iPhone X é à prova d’água?

A Apple lançou o iPhone X em 3 de novembro de 2017 com especificações de tirar o fôlego. Nas cores cinza-espacial ou prateado, tem opções de 64 GB ou 256 GB de armazenamento, tela OLED Super Retina de 5,8”, processador Apple A11 Bionic hexa-core, câmera traseira de 12 e frontal de 7 megapixels, bateria que pode durar até 21 horas e, seguindo a tendência dos smartphones linha premium, IP67 (norma IEC 60529).

“O iPhone X é construído com o vidro mais resistente já usado em um smartphone — na frente e atrás. Ele tem moldura de aço inoxidável de qualidade cirúrgica, recarga sem fio e toda a estrutura é protegida contra água e poeira”, diz o texto comercial no site da Apple.

Repare que há uma observação no final: o iPhone X é resistente à água, respingos e poeira e foi testado em condições controladas em laboratório. A resistência à água, respingos e poeira não é uma condição permanente e pode diminuir com o tempo. A Apple pede ainda que o usuário não tente recarregar um iPhone molhado e diz que danos decorrentes de contato com líquidos não estão inclusos na garantia do celular.

O iPhone X é à prova d’água?

Em artigo dedicado a resistência a respingos, água e poeira do iPhone 7 e posteriores (o que inclui iPhone 7 Plus, iPhone 8, iPhone 8 Plus e iPhone X), a Apple explica que o celular foi classificado como IP67: é resistente à água respeitando condições específicas.

Os níveis de classes de proteção IP ou grau de proteção IP são padrões internacionais, valem para toda a indústria e foram definidos pela norma IEC 60529, publicada pela International Electrotechnical Commission (Comissão Eletrotécnica Internacional), a IEC.

A proteção IP — Ingress Protection (ou Proteção à Entrada, em tradução livre), foi criada para classificar o grau de proteção de produtos eletrônicos (hardware) expostos à água e poeira. Esse índice é sempre composto por dois números: o primeiro referente à pó, e o segundo a líquido. Para ser à prova de poeira, o primeiro dígito precisa ser igual a seis.

No que diz respeito ao segundo dígito, veja a tabela de classificação:

0 – Não protegido ou testado (x);

1 – Protegido contra gotas que caiam na vertical;

2 – Protegido contra gotas que caiam na vertical com corpo inclinado a até 15°;

3 – Protegido contra borrifos de água;

4 – Protegido contra jorro de água (fonte fluída);

5 – Protegido contra jatos de água;

6 – Protegido contra jatos potentes de água;

7 – Protegido contra imersão temporária em água de até 1 metro por até 30 minutos;

8 – Protegido contra a imersão contínua em água de até 1,5 metro por até 30 minutos;

9 – Protegido contra água proveniente de jatos de vapor e alta pressão.

O iPhone é IP67, você pode submergir o dispositivo até 1 (um) metro de profundidade, durante no máximo 30 minutos, por sua própria conta e risco. Dano por líquido não é coberto pela garantia e a própria fabricante dá algumas dicas do que não fazer.

  • Nadar ou tomar banho com o iPhone;
  • Expor o iPhone a água pressurizada ou em alta velocidade (chuveiro);
  • Praticar esportes aquáticos com o iPhone;
  • Usar o iPhone em sauna, seca ou a vapor;
  • Submergir o iPhone em água intencionalmente;
  • Operar o iPhone fora das faixas de temperatura sugeridas;
  • Operar o iPhone em condições de extrema umidade;
  • Deixar cair ou sujeitar o iPhone a outros impactos;
  • Desmontar o iPhone, incluindo a remoção de parafusos.

Posso me divertir com o iPhone X na praia e na piscina?

Você deve estar pensando: OK, então eu posso tirar fotos debaixo d’água na praia e na piscina? Não. Primeiro porque não é indicado nadar com o smartphone e segundo que praias (água do mar) e piscinas (água com componentes químicos) não fazem parte dos testes de IP que considera apenas a água doce, que não danifica nem provoca reações.

A Apple reforça quais são as situações de perigo:

“Minimize a exposição do iPhone a sabão, detergentes, ácidos ou alimentos de alta acidez e qualquer líquido, por exemplo, água salgada, água com sabão, água de piscinas, perfumes, repelentes contra insetos, cremes, protetor solar, óleos, removedores, tintura para cabelo e solventes. Se o iPhone entrar em contato com qualquer uma dessas substâncias, limpe-o”, diz a Apple. Use água doce (limpa).

Como a proteção IP67 pode ajudar?

Pegar uma chuva, passar por uma cachoeira em uma trilha, deixar o iPhone cair na pia do banheiro e outras situações que envolvam água limpa não será um problema.

Caso você deixe o iPhone X cair em um sanitário ou banheira, ou ocorrer uma queda rápida em uma piscina, em que o tempo de mergulho e profundidade sejam reduzidos, provavelmente você poderá recuperar seu telefone, ainda que água salgada e cloro não sejam recomendados. Por outro lado, caso danifique, a garantia não cobrirá o reparo.

iPhone X é à prova d’água?

via Tecnoblog

Deixe uma resposta