Após reclamações, Tesla promete melhorar notificações de piloto automático

A divisão de carros elétricos da Tesla não vive um bom momento. A companhia demitiu recentemente 9% de seus funcionários e vem sendo criticada ultimamente, tanto por conta dos acidentes com seus veículos, quanto pelo recurso de piloto automáticoElon Musk distribuiu recentemente uma atualização dessa ferramenta, em sua versão número 2018.21.9, mas, ao que parece, ela não saiu do jeito que deveria e vem gerando reclamações de boa parte dos usuários.

Com a nova edição do software, o veículo emite um alerta a cada 15 ou 20 segundos quando não detecta as mãos do condutor no volante. A medida vem para a empresa ficar em dia com as recomendações de segurança — e teoricamente diminuir as colisões de motoristas que ficam totalmente alheios ao ligar o Autopilot, um recurso semiautônomo.

Acontece que vários consumidores vêm dizendo que é preciso segurar firme na direção para que o computador detecte que tem alguém ali.

Musk adiantou que vai ajustar o programa e a ideia é que o computador indique quando o usuário precisa tocar com menos ou mais força no volante. Ainda que a resposta do CEO tenha sido imediata, já tem gente não gostando muito disso tudo — afinal, de que serve um piloto automático se você precisa ficar pressionando a direção, alterando a pressão do toque, constantemente?

Bem, pelo menos por enquanto, os donos dos automóveis Tesla vão ter que se adequar com a novidade, pois a companhia já sabe que muitos deles vêm conseguindo hacker o sistema e fingir que estão com a mão no volante. Afinal, tudo o que Musk não quer agora são mais acidentes envolvendo o Autopilot.

via Novidades do TecMundo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *