5 canais no YouTube para você aprender ciência

1. minutephysics

Explicar coisas como física quântica ou teoria das cordas para um leigo, sem usar nenhuma fórmula, é muito, muito difícil (acredite, a gente vive disso aqui na SUPER). Mas se você desenhar, bem… aí uma imagem vale por uns três textos.

O minutephysics é genial por causa disso. Ele usa canetas coloridas, bonecos de palito e timelapse para explicar coisas que deixariam Einstein de cabelo em pé. Sempre de um jeito que até uma criança da quarta série consegue sacar.”Se você não consegue explicar um assunto do jeito simples, você não entendeu o assunto bem o suficiente”, diz a descrição do canal.

Normalmente, quem narra os vídeos é o físico Henry Reich, que criou a iniciativa. Mas volta e meia algum cientista famoso é convidado para participar, como a lenda Sean Carroll, da Caltech – que, no curta abaixo, explica porque o tempo passa para frente, e não para trás (!?).

O conteúdo está em inglês, com legendas em inglês – mas usa um vocabulário fácil de encarar, mesmo que você não domine a língua. Outra opção é assistir ao minutodefisica – que traduz os vídeos para o espanhol.

2. Numberphile

Um lobo, uma cabra e um repolho estão na margem de um rio. Um fazendeiro precisa levá-los para o outro lado, mas só há espaço no barco para transportar um de cada vez. Se o lobo ficar sozinho com a cabra, ele come a cabra. Se a cabra ficar sozinha com o repolho, ela come o repolho. O que fazer?

Muita gente sente um prazer masoquista em resolver probleminhas de lógica como esse. A mágica do Numberphile é usá-los como ponto de partida para explicar matemática avançada. No vídeo abaixo, a professora Annie Raymond, da Universidade de Washington, revela a solução do dilema do fazendeiro – e depois aumenta o número de animais que precisam ser atravessados para mostrar o quanto a matemática do dia a dia pode ficar complicada (e divertida) rápido.

O mais legal é que Brady Haran, criador do canal, monta os vídeos de um jeito que mistura as entrevistas com especialistas com ilustrações simples, geradas em computador. Se você ainda não gosta dos números, essa é a chance de gostar.

3. AsapSCIENCE

O AsapSCIENCE não tem assunto específico – mas tende a falar de temas mais pé no chão que cosmologia ou matemática. Como as vantagens e desvantagens da monogamia, no vídeo abaixo. Ou o que acontece se a porta do avião abrir no meio do voo, em grande altitude. Ou se ter o pênis circuncidado faz alguma diferença.

Além de responder às perguntas que você sempre teve mas não sabia que tinha (ou tinha vergonha de perguntar), o casal de biólogos Mitchell Moffit e Gregory Brown faz tudo com desenhos e tipografia acima da média. Dá gosto de ver o resultado.

4. SmarterEveryDay

Você está gravando um vídeo sobre ciência para o YouTube e precisa de uma gota de sangue para terminar um experimento. O que fazer? Furar o próprio dedo, é claro. Pelo menos se você for o engenheiro Destin Sandlin, apresentador do SmarterEveryDay (em tradução livre, “mais esperto a cada dia”).

OK, furar um dedo não é nada demais. Sandlin se submete a situações realmente absurdas – como extrair veneno do peixe mais letal do mundo, soltar gatos de ponta cabeça para ver se eles caem mesmo em pé ou dar tiros com um AK-47 dentro d’água. Mas o espírito não é tirar sarro (nem fazer um documentário de pai do Discovery Channel). Sandlin realmente vai fundo na teoria por trás dos fenômenos – usando ilustrações e animações fora de série para ajudá-lo.

No vídeo abaixo, ele descobre como funciona a remoção de tatuagens com laser – que envolve glóbulos brancos, seu fígado e até, quem diria, seu cocô. Vale a pena existir. 

5. Nerdologia

Achou que só ia ter canal gringo na lista? Achou errado. O Nerdologia, apresentado pelo biólogo Atila Iamarino e o historiador Filipe Figueiredo, parte da cultura nerd e da ficção científica para explicar ciência de verdade – além de abordar assuntos quentes como a psicologia das notícias falsas, a teoria dos jogos por trás das delações premiadas e (como não) Bitcoin e blockchain.

Os vídeos são sensacionais. Misturam fotos, trechos de artigos científicos, ilustrações e animações com um texto super completo e amarrado. Para ilustrar o post, a SUPER escolheu um vídeo que não está mais tão quente assim: spinners. Divirta-se.

Vale lembrar que a SUPER também tem seu programa: o Supernovas. Todas as sextas, nossa repórter Ana Carolina Leonardi transmite ao vivo, pelo Facebook, as três notícias de ciência mais legais da semana. Assista aqui.

via Superinteressante

Deixe uma resposta