Google lança aceleradora de startups no Brasil

Da Redação

05/04/2018 – 16h20

Objetivo é apoiar 35 jovens empresas nos próximos anos; Startups receberão entre US$ 20 mil e US$ 100 mil em créditos de produtos e suporte dedicado


O Google anunciou nesta quinta-feira (5/4) o lançamento do Launchpad Accelerator São Paulo, programa focado em ajudar startups do país a criar produtos e tecnologias atraentes, escaláveis e impactantes. O foco da gigante de buscas é acelerar 35 empresas nos próximos dois anos.

As inscrições para a primeira turma estão abertas neste formulário até 23 de abril. As startups selecionadas começarão a trabalhar com o Google no dia 14 de maio.  

Com duração de três meses, o programa oferece suporte técnico contínuo para ajudar no desenvolvimento de um projeto específico, definido no começo do programa, por meio de mentoria com especialistas do Google e do mercado e acesso antecipado a novas tecnologias da empresa. Ainda, as startups receberão entre US$ 20 mil e US$ 100 mil em créditos de produtos e suporte dedicado. 

Programa global

Depois de Israel (Tel Aviv) e Nigéria (Lagos), o Brasil é o terceiro país do mundo a receber a iniciativa, um desdobramento do Launchpad Accelerator Global. No País, o programa terá sede no Campus São Paulo, o espaço do Google para startups. 

Rodrigo Carraresi, gerente de programas do Google Developers, comenta que o ecossistema brasileiro de startups vive um momento único, com muitas histórias de sucesso que se tornaram inspiração para outros fundadores e exemplo para atrair novos investimentos. “Para manter esse ciclo virtuoso, é fundamental continuar a investir em programas de apoio para os empreendedores que estão em busca da próxima grande inovação”, comenta.

Tecnologias 

O Launchpad Accelerator São Paulo ajudará as startups desenvolver de seus produtos e superar desafios tecnológicos, principalmente, em inteligência artificial, machine learning, Android, Google Cloud Platform e soluções web (Progressive Web Apps, Accelerated Mobile Pages, entre outras).

 

via IDG Now!

Deixe uma resposta