Nova tecnologia dos processadores Intel utilizará chip gráfico integrado para escanear malwares

William R. Plaza criou há mais de 42 minutos

0

Intel Threat Detection Technology, esse é o nome da nova tecnologia da Intel que visa uma mudança significativa na forma como um software de segurança realiza o scanner na busca por arquivos maliciosos. Ao invés da tradicional responsabilidade do scan ficando por conta da CPU, essa tecnologia faz o chip gráfico integrado, a iGPU, assumir a dianteira, permitindo que o a carga da CPU seja reduzida nessa tarefa de 20% para 2%.

Accelerated Memory Scanning

A tecnologia é dividida em dois recursos, o primeiro é o Accelerated Memory Scanning, ponto principal da tecnologia, referente ao scan realizado pelo chip gráfico. Obviamente para o funcionamento é preciso alguns pré-requisitos: a companhia pelo software de segurança precisa implementar o recurso, e o usuário precisa no mínimo de um processador Intel Core de 6ª geração (Skylake).

O primeiro software de segurança a implementar essa tecnologia da Intel é o Microsoft Windows Defender Advanced Threat Protection’s (ATP), versão do Windows Defender voltada para clientes corporativos. Há planos de expandir a compatibilidade do recurso com outros softwares.

Advanced Platform Telemetry

Advanced Plataform Telemetry é a segunda tecnologia que integra o Intel Threat Detection Technology, ele é usado para detectar ameaças de segurança avançadas usando algoritmos de aprendizado de máquina. Esse recurso também atua reduzindo a frequência de falsos positivos. O primeiro produto usando o novo recurso será a plataforma Cisco Tetration, que fornece segurança de data center e proteção de carga na nuvem.


Siga o Hardware.com.br no Instagram

Sem comentáriosPostado há mais de 42 minutos por William R. Plaza

via Hardware.com.br

Deixe uma resposta