Waymo traz motoristas de volta a carros autônomos para testar reação humana

A Waymo vai colocar de volta seus motoristas de testes nos carros autônomos. A empresa, pertencente à Alphabet, havia recebido permissão para começar testes públicos de carros totalmente sem motoristas em vias públicas na Califórnia. Agora, de acordo com o Information, a companhia vai trazer de volta seus motoristas para fazer testes em vias públicas.

Isso não quer dizer que a empresa não confie em seu próprio sistema de condução autônoma de veículos. A proposta é outra. A Waymo vai instalar câmeras dentro dos carros para calcular o cansaço que o sistema pode criar nos motoristas. Com isso, a ideia é adicionar outras medidas de segurança para a direção autônoma.

Com a proposta, cada carro não terá somente um motorista, mas dois. Assim, outra pessoa vai servir de guia para ajudar a manter o motorista alerta durante os testes com o usuário dentro do carro.

Tais câmeras devem medir o que ambos passageiros estão fazendo e para onde estão olhando enquanto o carro faz manobras como mudança de faixa, curvas e saídas de vias.

Segundo rumores, a companhia deve começar a oferecer serviços de táxi na região de Phoenix ainda este ano. Contudo, a Waymo não confirma a informação.

Acidente

A decisão é curiosa, já que a fabricante informou, em novembro deste ano, que um acidente causado em setembro com um veículo autônomo da Waymo foi causado justamente por intervenção de um de seus motoristas.

O automóvel não trocou de faixa quando um carro invadiu a mesma região em que ele estava. Com isso, o motorista se assustou e tomou conta do volante. A verdade é que o motorista trocou de faixa sem olhar para o lado direito e bateu em um motociclista que vinha logo atrás com mais velocidade.

Tal acidente fez com que o CEO da empresa, John Krafcik, informasse que o próximo passo da adoção da tecnologia de carros autônomos seria a parte humana no processo e a falta de confiança no sistema.

Este pode ser um dos motivos que levou a empresa a buscar entender melhor como as pessoas reagem à tecnologia dentro do carro.

via Canaltech

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *