanças geralmente inúteis sob o termo “inovação” está começando a prejudicar nossos olhos.

Mudando materiais, adicionando efeitos de luz nas traseiras dos dispositivos, colocando mais RAM ou processamento, propondo diferentes maneiras de fazer as coisas que já existem… Existem muitas maneiras de se esconder atrás do “progresso tecnológico”.

AndroidPIT wearables First aid
É o mercado de tecnologia que está irritando todos nós, não as tecnologias em si! / © AndroidPIT

Quem é o culpado? Fabricantes, porque eles se aproveitam da situação? Consumidores, porque eles são manipulados e pedem mais? É um círculo vicioso, mas quem se importa? A lavagem cerebral através de campanhas publicitárias de todos os tipos garante que a situação não mude, e a forma como as marcas alienam seus usuários (que muitas vezes permitem isso) garante que eles se identifiquem com uma marca e não mais com um aparelho ou com uma tecnologia.

Sem ir muito longe no assunto (a ajuda de um sociólogo seria necessária nesse momento), as pessoas já não parecem ter qualquer esperança e correm para as profundezas das armadilhas de marketing. As empresas, por outro lado, obviamente estão esfregando as mãos (entre os discursos sobre o bem-estar digital), já que podem maximizar seus lucros sem precisar serem muito criativos. As inovações são mínimas e os preços estão em alta, mas os smartphones a preços altos estão vendendo bem. Isso é mesmo um problema?

Certamente, parece que a tendência geral entre os consumidores é favorecer marcas que oferecem preços mais baixos (Xiaomi, OPPO…), em vez de marcas tradicionais que estão mergulhando de cabeça em uma estratégia de luxo/high-end, um fato confirmado por um estudo recente (que indica um declínio geral nas vendas de smartphones ao longo do ano).

Fabricantes, se vocês quiserem mudar essa tendência, terão que colocar a tecnologia de volta no centro dos smartphones e usar palavras apenas quando vocês realmente puderem dizê-las: o que você chama atualmente de inovação está, na verdade, longe disso.

O que você acha? Ainda há esperança de inovação no mercado de smartphones?

via Notícias do Android + Análises de Apps – AndroidPIT

Como resolver cálculos matemáticos usando a câmera do celular

Matemática é um grande divisor de águas, onde muitos gostam e a grande maioria odeia. Esse lance de números, equações, subtrações, problemas matemáticos nunca foi meu forte, eu confesso. Na época de escola eu tinha um pouco de dificuldade em matemática.

Se, assim como eu, seu forte também não é matemática e fazer contas e resolver problemas não é muito sua praia, hoje trago três aplicativos para auxiliar nessa questão. São apps que usam a câmera do seu smartphone para resolver uma conta, ou algum cálculo. Para isso, basta apenas apontar a câmera do seu dispositivo para o problema matemático que queira resolver e o resultado aparecerá na tela.

Photomath

O Photomath é um aplicativo espetacular quando o assunto é resolver cálculos matemáticos, pois além de resolver uma simples conta de equação, o app é capaz de resolver problemas mais complexos como raízes, frações, expressões algébricas, equações e inequações lineares, logaritmos, entre muitos outros tipos de contas.

photomath app android
Photomath / © AndroidPIT (captura de tela)

Math Calculator

Com uma pontuação de 4,6 na Play Store, este aplicativo vem conquistando usuários graças a sua praticidade e eficiência em resolver os problemas matemáticos. Um grande diferencial do app é possuir uma calculadora cientifica para ajudar ainda mais na resolução de algum problema matemático.

smart calculator pro
Math Calculator / © AndroidPIT (captura de tela)

Baixe aqui o aplicativo diretamente da Play Store

Calculator Pro

Fechando nossa lista, temos o caçula da lista. Lançado há pouco tempo, ele possui menos de 30 mil downloads na Play Store, mas isso não quer dizer que o app seja ruim. Pelo contrário, estamos falando aqui de um poderoso aplicativo capaz de resolver os problemas mais complexos e com destaque para sua rapidez em focar a câmera e obter o resultado diante ao cálculo.

match calculator app
Calculator Pro / © AndroidPIT (captura de tela)

Baixe aqui o aplicativo diretamente da Play Store

Essas foram nossas dicas para que você possa resolver cálculos matemáticos de forma simples e sem complicações, apenas apontando a câmera do seu smartphone para o problema em si. Mas para você que é estudante, nada de usar na sala de aula, pois usando só o aplicativo, não vai nunca aprender sobre Matemática.

E você, conhece algum outro bom app para resolver problemas matemáticos que faltou na lista?

via Notícias do Android + Análises de Apps – AndroidPIT