Intel pode investir em acelerador de mineração para criptomoedas

mundo do Bitcoin e das suas possibilidades ainda é um território desconhecido a ser desbravado. Os exemplos de êxito e prejuízo se espalham cada vez mais.  

1

No entanto, ainda há quem queira apostar algumas fichas nesse novo negócio. O exemplo mais recente é o da Intel, que pretende criar um hardware próprio para a mineração de Bitcoin. 

Patente de 2016 sugere intenções da Intel

A publicação da novidade foi feita por conta da oficialização de uma patente descrita como aceleradora capaz de otimizar mensagens e arquivar dados. Embora o registro da patente tenha ocorrido em setembro de 2016, foi apenas recentemente, em março de 2018, que o arquivo foi descoberto.

2

A revelação ocorre em um momento que a corrida pela criptomoeda envolve empresas de grande porte em todo o planeta. O advento da moeda surgida e manipulada exclusivamente no ambiente digital nos últimos meses foi capaz de valorizar e desvalorizar grandes marcas no mercado, provocando incertezas quanto à forma adequada de investimento.

Intel aposta em Bitcoin enquanto marcas recuam

Embora a aposta em criptomoedas esteja marcando presença em vários investimentos no ramo tecnológico, existem marcas que relutam e não investirão tão cedo na área, com receio de que a moda possa ser passageira.

3

Ainda que exista esse risco no mercado de um modo geral, a Intel nada contra a corrente e acredita que o investimento em hardwares voltados para a área, como a produção de aparelhos de jogos, trará um retorno positivo.

Com a revelação do registro da patente, vale aguardar para ver se a Intel vai tirar o plano do papel e inserir no mercado produtos dedicados à moeda digital.

Cupons de desconto TecMundo:

via Novidades do TecMundo

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: