Uber anuncia aquisição de serviço de compartilhamento de bikes elétricas

Usuários do Uber, em São Francisco, já conseguiam encontrar uma das bicicletas da Jump Bikes por meio do aplicativo


A Uber anunciou nesta segunda-feira (9) a aquisição do serviço de compartilhamento de bicicletas elétricas Jump Bikes

Fundada em 2010, em Nova York, enquanto Social Bicycles, a Jump lançou em 2017 um modelo diferenciado para usuários compartilharem uma nova frota de e-bikes. Diferente de concorrentes, o serviço batizado de JUMP não exige que seus usuários devolvam as bicicletas em estações fixas. Elas são desbloqueadas e bloqueadas usando um aplicativo e podem ser deixadas em qualquer bicicletário, tendo em vista que sua localização é rastreada via GPS. Além disso, as bicicletas são elétricas, o que permite poupar esforços físicos dos pedalantes.

O serviço de compartilhamento das bicicletas elétricas foi lançado em São Francisco e em Washington. Na cidade californiana, a Jump Bikes já havia integrado o serviço com o aplicativo da Uber, dando aos usuários deste a alternativa entre pedir um carro ou ainda encontrar uma das bicicletas vermelhas da Jump.

Em comunicado, o CEO da Uber, Dara Khosrowshahi, disse que o acordo avança no objetivo da Uber em oferecer a “maneira mais rápida e acessível de chegar onde você quer, seja em um Uber, em uma bicicleta, no metrô ou mais que isso”. 

“Estamos empolgados em começar nosso próximo capítulo e em desempenhar um papel importante na transição do Uber para uma plataforma multimodal” e ajudar a “substituir milhões de viagens de carros por bicicletas”, disse em nota Ryan Rzepecki, presidente-executivo da Jump.

As empresas não divulgaram os termos do acordo. Segundo informações da Reuters, cerca de 100 funcionários da Jump vão se juntar a Uber. 

 

 

via IDG Now!

Deixe uma resposta