Instagram restringe acesso de serviços de terceiros após caso Cambridge Analytica

O escândalo Cambridge Analytica estremeceu a relação entre o Facebook e os usuários, motivando a campanha #DeleteFacebook e derrubando o valor de mercado da rede social. Para evitar que os danos sejam ainda maiores, a empresa está tomando providências em outra propriedade: o Instagram.

Neste final de semana, muitos aplicativos de terceiros perderam o acesso à API da plataforma. Outros tiveram uma redução significativa da atividade permitida na rede social, que cortou de 5 mil para 200 conexões por hora para as informações da conta de cada usuário. Com isso, os apps têm menos informações à disposição.

Foto por Oliver Graumnitz/Pixabay

A mudança afeta, principalmente, os aplicativos que oferecem dados como estatísticas sobre os seguidores e as hashtags mais populares do momento. Por realizarem muitos acessos por hora, eles estão apresentando falhas.

De acordo com desenvolvedores, a mudança foi realizada sem qualquer tipo de aviso prévio. Para os criadores desses aplicativos, um anúncio oficial teria permitido que as devidas alterações fossem realizadas, e teria evitado o surgimento de erros.

O Instagram, por sua vez, não fez qualquer comentário para explicar o que está acontecendo. A página que tratava dos limites de conexões de aplicativos de terceiros está fora do ar. A rede social confirma somente que suspendeu a autorização para novos aplicativos, seguindo uma decisão tomada na semana passada pelo Facebook.

A plataforma já havia anunciado os planos para reduzir o acesso de aplicativos aos dados dos usuários. Em janeiro, um comunicado indicou que a antiga API seria descontinuada ao longo dos próximos dois anos.

Previsto para julho, o primeiro passo envolve o fim do acesso de aplicativos à lista de seguidores. A etapa também deverá acabar com a possibilidade de os apps seguirem contas em nome dos usuários.

Com informações: TechCrunch, Recode.

Instagram restringe acesso de serviços de terceiros após caso Cambridge Analytica

via Tecnoblog

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *