China fecha rede de apostas para Copa do Mundo que moveu US$ 1,5 bilhão em criptomoedas

Autoridades da China fecharam uma casa de apostas que utilizava os jogos da Copa do Mundo, para circular dinheiro entre os apostadores. O montante arrecadado passa de US$ 1,5 bilhão, contabilizado em apenas em criptomoedas.

Foto por goodegg0843/Flickr

As moedas virtuais aceitas para as apostas eram bitcoin, ethereum e litecoin. Até o momento da publicação deste artigo seis pessoas suspeitas de ligação com a rede foram presas. Policiais de Guangdong, no sudoeste da China, foram os responsáveis pela investigação e pelo fechamento da rede chinesa.

De acordo com o jornal South China Morning Post, a plataforma de apostas operava na dark web e aceitava apenas as moedas virtuais, deixando de lado o yuan – moeda oficial chinesa. Ao todo, durante os oito meses de funcionamento, a rede concentrava mais de 330 mil usuários ao redor do mundo, que eram gerenciados por 8 mil agentes que recebiam parte dos lucros como comissão e eram responsáveis por encontrar novos apostadores.

Em setembro do ano passado a China já proibiu todo tipo de oferta de moedas virtuais no país, alegando que muitos escândalos já trouxeram problemas sérios para a ordem financeira e econômica do país.

Este, ainda segundo a publicação, é o primeiro crime de apostas em esportes envolvendo criptomoedas na China. A polícia congelou um total de 5 milhões de yuan, ou pouco mais de US$ 747 mil, de várias contas que estão ligadas com a rede de apostas.

Com informações: South CHina Morning Post.

China fecha rede de apostas para Copa do Mundo que moveu US$ 1,5 bilhão em criptomoedas

via Tecnoblog

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *