Preço de Tinder Gold e Plus variam conforme idade do usuário

Se você usa o Tinder e pensa em assinar uma das versões paga do aplicativo — Tinder Plus e Tinder Gold —, saiba que o valor pago por mês pode variar de acordo com o seu perfil de usuário. E esse perfil leva em conta um quesito básico para definir o preço: a idade de quem realiza a assinatura.

O Tinder Gold, por exemplo, serviço mais completo oferecido pela plataforma, custa mais caro conforme a idade do usuário, indo de R$ 25,90 para um homem de 21 anos que usa o iPhone para R$ 114,99 para uma mulher de 51 anos com Android. O levantamento foi feito pelo site do Tecnoblog e chegou ao seguinte panorama de variações.

  • Homem de 21 anos (iPhone): R$ 25,90
  • Homem de 21 anos (iPhone): R$ 48,90
  • Homem de 21 anos (iPhone): R$ 58,90
  • Mulher de 22 anos (iPhone): R$ 48,90
  • Homem de 23 anos (Android): R$ 56,99
  • Homem de 23 anos (iPhone): R$ 75,99
  • Homem de 27 anos (iPhone): R$ 58,90
  • Homem de 30 anos (Android): R$ 134,99
  • Mulher de 31 anos (Android): R$ 154,99
  • Mulher de 51 anos (Android): R$ 114,99

Como é possível notar, não há um padrão identificação para a precificação, com o mesmo perfil (homem de 21 anos usando iPhone) apresentando três variações de preço. Ainda segundo a publicação, a mesma situação se repete nos planos Tinder Plus, que em geral são mais baratos por serem mais simples.

Em nota, o Tinder afirmou que fatores como localização geográfica, duração da assinatura e promoção para novos assinantes podem influenciar no valor cobrado, o que explicaria parte da variação. Apesar de não assumir que idade do utilizador influencia no preço, a pesquisa deixa claro que essa característica é, sim, determinante na hora de definir quanto cobrar por uma assinatura, algo do qual a empresa já havia sido acusada em 2015.

Cupons de desconto TecMundo:

via Novidades do TecMundo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *