8 emojis inocentes que causaram ‘controvérsias’ entre os usuários

Você seria capaz de manter uma conversa numa rede social, com aquele seu amigo de infância, sem usar absolutamente nenhum emoji?

O homem chegou à lua em 1969… Mas, dizem as “más” línguas, que, em pleno 2018, as empresas de tecnologia ainda sofrem para criar emojis dignos de nosso tempo. Eles já foram alvo de piadas, frustração e até mesmo indignação e protestos. Neste artigo, vamos conhecer oito dessas figurinhas que revolucionaram a forma como nos comunicamos no mundo online, e que já foram motivo de polêmica.

1. Hambúrguer

Você prepararia um hambúrguer com o queijo embaixo da carne? Pois é, o equívoco foi cometido pela Google no lançamento do Android Oreo 8.0, e depois foi corrigido na versão 8.1.

2. Cerveja

Na mesma versão do Android, a Google ainda cometeu a gafe de colocar espuma na boca de uma caneca de cerveja que nem cheia estava. Bruxaria ou tecnologia?

3. Paelha valenciana

Um prato típico da Espanha e que a Apple quis “inovar” no iOS 10.2, em 2016, colocando ingredientes nada convencionais, como camarão, ervilhas e algo não identificado. A versão atualizada os substituiu por feijão branco e feijão verde.

4. Lagosta

No início deste ano (2018), a Unicode Consortium, a organização sem fins lucrativos que cria emojis e permite que as empresas de tecnologia cheguem aos projetos finais, lançou uma lagosta portadora de deficiência física. A coitada tinha apenas 4 pares de patas, ao invés de 5.

5. Salada

Outro emoji que deu o que falar no início de 2018… A salada da Google tinha uma fatia de ovo cozido. Isso seria o mais comum para pessoas com hábitos comuns. Entretanto, a comunidade vegana fez tanto barulho que fez com que a Google revisasse a bendita salada. Agora está tudo ok: uma salada com ingredientes unicamente vegetais.

6. “Sentindo-se gordo”

Em 2015, a bola da vez foi o Facebook, que resolveu adicionar um emoji com um rostinho um tanto inchado, e que servia para os usuários passarem a ideia de que haviam comido demais, mas que era descrito como “sentindo-se gordo”. A ideia não foi bem aceita na rede social, com vários usuários postando fotos com uma mensagem que dizia “gordo não é um sentimento”. Após as críticas, o site atualizou o emoji para “sentindo-se cheio”.

7. Skate

Este ano a Unicode fez a felicidade dos fãs de skateboarding ao lançar a figurinha de seu objeto predileto. Entretanto, o modelo escolhido parecia ter saído da década de 70. Depois disso, foi necessário que a lenda do esporte, Tony Hawk, os ajudasse a desenvolver um modelo mais moderno.

8. Bumbum de pêssego

No caso do pêssego da Apple, não teve jeito. No início ele era associado a um bumbum redondinho. Ela tentou consertar isso em 2016, mas foi em vão. Parece que o bumbum agradou mais os usuários do que a fruta em si. Eles reclamaram e a empresa voltou atrás, trazendo o “traseirinho frutificado” mais uma vez.

via Novidades do TecMundo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *