YouTube vai melhorar segurança em seus escritórios após tiroteio na Califórnia

Na última terça-feira (3), uma mulher armada invadiu a sede do YouTube e abriu fogo contra três pessoas. Logo depois, ela foi encontrada morta, aparentemente por suicídio. Pouco mais de um dia depois do ocorrido, a empresa liberou um comunicado e se comprometeu a oferecer mais segurança aos seus escritórios em todo o mundo.

Segundo o YouTube, o objetivo é tornar os escritórios “mais seguros não apenas a curto prazo, mas a longo prazo”. As medidas concretas para alcançar esse objetivo ainda não foram divulgadas. A companhia se resumiu a dizer que está analisando detalhes do ataque.

“Passamos as últimas 24 horas coletando fatos para entender melhor a sequência de eventos e queríamos transmitir o que sabemos até o momento”. A empresa esclareceu que a atiradora não chegou a entrar no prédio. Ela cometeu os disparos no pátio externo após ter acesso à sede pelo estacionamento.

A atiradora foi identificada como Nasim Aghdam, de 38 anos de idade. Ela tinha ao menos quatro canais no YouTube, com menos de 100 mil inscritos no total. Em seus últimos vídeos, ela se queixava da desmonetização de seus vídeos e da queda do alcance que eles tinham na plataforma. O Tecnoblog detalhou as informações disponíveis sobre Nasim Aghdam até o momento.

YouTube vai melhorar segurança em seus escritórios após tiroteio na Califórnia

via Tecnoblog

Deixe uma resposta