Spotify lança sistema de assinatura compartilhada com o Hulu

O Spotify lançou, nos Estados Unidos, um sistema de assinatura combinada com o Hulu, um dos principais serviços de streaming de séries de TV. Novos e antigos assinantes da versão premium da plataforma de música agora terão desconto na mensalidade da plataforma parceira, pagando apenas US$ 0,99 (cerca de R$ 3,50) por ela nos primeiros três meses.

Depois desse período, o valor total sobe um pouco. Dos US$ 10,99 que estavam sendo pagos antes, aproximadamente R$ 37, os usuários passam a pagar um total combinado de US$ 12,99, mais ou menos R$ 44. Ainda assim, é um valor consideravelmente mais baixo que o usual, já que, adquiridos separadamente, as duas plataformas custariam US$ 18 por mês, cerca de R$ 61 em uma conversão direta.

Na oferta, o valor do Spotify permanece inalterado. O plano pessoal, por exemplo, continua saindo por US$ 9,99, com um desconto de mais de 85% sendo aplicado no primeiro trimestre. Depois, a vantagem diminui, mas os usuários permanecem pagando 50% a menos no Hulu caso também sejam membros da versão premium da plataforma musical.

De acordo com o Spotify, os descontos estarão disponíveis “indefinidamente” e, pelo menos, até o fim do verão americano, que termina em julho. Além disso, ao contrário do que normalmente acontece, a promoção da vez também está disponível para os assinantes correntes, bastando apenas que eles adicionem a assinatura do serviço de streaming de TV a seus pacotes.

A parceria, inclusive, é focada justamente naqueles que não se interessam mais pelos caros e desnecessariamente expansivos pacotes de televisão por assinatura. Os “cord cutters”, ou “cortadores de cabo”, como são chamadas as pessoas que estão trocando os pacotes pagos por serviços online, são um dos principais públicos-alvo de plataformas como Hulu e Netflix.

Essa preocupação com a economia, inclusive, foi o que motivou a união entre Spotify e Hulu, que não estão juntos pela primeira vez. Desde setembro as empresas oferecem um pacote de baixo custo, exclusivo para estudantes, em que as assinaturas dos dois serviços saem por apenas US$ 5,99, pouco mais de R$ 20. O sucesso da empreitada, afirma a empresa de streaming de música, motivou a abertura de novos pacotes do tipo.

A parceria entre Spotify e Hulu, porém, não está disponível no Brasil, pois o serviço de streaming de séries não funciona por aqui. Em nosso país, também não existem promoções semelhantes para assinatura combinada de serviços, com a plataforma criando uniões apenas em campos comerciais ou de divulgação.

Apesar de esta ser a primeira união efetivamente confirmada, pelo menos no campo financeiro, outras uniões são alvo de rumores há tempos. A Sony, por exemplo, foi bastante comentada quando transformou o Spotify no serviço oficial de música para a plataforma PlayStation, com muitos acreditando e desejando que uma assinatura da Plus, que permite jogar online e dá outras regalias para usuários do PS4, garantisse também a entrada no serviço premium da empresa musical.

Outras alianças envolvem nomes como a plataforma de comunicação para jogos Discord; a companhia aérea Virgin, que disponibiliza playlists e o catálogo do serviço nos voos; e a rede de cafeterias Starbucks, que permite que clientes de algumas lojas indiquem músicas para serem tocadas nos alto-falantes dos estabelecimentos.

Fonte: CNN Money

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.

via Canaltech

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *