Um terço dos computadores sofreram ataques de malware em 2018

Segundo a empresa de cibersegurança Kaspersky, cerca de 30% dos computadores no mundo sofreram com ataques de malware em 2018. Além disso, que o número de backdoors aumentou em 44% e o de ransomwares cresceu 43%.

“Estes resultados mostram que o malware, especialmente os backdoors e o ransomware, continuam sendo um perigo significativo para os usuários de computadores”, diz a empresa.

Em 2018, o ransomware (Trojan-Ransom) e os backdoors detectados compreenderam 3,5% e 3,7% de todos os novos arquivos maliciosos coletados nos primeiros dez meses

Backdoor é um acesso ao dispositivo utilizado por cibercriminosos para o controle remoto. Enquanto isso, o ransomware é um tipo de ataque que sequestra o computador ou smartphone e pede um valor X em criptomoeda para a liberação de arquivos, por exemplo — o WannaCry é um exemplo de ransomware que teve muito sucesso.

“Em 2018, o ransomware (Trojan-Ransom) e os backdoors detectados compreenderam 3,5% e 3,7% de todos os novos arquivos maliciosos coletados nos primeiros dez meses do ano. Isto representa um aumento de 43% para o ransomware (de 2.198.130 em 2017 para 3.133.513 em 2018) e de 44% para os backdoors (de 2.272.341 em 2017 para 3.263.681 em 2018) em relação ao período anterior”, detalha a empresa. “Ao todo, as tecnologias de detecção da Kaspersky Lab encontraram 346.000 novos malware por dia nos dez primeiros meses do ano. O número e o alcance de novos arquivos maliciosos detectados diariamente são uma boa indicação dos interesses dos cibercriminosos envolvidos na criação e na distribuição de malware. Em 2011, nossas tecnologias detectaram 70.000 novos arquivos por dia e, até 2017, esse número aumentou cinco vezes, chegando a 360.000”.

Acompanhe abaixo mais pontos sobre os ciberataques em 2018:

  • A solução de segurança da web da Kaspersky Lab detectou 21.643.946 objetos maliciosos únicos
  • 30,01% dos computadores de usuários sofreram pelo menos um ataque de malware durante este ano.

E para ficar protegido, a Kaspersky Lab recomenda:

  • Prestar muita atenção e não abrir arquivos ou anexos suspeitos recebidos de fontes desconhecidas;
  • Não baixar e instalar apps de fontes não confiáveis;
  • Não clicar em links recebidos de fontes desconhecidas e anúncios suspeitos;
  • Criar senhas fortes (longas) e não esquecer de alterá-las regularmente;
  • Sempre instalar as atualizações disponíveis, pois elas podem conter correções para problemas de segurança críticos;
  • Ignorar mensagens que solicitam a desativação de sistemas de segurança para software do Office ou software antivírus;
  • A utilização de uma solução de segurança eficiente

Cupons de desconto TecMundo:

via Novidades do TecMundo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *