Startup de anúncios mobile é investigada pelo MP por rastrear dados de usuários

A startup pernambucana de anúncios mobile In Loco Tecnologia da Informação está sendo investigada pela Comissão de Proteção de Dados Pessoais do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios, o MPDFT.

O inquérito foi aberto na última terça-feira (11) para investigar o motivo de a empresa obter dados pessoais de 60 milhões de celulares brasileiros. Em nota, o MPDFT conta que foi desenvolvido um sistema de geolocalização de ambientes internos e externos, capaz de ser 30 vezes mais exato que o GPS.

Em declarações à imprensa, a In Loco contou que faz o rastreamento de smartphones quando o consumidor passa a interagir com as publicidades, gerando mensalmente 250 bilhões de novos pontos de localização. A precisão da tecnologia da In Loco é de entre um e dois metros, contando com mais de 500 aplicativos parceiros, como o Buscapé e Turma da Galinha Pintadinha. Quando estes apps são baixados, o usuário acaba autorizando o rastreamento de suas atividades em tempo integral.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

O inquérito do MPDFT é baseado na regulamentação do Marco Civil da Internet, e investiga o uso dos dados dos usuários para o envio de informações de geolocalização para a In Loco. A startup vai precisar responder 18 perguntas, que questionam quantos smartphones são rastreados pela empresa atualmente, a lista dos apps que coletam informações, como os dados são obtidos, desde quando isso vem acontecendo, entre outras questões.

Em nota, a empresa disse que vai responder a todos os questionamentos dentro do prazo previsto, afirmando ainda que trabalha com compromisso à legalidade e com a privacidade do usuário.

Fonte: UOL

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.

via Canaltech

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *