Após relatório da Citron Research, ações da Tesla fecham com alta de 12,7%

Esta terça-feira (23) foi um ótimo dia para os acionistas da Tesla: as ações da empresa fecharam com um aumento de 12,7%. O aumento veio logo depois de uma mudança no relatório da Citron Research que pegou a todos de surpresa.

Depois de cinco anos recomendando que as ações da Tesla sejam vendidas, Andrew Left, fundador da Citron, pela primeira vez recomendou que os investidores comprassem ações da empresa. Left até adicionou um comentário no relatório, dizendo que ele mesmo não acreditava no que estava escrevendo, mas que não dava para ignorar o que a empresa estava fazendo no mercado de carros elétricos.

O principal motivo para a mudança de posição é o fato de a Tesla estar dominando completamente o mercado de carros elétricos luxuosos, com o Model 3 e o Model S sendo os mais vendidos de suas categorias, e deixando para trás marcas mais tradicionais como Toyota, Honda, BMW e Mercedes.

Além do relatório positivo da Citron, a Tesla pretende revelar amanhã (24) os resultados do terceiro trimestre da companhia. De acordo com analistas, o trimestre apresentará o maior crescimento da empresa no último ano e meio, com um faturamento estimado de U$ 6,3 bilhões — o que representaria um crescimento de 126% comparado ao mesmo período do ano passado.

via Canaltech

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *