Microsoft OneDrive ganha proteções contra ransomware

Novo recurso da empresa permite que usuários “voltem” os arquivos hospedados na plataforma para versões não infectadas.


Se o seu PC for infectado com ransomware, ele irá se espalhar de arquivo para arquivo, criptografando todos até que você pague aos criminosos pela chave digital. Mas o ransomware também pode se espalhar entre os seus documentos armazenados na nuvem – e é isso que as novas proteções da Microsoft para o OneDrive tentam resolver. 

A empresa de Redmond anunciou nesta quinta-feira, 5/4, a habilidade de “voltar” os arquivos hospedados no OneDrive para versões armazenadas há um mês, para te ajudar a voltar a um ponto antes de eles terem sido infectados por malware. A companhia também disse que utilizará seus sistemas automatizados de detecção de ameaças para descobrir quando o ransomware começou a infectar esses arquivos e te alertar via smartphone que uma infecção aconteceu.

A Microsoft também anunciou proteções adicionais para ler e compartilhar arquivos armazenados no OneDrive e enviados via Outlook.com, a versão baseada na web do Outlook – incluindo e-mails criptografados.

No entanto, as novidades todas só estão disponíveis para os assinantes do serviço Office 365, que também oferece acesso a outros aplicativos da organização, como Word, Excel e PowerPoint. As proteções para o Outlook ainda não estão disponíveis para a versão Office 365 do app. 

“Com a crescente presença e sofisticação das ameaças on-line como vírus, ransomware e golpes de phishing, é cada vez mais importante contar com as ferramentas e as proteções corretas para ajudar a proteger os seus aparelhos, informações pessoais e arquivos para que não sejam comprometidos”, afirmou o VP da divisão Office, Kirk Koenigsbauer, em um post no blog da gigante.

O que isso significa para você

Apesar da navegação inteligente e outras boas práticas na Internet serem a sua primeira defesa contra diferentes tipos de malware, incluindo ransomware, essas ameaças estão por aí. E se um ransomware infectar o seu PC, ele tentará infectar outros computadores da sua rede, incluindo conexões persistentes com o armazenamento na nuvem. 

Apagar todos os seus arquivos e atualizar o PC poderia ser uma solução interessante – se não significasse perder todos os seus arquivos. A Microsoft está anunciando o OneDrive como uma solução para isso: faça upload de todos os seus arquivos críticos agora, antes do PC ser infectado. E, mesmo que o esconderijo do OneDrive seja infectado, você poderá acessar uma versão mais antiga e não infectada dos documentos.

Proteções na nuvem

A novidade é que a Microsoft adaptou a sua funcionalidade Files Restore – antes disponivel apenas para o OneDrive for Business – e a trouxe para as assinaturas de consumidores finais do Office 365. Não apenas a Microsoft vai detectar um ataque, mas você será notificado por qualquer canal de comunicação que a empresa usaria normalmente para te enviar mensagens: e-mail, notificação pop-up e outras opções. 

Depois, você poderá acessar o OneDrive e essencialmente “voltar” para um dia anterior. Você vai querer escolher um dia antes de a Microsoft ter te alertado sobre o ataque, obviamente. 

A companhia também avançou as medidas de segurança dentro do Outlook. Agora é possível proteger com senhas os links para arquivos ou pastas. Isso é bastante útil. Anteriormente, não existia realmente uma maneira de proteger os links de serem compartilhados com qualquer pessoa. Segundo a Microsoft, tanto a detecção de ransomware quanto as proteções para os links já estão disponíveis.

Se você está preocupado com esses links sendo encaminhados, a Microsoft também começou a resolver isso. No Outlook.com, você agora tem a opção de criptografar um arquivo ou evitar que ele seja encaminhado, ou as duas coisas ao mesmo tempo.

O compartilhamento de links protegidos por senhas, a criptografia de e-mails e a prevenção contra o encaminhamento de links começarão a ser liberados nas próximas semanas, de acordo com a Microsoft.

via IDG Now!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *