Mozilla anuncia novo navegador Firefox Reality com foco em AR e VR

Ainda sem previsão de lançamento, nova versão do browser voltada para Realidades Virtual e Aumentada já está disponível no modo desenvolvedor.


A Mozilla anunciou nesta semana que está desenvolvendo um navegador feito especialmente para exibir conteúdos em Realidade Virtual (VR) e Realidade Aumentada (AR), apostando que as tecnologias terão um papel importante na Internet.

“Acreditamos que o futuro da web será fortemente entrelaçado com as Realidades Virtual e Aumentada, e esse futuro viverá por meio dos navegadores”, afirmou o diretor de pesquisa e desenvolvimento da Mozilla, Sean White, em um post no blog da companhia

Chamado atualmente de Firefox Reality, o novo navegador ainda está longe de ser lançado ao público geral, mas já está disponível em versões para desenvolvedores – e como a Mozilla é uma desenvolvedora open-source, o código fonte do browser também está disponível. A empresa não revelou quando o navegador será finalizado.

“Esse é o primeiro passo no nosso plano de longo prazo para entregar uma experiência totalmente nova em uma nova plataforma excitante”, explicou o engenheiro de pesquisas da Mozilla, Trevor Smith, em outro post sobre o assunto, sinalizando que ainda há mais por vir. 

O navegador será construído sobre o Firefox já existente – que foi renovado no fim do ano passado com a versão Quantum – e aumentado pela equipe devotada à Servo, uma engine de renderização em que a Mozilla trabalha desde 2013. Escrita com Rust, uma linguagem criada pelo grupo de pesquisas da Mozilla, a Servo foi criada para ser a substituta da engine Gecko, usada há tempos no Firefox.  

A equipe da Servo recentemente foi combinada com uma chamada de “Mixed Reality” na Mozilla. “Pegamos nossa tecnologia web existente do Firefox e a refinamos com a Servo, nossas engine experimental para web”, afirmou Smith.

Atualmente, o Firefox Reality roda apenas no modo de desenvolvedor em dois aparelhos, o Daydream, do Google, e o Gear VR, da Samsung, mas a Mozilla prometeu mais. “Outras soluções para navegar e acessar a web em headsets separados existem, mas elas são fechadas e específicas para plataformas”, afirmou White. “O Firefox Reality será independente e funcionará com uma grande variedade de aparelhos e plataformas.”

O analista principal da J. Gold Associates, Jack Gold, que já criticou iniciativas anteriores da Mozilla para tentar expandir sua presença no mercado, não se mostrou impressionado com o Firefox Reality. 

“Isso é basicamente atirar para todo lado. Apesar de claramente AR/VR ser uma área importante em crescimento e seguindo em frente, e que recebe muita atenção no mercado, o mercado existente até agora é pequeno e as necessidades dos primeiros usuários, gamers em sua maioria, estão muito além da habilidade de um navegador entregar uma experiência completa”, declarou o especialista. 

Talvez prevendo possíveis críticas como essas, White, da Mozilla, citou as razões pelas quais o Firefox está bem-posicionado para subir no bonde da Realidade Aumentada e da Realidade Virtual.

“O futuro da realidade mista é sobre entregar experiências, não construir aplicativos”, afirmou. “Não deveria haver atrito ao mudar de uma experiência para outra.”

O código fonte do Firefox Reality pode ser encontrado no repositório GitHub, e a Mozilla encorajou os usuários a seguirem o seu blog Mixed Reality.

via IDG Now!

Deixe uma resposta