Cabify está cobrando viagens por tempo e distância percorrida, assim como o Uber

Desde o final do ano passado, o Cabify passou a adotar tarifas dinâmicas, tal como o Uber e 99. Agora, temos outra mudança: o cálculo também vai levar em conta a duração do trajeto, não só a distância percorrida… tal como o Uber e 99.

Em comunicado distribuído aos usuários, o Cabify avisa que “agora nossos valores respeitam a distância e o tempo”. Assim como antes, você terá uma estimativa do valor antes de iniciar a corrida.

cabify

Em São Paulo, o Cabify Lite está cobrando tarifa básica de R$ 2,85, mais R$ 1,60 por quilômetro e R$ 0,29 por minuto. O valor mínimo é de R$ 8,10.

Isso significa que qualquer corrida equivalente será mais cara que no UberX, que cobra valores menores: a tarifa básica é de R$ 2, mais R$ 1,40 por quilômetro e R$ 0,26 por minuto. A corrida mínima é de R$ 7.

Fizemos as contas e notamos que, para viagens curtas e médias, o Cabify vai cobrar um pouco mais caro que no cálculo antigo. No entanto, para viagens longas, o valor é menor. (Isso não leva em conta eventuais tarifas dinâmicas.)



Antes, a cobrança do Cabify não levava em conta a duração do trajeto, porém era mais complicada. Esses eram os valores antigos para a cidade de São Paulo:

  • tarifa-base de R$ 2,60, ou R$ 4,60 em horários de pico (das 6h às 10h e das 17h às 21h);
  • R$ 3 por quilômetro percorrido até 6 km;
  • R$ 2 por quilômetro percorrido entre 6 km e 25 km;
  • R$ 3 por quilômetro percorrido acima de 25 km.

No Brasil, o Cabify aceita cartão de crédito ou PayPal; não é possível realizar pagamentos em dinheiro nem recarga pré-paga.

Comunicado que Cabify enviou aos clientes sobre a mudança

Cabify está cobrando viagens por tempo e distância percorrida, assim como o Uber

via Tecnoblog

Deixe uma resposta