Facebook pode lançar um terceiro produto como parte da linha de smart displays

Na semana passada, o Facebook revelou (depois de alguns adiamentos ao longo do ano) seus dois primeiros smart displays: o Portal e o Portal Plus. Mas é possível que a empresa esteja se preparando para lançar um terceiro produto da linha, que, talvez possa se tratar de um set-top box para concorrer com aparelhos como o Apple TV.

Enquanto o Portal tem codinome Aloha e o Portal Plus foi chamado de Ohana antes de seu lançamento, a imagem abaixo divulgada pela "tipster" Jane Manchun Wong no Twitter mostra um terceiro aparelho, ainda misterioso, de codinome Ripley:

Contudo, ela também levanta a possibilidade de o Ripley não ser um dispositivo novo a ser lançado, mas, sim, apenas um aparelho para testes. Só que Rafa Camargo, vice-presidente do Portal no Facebook, disse ao TechCrunch que a empresa "já está investindo na expansão da linha de produtos" Portal, com mais novidades que "queremos lançar no próximo ano".

O Portal menorzinho custa US$ 199, enquanto a versão com display maior é vendida por US$ 349. Os aparelhos são equipados com telas sensíveis ao toque para facilitar os chats em vídeo e os streamings, com os dispositivos ficando posicionados em cima de uma mesa sem a necessidade de usar um acessório específico para isso (como acontece com tablets, por exemplo).

Já o Ripley, conforme o mercado já está especulando, pode ser um aparelho sem display, específico para ser conectado a um televisor e trazendo para a telinha da sala de casa mais opções de entretenimento, incluindo apps como Netflix, por exemplo. Ou, ainda, pode ser uma caixinha que, igualmente, ao ser plugada no televisor, o transforma em uma smartTV. Com algum aparelho do tipo, o Facebook pode competir ainda mais acirradamente com gigantes como Apple, Amazon e Google, por exemplo — fabricantes do Apple TV, Fire TV Stick e Chromecast, respectivamente.

Ainda, vale lembrar que o Facebook prometeu que não veiculará anúncios em seus dois aparelhos já lançados da linha Portal, ainda que os dispositivos coletem dados de seus usuários a fim de segmentar publicidade na rede social. Sendo assim, faz sentido imaginar um terceiro produto da linha, voltado à televisão e, portanto, capaz de reproduzir propagandas.

via Canaltech

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *