Firefox tem recurso que bloqueia sites adultos ao abrir novas abas

Algumas pessoas já passaram pela situação inconveniente (e super embaraçosa) de clicar no botão “Nova aba”, para mostrar algo na internet a um grupo de amigos (ou à sogra), e o navegador abrir aquela aba cheia de atalhos para os sites mais visitados, dentre os quais aparece uma página sobre “tortura sexual”… Até a pessoa explicar que aquela página está entre as mais acessadas porque estava fazendo uma pesquisa para a faculdade, a vergonha já deu conta de tornar seu rosto vermelho e suas mãos suadas, sem contar a gagueira instantânea e o sorriso amarelo.

Para evitar esse tipo de situação, o Firefox possui um recurso que bloqueia a exibição de sites adultos como atalhos em novas abas. A função funciona como um filtro secreto que foi implementado em 2014. Naquela época, no entanto, o propósito era diferente. O Firefox havia ganhado uma seção de “páginas sugeridas”, que mostrava links de produtos de empresas parceiras e alguns dos sites mais visitados pelos usuários. O filtro entrou em vigor depois que alguns parceiros comerciais da Mozilla não gostaram de ver suas páginas aparecendo ao lado de sites pornográficos ou, em outras ocasiões, a sugestão de um produto (tipo um filme ou show em DVD) logo ao lado de um site de torrent.

Anos mais tarde, a Mozilla abandonou a parceria para mostrar conteúdo patrocinado, mas o filtro continuou fazendo parte do Firefox e ajudando a manter a privacidade dos usuários, evitando constrangimentos desnecessários. Hoje, a lista negra conta com quase 3 mil endereços e é ativada por padrão. Se você quiser desativá-la, basta acessar a página de configurações do navegador, digitando “about:config” (sem as aspas) na barra de endereços. Depois, procure pelo termo “browser.newtabpage.activity-stream.filterAdult” e mude o valor para “false”.

Se você tiver curiosidade, pode consultar a lista de sites bloqueados neste link.

via Novidades do TecMundo

Publicado por Carlos Trentini

Eu, eu mesmo e eu, agora e nas horas vagas...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *