Jovens estão constantemente expostos a conteúdos sexuais não solicitados na web

De acordo com um estudo publicado no Journal of Adolescent Health, um em cada cinco jovens entre 9 e 17 anos é exposto a conteúdos sexuais pela internet, mesmo que não tenha procurado por este tipo de coisa especificamente. E isso acontece mesmo em países em que há um controle quanto à pornografia online, como é o caso do Reino Unido.

Há plataformas que conseguem burlar controles parentais, por exemplo, e oferecem conteúdo explícito a menores em suas andanças pela web. A investigação também descobriu que um em cada nove adolescentes recebe solicitações indesejadas na rede envolvendo conteúdo sexual, seja por meio de e-mails, imagens e vídeos que abrem em pop-up, e sites com anúncios recheados de nudez exposta e incitação a sites pornográficos.

Ainda, o estudo mostra que jovens também recebem convites para participar de chats privados com conteúdo impróprio para suas idades, sendo que, nessas conversas, é comum que sejam solicitadas imagens privadas — o que, dependendo da idade do usuário, pode caracterizar crime de pedofilia.

Os especialistas tiveram acesso a informações de mais de 50 mil jovens dos Estados Unidos, Europa e Ásia, mas não conseguiram descobrir a identidade de quem pediu aos adolescentes para participarem de tais chats. Sendo assim, não se sabe o percentual de adultos que encabeçam esse tipo de coisa, sendo que adolescentes também podem estar por trás dessas ações.

Contudo, o estudo também mostrou um lado ligeiramente positivo. Os pesquisadores descobriram que, apesar de tudo, a quantidade de conteúdos sexuais que são oferecidos a jovens pela internet caiu em 1% entre 2005 e 2015. Mas, como a pesquisa foi feita usando informações coletadas até o ano de 2016, ainda não se sabe exatamente como está esse índice hoje em dia.

Fonte: TIME

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.

via Canaltech

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *