Google pretende implementar e-mails autodestrutivos no Gmail

Na manhã da última quinta-feira (12), a Google começou a apresentar a nova interface do Gmail para um grupo seleto de usuários. O design do serviço está realmente mais bonito, mas engana-se quem pensa que a reformulação será apenas visual — a Gigante das Buscas também está preparando alguns recursos inéditos bem interessantes, e o TechCrunch conseguiu obter detalhes de algumas dessas novidades.

De acordo com as fontes do site, a plataforma ganhará uma função de e-mails autodestrutivos, permitindo que o remetente envie uma mensagem com uma data de validade definida em dias, semanas, meses ou anos. Após esse período, o conteúdo enviado deixa de ser acessível. Ao que tudo indica, o nome do recurso será “Confidential Mode” (ou Modo Confidencial).

Além de expirar após um tempo predeterminado, e-mails confidenciais não poderão ser encaminhados, copiados ou impressos, impedindo que a mensagem seja retransmitida para pessoas não-autorizadas. Aparentemente, também há a possibilidade de trancar o tópico com um token que seria enviado por SMS ao destinatário, sendo necessário inserir o código para visualizar seu conteúdo.

É possível adicionar uma senha para abrir as mensagens (Reprodução: Canaltech)

Trata-se de um recurso semelhante ao que já existe no ProtonMail — porém, é importante observar que a Google não menciona qualquer tipo de criptografia ponta-a-ponta em tal funcionalidade. Isso significa que, por mais “confidenciais” que os e-mails sejam, eles ainda podem ser lidos pela própria Gigante das Buscas, tornando-os inseguros para determinadas conversas sigilosas.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.

via Canaltech

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *