Inteligência artificial promete fazer jornalismo 100% imparcial

Inteligência artificial promete fazer jornalismo 100% imparcial

O sistema vasculha todos os principais sites em busca de informações e escreve um texto com três versões: favorável, crítica e neutra

Em meio a tantos debates sobre fake news e polarização política, as pessoas estão cada vez mais céticas com os veículos de comunicação tradicionais. Uma startup dos EUA diz ter a solução para isso: um robô jornalista, supostamente capaz de escrever notícias com 100% de imparcialidade. A empresa se chama Knowhere, e criou um bot que lê sites de notícias para determinar quais são os temas mais importantes no momento.

A partir daí, o software escreve três artigos sobre cada assunto. Um deles adota uma postura favorável, outro é crítico e o terceiro é imparcial. Ao escrever uma notícia sobre o Facebook, por exemplo, o robô redigiu os seguintes títulos: “Facebook admite espionar o Messenger” (viés negativo), “Facebook escaneia o Messenger para remover conteúdo impróprio” (viés positivo) e “Facebook escaneia mensagens enviadas no Messenger” (versão neutra). Os fatos em si não mudam. O que muda são as escolhas de palavras e as ênfases do texto.

Depois que o robô escreve o texto, um grupo de nove editores humanos coloca a mão na massa para deixar o texto mais claro e agradável de ler. Os editores não têm autonomia para alterar as informações em si. As notícias podem ser lidas no site da Knowhere, que também permite selecionar a versão favorável, crítica ou imparcial de cada um deles.

O algoritmo atribui maior peso à fontes confiáveis, como o New York Times, e menos peso a sites menores. A fonte que for pega espalhando informações falsas é expulsa do banco de dados. Por hora, a inteligência artificial possui limitações graves, como a impossibilidade de fornecer um furo jornalístico, por exemplo.

O novo jornalista ainda está no início de sua carreira e, como todo iniciante na profissão, ainda tem muito o que aprender. Principalmente, no que se refere a ter um olhar crítico sobre os fatos. Mesmo assim, já está com emprego garantido pelos próximos anos: a Knowhere recebeu US$ 1,8 milhão de investidores. Mais dinheiro do que a maioria dos jornalistas consegue juntar durante a vida.

via Superinteressante

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *