Apple atualiza MacBook Pro e promete melhoria de 70% na performance

Fabricante reivindica salto na performance para a versão de 15 polegadas; Versão de 13 polegadas agora tem CPUs quad-core


A Apple revelou nessa quinta-feira (12) sua mais recente atualização para o Macbook Pro. Embora o design não tenha mudado, o novo laptop promete melhora em seu desempenho que poderá encantar editores de vídeo, produtores de áudio, animadores, desenvolvedores e outros profissionais. A linha de MacBook e MacBook Air da Apple e o MacBook Pro de 13 polegadas sem Touch Bar permanecem inalterados. 

Esse aumento de desempenho é fornecido pela oitava geração de processadores Core da Intel, além da mudança na RAM em uso e novos processadores gráficos. Agora, os usuários da Apple têm um gostinho do que o processador Coffee Lake pode fazer pelo Mac: a Apple reivindica um aumento de até 70% no desempenho do MacBook Pro de 15 polegadas, enquanto o MacBook Pro de 13 polegadas oferece um desempenho duas vezes maior. 

Em uma demonstração feita pela Apple, os editores da Elastic People (criadores do vídeo da música “Despacito”) falaram sobre como o novo MacBook Pro permitiu que eles parassem de usar proxies (cópias menores dos arquivos mestres) durante a edição no Final Cut Pro X. 

O que a nova linha tem de novidade 

Além dos novos processadores, a Apple agora está usando RAM DDR4, o que deve ajudar no desempenho. A quantidade máxima de RAM suportada aumenta para 32 GB no modelo de 15 polegadas, o dobro do MacBook Pro anterior. Na versão de 13 polegadas, a memória RAM continua em 16 GB. 

O MacBook Pro traz uma bateria maior, mas, de acordo com os representantes da Apple, as demandas de energia da implementação de RAM DDR4 fazem com que não haja ganho na duração da bateria. 

O novo laptop possui um processador T2 que a Apple usa para processos dedicados. A novidade na funcionalidade do T2 é o suporte para que o computador, assim como o iPhone, possa acionar a Siri a partir da frase “Hey Siri”. 

A Apple fez, também, algumas mudanças externas. O True Tone, um recurso originado no iPhone, está agora nos visores e barra de toque do MacBook Pro Retina. Com ele, o dispositivo pode detectar a luz ambiente e ajustar as cores para que as imagens pareçam consistentes. 

E, talvez, a novidade mais esperada: seu teclado foi aprimorado para ficar mais silencioso do que antes. 

MacBook Pro de 15 polegadas 

Os preços começam em US$ 2.399. Confira os principais componentes: 

Processadores Intel Core i7 e Core i9 de 6 núcleos, com velocidades de até 2.9GHz (Turbo Boost até 4.8GHz) 

Configuração básica de 16 GB de RAM DDR4 (máximo de 32 GB) 

Subsistema gráfico Radeon Pro de 4 GB 

Armazenamento SSD máximo de 4 TB 

Quatro portas Thunderbolt 3 

MacBook Pro de 13 polegadas 

Os preços começam em US$ 1.799. Confira os principais componentes: 

Processadores quad-core Intel Core i5 e i7, com velocidades de até 2.7GHz (Turbo Boost até 4.5GHz) 

Configuração básica de 8 GB de RAM DDR4 (máximo de 16 GB) 

Intel® Iris Plus 655 integrada com placa gráfica 655 com 128MB de eDRAM 

Armazenamento SSD máximo de 2 TB 

Duas portas Thunderbolt 3 

Disponibilidade

Os novos MacBooks já estão disponíveis no site oficial da marca. Entretanto, sua venda no Brasil ainda não foi liberada. A Apple informou que as vendas no Brasil se iniciam “em breve”. 

 

via IDG Now!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *