Aranhas usam teia para fazer um balão – e sair voando

Pode não parecer, mas as teias de aranha são um dos materiais mais resistentes da natureza. Essas fibras de seda, feitas de longas cadeias de proteína, não são úteis apenas para construir armadilhas, casulos ou proteção dos ovos. Elas também podem fazer as aranhas voarem.

As pequenas aranhas caranguejo do gênero Xysticus, que medem de 4mm a 10mm – dependendo do gênero – fabricam uma espécie de “vela” que as ajudam a voar. Elas chegam a cerca de 4 mil metros de altura, e são capazes de viajar centenas de quilômetros. Essa técnica, chamada de ballooning (balonismo), é conhecida desde o século 17. A novidade é que, agora, cientistas da Universidade Técnica de Berlin filmaram tudo.

Para descobrir como as aranhas voam, os pesquisadores colocaram 14 delas em uma plataforma exposta ao vento. Além disso, eles também puseram aranhas em um túnel de vento, onde eles podiam controlar a velocidade e a temperatura das brisas.

Os cientistas descobriram que as aranhas não soltam suas velas do nada, à toa. Para testar o vento, elas primeiro levantam uma ou duas patas – durante 5 a 10 segundos. Segundo, nos dias frios, elas não voam. Mas, com as condições perfeitas – brisa quente, não mais forte que 3 metros por segundo -, as aranhas levantavam seu abdômen e soltam cerca de 60 fios de seda, formando uma vela que as leva para o céu.

via Superinteressante

Deixe uma resposta