FBI, em parceria com empresas de tecnologia, desmascara quadrilha de cibercrime

Na última terça-feira (27), oito pessoas foram acusadas pelo Departamento de Justiça estadunidense de formar uma operação de fraude roubando dezenas de milhões de dólares em publicidade digital.

“Como alegado nos documentos judiciais, os réus usaram sofisticada programação de computadores e infra-estrutura para explorar a indústria de publicidade digital por meio de fraude”, explicou o procurador Richard P. Donoghue em um comunicado à imprensa. “Este caso envia uma mensagem poderosa de que este Escritório, junto com nossos parceiros de aplicação da lei, usará todos os nossos recursos disponíveis para visar e desmantelar esses esquemas caros e levar seus perpetradores à Justiça, onde quer que eles estejam”.

As investigações contaram com parceria do Google e da empresa de detecção de bots White Ops, 15 outras empresas de tecnologia como Adobe, Trade Desk, Amazon Advertising e Oath, além de firmas de segurança como a Malwarebytes, ESET, Proofpoint, Symantec, F-Secure, McAfee e Trend Micro.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Quase 1,7 milhão de PCs foram infectados pela fraude, que foi chamada de 3ve. Mais de 5 mil sites foram adulterados, além de 60 mil contas com empresas de publicidade, que permitiam que os cibercriminosos recebessem pagamentos pelos serviços fraudulentos. O FBI estima que cerca de US$ 19 bilhões foram movimentados por golpes envolvendo marketing digital no ano de 2018.

Fonte: Fast Company

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.

via Canaltech

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *