Floyd Mayweather e DJ Khaled levam multa por promoção ilegal de criptomoeda

No ano passado, a Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC, em inglês) alertou várias celebridades que vinham promovendo a Bitcoin e outras criptomoedas que uma horas elas teriam que comprovar a natureza dessas receitas — incluindo posts patrocinados em redes sociais, que poderiam ferir leis federais. Agora, essa advertência se tornou uma ação contra o ícone do boxe Floyd Mayweather e o produtor musical DJ Khaled.

Ambos não divulgaram detalhes sobre os pagamentos recebidos da extinta firma de criptografia CentraTech e são acusados de participar do esquema de fraude com o objetivo de levantar verba para a oferta inicial de moedas (ICO, em inglês). A SEC descobriu que Mayweather levou US$ 100 mil para divulgar a CentraTech, bem como US$ 200 mil para estimular o ICO de outras duas moedas digitais. Já o DJ Khaled recebeu US$ 50 mil.

Tanto Mayweather quanto Khaled negam ações ilegais, porém, de acordo com a SEC, eles terão que devolver ou desistir desses montantes oferecidos pela CentraTech e ainda pagar uma multa adicional de US$ 300 mil para o primeiro e de US$ 100 mil para o segundo, mais os juros.

khaledFonte: Billboard

A SEC disse que a investigação segue em andamento e é possível que essas não sejam as únicas celebridades a responder por atividades duvidosas envolvendo criptomoedas. Steven Seagal que se cuide.

via Novidades do TecMundo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *