Instagram muda API e apps de terceiros têm acesso a menos dados de usuários

As mudanças anunciadas por Mark Zuckerberg em relação à disponibilidade de dados para desenvolvedores no Facebook começam a respingar também no Instagram. Neste final de semana, a plataforma reduziu a quantidade de chamadas para a sua API de 5 mil para 200 por hora.

Em termos práticos, isso quer dizer que os desenvolvedores têm acesso a menos dados por período de tempo. Como consequência, alguns aplicativos não oficiais que apresentam informações de conta, como quantos usuários interagiram com o perfil, não estão funcionando.

Código mostra limite de taxa em 200 chamadas por hora (Foto: StackOverflow)

O Instagram, assim como Facebook, parou de receber submissões para novos aplicativos parceiros da plataforma. Desenvolvedores disseram que a mudança não estava agendada, nem mesmo foram notificados sobre a as novidades da API para que pudessem adaptar seus aplicativos para que continuem funcionando no Instagram.

Embora a crise em relação ao uso de informações tenha se voltado apenas ao Facebook, é natural que a empresa também comece a se movimentar para evitar que o problema chegue a seus outros programas, como WhatsApp e Instagram.

O Facebook vive um momento crítico desde a denúncia de que dados de mais de 50 milhões de usuários teriam sido usadas em campanhas pela empresa Cambridge Analytica sem consentimento dos usuários. A rede social está sob auditoria da Comissão Federal de Comércio dos Estados Unidos (Federal Trade Commission ou FTC, no original em inglês). O objetivo do FTC é descobrir se a empresa de Mark Zuckerberg quebrou um decreto de consentimento assinado em 2011 a respeito da forma como ela trataria as informações pessoais dos internautas.

via Canaltech

Deixe uma resposta