Game Boy Color completa 20 anos de seu lançamento neste domingo (21)

Em 21 de outubro de 1998 era lançado no Japão o Game Boy Color, da Nintendo, tomando o lugar do seu antecessor, o Game Boy clássico. O GBC trazia o diferencial de retrocompatibilidade, ou seja, ele já chegou às lojas com uma bibloteca de jogos muito maior do que qualquer uma da concorrência. Mas as inovações do lançamento não se limitavam ao acesso aos jogos do Gameboy: o novo console portátil trazia tela colorida de 32.768 cores possíveis e 56 cores em simultâneo, uma memória quatro vezes maior e a capacidade de processamento dobrada em relação ao seu antecessor, além de uma porta de comunicação por infravermelho para conexões sem fio, que foi removida no Game Boy Advance.

O Game Boy Color foi lançado depois de um ano sem nenhum lançamento de peso em consoles. A Nintendo achava que o Game Boy clássico e sua versão pocket estavam com um baixo índice de vendas e precisava ser repaginado para chamar a atenção do público. Ao optar pela retrocompatibilidade, a empresa conseguiu emplacar o Game Boy Color como o terceiro console mais vendido no mundo. Combinados, o Game Boy clássico e o GBC venderam 118,69 milhões de unidades.

Uma das edições limitadas do GBC trazia o minigame em plástico transparente rosa (Imagem: Reprodução / Google Imagens) 

Suas espicificações técnicas eram as seguintes: processador Z80 de 8 bits, memória interna de 32 Kbyte + 96 Kbyte VRAM e 256 Kbyte WRAM de memória externa, tela de LCD Sharp a cores de 44 x 39 mm e resolução de 160 x 140, com duas pilhas AA como fonte de alimentação que duravam por até 10 horas de jogo. O console portátil pesava apenas 138 g.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Quando foi descontinuado, em 2003, o Game Boy Color contava com um acervo de 576 jogos originais, além dos 1.049 jogos originais para Game Boy clássico. O último título lançado para o GBC no Japão foi One Piece: Maboroshi no Grand Line Boukenhen!.

Uma das versões mais desejadas do GBC, o Atomic Purple vinha com armação em plástico transparente (Imagem: Reprodução / Google Imagens)

O Game Boy Color tinha originalmente 5 cores diferentes: Teal (azul-petróleo); Dandelion (amarelo); Berry, (rosa); Kiwi (verde); e Grape (violeta). Além das cores originais, foram lançadas quase 50 edições especiais de cores diferentes, jogos, personagens e versões promocionais, inclusive uma variante com apenas uma unidade, produzida na Alemanha, para comemorar o lançamento de The Legend of Zelda: Ocarina of Time.

GBC edição ultraexclusiva (Imagem: Reprodução / Shutterstock)

O Game Boy Color também trazia algumas opções de paletas de cores a serem aplicadas nos jogos do seu homônimo monocromático de acordo com a seleção feita através de combinações de botões pressionados simultaneamente quando a logomarca do console aparecia pela primeira vez. Entretanto, com frequência ocorriam bugs quem deixavam os sprites evidentes por conta das cores diferentes do fundo.

BMO, personagem da animação Hora de Aventura, é inspirado no Game Boy Color Teal (Imagem: Reprodução / Cartoon Network)

Ser tão conhecido como o Game Boy Color tem suas vantagens: mesmo que o console não seja mais fabricado há anos, ele é considerado um item de colecionador, com exemplares usados sendo vendidos por até R$ 2.700 em sites brasileiros de compra online. Além disso, o console portátil também já virou estampa de roupas, de artigos de decoração, de sapatos e até personagem de série animada! Ou você nunca parou para pensar que a cor e os botões do personagem BMO, de Hora de Aventura, são bastante familiares?

Um novo sentido para “plataforma” (Imagem: Reprodução / Pinterest)

via Canaltech

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *