ICQ, MSN, Winamp: 10 softwares que marcaram os anos 1990 / 2000

Se você é uma daquelas pessoas que cresceu na frente do computador e sofria com a internet discada, esse Top Tech foi feito para você!

Lá nos primórdios na internet discada nos computadores pessoais, os jovens começaram a deixar os seus passatempos offline para trás para explorar tudo o que a web tinha a oferecer.

Nela, começamos a conversar com pessoas desconhecidas na frente de uma tela, começamos a ouvir a música que queríamos sem precisar comprar um CD (ou uma fita), e ainda chegamos a nos aventurar em programas para criar sites.

Bons tempos, não concordam? Agora, para a nostalgia ficar ainda maior, separamos 10 softwares que fizeram a nossa cabeça dos anos 1990 e 2000!

1 – Winamp

Desenvolvido pela Nullsoft em 1997, o Winamp é um player de música que reproduz áudios e vídeos nos formatos MPEG, MP3, MID, MOD, WAV, AIF, WMA E FLV. Isso, na época, era considerado uma preciosidade para os amantes dos computadores e suas infinitas possibilidades.

Com players como o Winamp, não era mais precisa inserir uma mídia no PC para curtir o seu som favorito, bastava copiar no seu HD.

2 – RealPlayer

Na mesma pegada do Winamp, o RealPlayer foi lançado um pouco antes, em 1995, mas também executava áudio e vídeo.

Hoje, o programa ainda existe com a mesma finalidade, só que um pouco mais modernizado.

3 – MSN Messenger

“Oi, me passa seu MSN”?

Você já deve ter ouvido muito essa pergunta a cada vez que conhecia pessoas novas nos anos 2000, certo? O mensageiro se tornou gigantemente popular na época, andando lado a lado do Orkut, criando um combo tecnológico e social que durou por muitos anos.

O MSN Messenger ganhou plugins, GIFs, conversas por vídeo, opção de exibição de músicas no status e muitas outros recursos que ainda eram novidade na época.

O mensageiro chegou ao seu fim em abril de 2013.

4 – Napster

O Napster foi fundado em 1999 e teve apenas três anos de vida. O programa foi um dos primeiros serviços de música a se tornar popular, muitos e muitos anos antes do Spotify. A plataforma funcionava no esquema P2P, então as faixas musicais eram baixadas diretamente do computador de outra pessoa.

Mas, se você tem saudades do Napster, o programa voltou em 2016, agora legalmente, por uma assinatura de R$ 17,90 ao mês.

5 – eMule

O eMule é um serviço de download que nasceu em 2002 está disponível até hoje. Foi nele que foram baixados os seus primeiros títulos de séries, filmes, músicas e muito mais.

Hoje, em sua versão atual, o eMule permite também o download de torrents.

6 – Kazaa

O Kazaa, assim como o eMule, também foi uma plataforma de compartilhamento de arquivos, principalmente de música, causando dor de cabeça nas gravadoras.

Mas, apesar da ilegalidade, o Kazaa também favorecia muitas bandas independentes e que não tinham intenções comerciais.

7 – mIRC

Qual é o adolescente que nunca personalizou um “nick” impronunciável, chamou alguém para conversar no “pvt” no mIRC ou ainda passou horas se divertindo nos canais de bate-papo?

Criado em 1995, o mIRC era o ponto de encontro virtual dos jovens. Com a plataforma, o usuário podia ter suas primeiras conversas em tempo real, fossem elas em janelas privadas ou em chats.

O mIRC competiu a sua popularidade com o ICQ, que nasceu um ano depois.

8 – ICQ

Chegou a hora dele, o saudoso ICQ. Apesar de chegar depois do mIRC, o programa  ganhou uma popularidade gigantesca no Brasil e se tornou um dos motivos de a conta de telefone custar uma fortuna no fim do mês.

O som que mais lembra o ICQ é o clássico “UH-OH”, que anunciava a chegada de uma nova mensagem e deixava qualquer um nervoso de ansiedade para saber de quem era.

Agora, uma curiosidade: você sabe o que significava a sigla ICQ? Pronunciando as três letras em inglês, a frase que surge é “I seek you”, que significa “eu procuro você”. Seria o início da era do stalk?

9 – Soulseek

O SoulSeek foi criado em 2002 para o compartilhamento de arquivos, assim como os nossos outros softwares preferidos que citamos antes.

Você sabia que ele existe até hoje? Sim, você pode baixar o programa tranquilamente no seu computador mais que moderno para fazer os seus downloads.

10 – PageMaker

Quando todo mundo começou a não viver mais sem internet, todo mundo queria ter o seu próprio site, além do Flogão e do Fotolog, é claro. E foi nessa moda que muitas pessoas começaram a descobrir a sua carreira na internet, enquanto outras estavam ali apenas pela diversão.

O PageMaker, desenvolvido pela Adobe, foi lançado ainda em 1985, mas bombou nos anos 2000. Ele permitia que a pessoa criasse peças gráficas com recursos que iam além do Word, da Microsoft, mostrando para todo mundo as suas capacidades de design e diagramação.

Gostaram da nostalgia? Compartilhe com a gente nos comentários qual software faltou aqui e você colocaria na sua lista de preferidos.

Gostou desse vídeo?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.

via Canaltech

Deixe uma resposta