Microsoft publica limitações do Windows 10 para ARM… e depois apaga

Há uma grande expectativa no mercado com relação ao lançamento dos novos PCs com Windows 10 em arquitetura ARM — populares em dispositivos móveis. Entre maiores as vantagens estariam uma bateria que “duraria o dia todo” e conectividade celular, além de compatibilidade com vários apps e jogos utilizados em smartphones. Contudo, há uma série de limitações para esse estágio inicial e a própria Microsoft divulgou um texto para os desenvolvedores, que foi apagado posteriormente.

Antes de ser deletada, a lista foi copiada e armazenada e eis o que ela diz:

  • Só haverá suporte para drivers ARM64:Windows 10 para ARM poderá rodar aplicativos x86, mas não poderá usar os drivers x86. Isso significa que os periféricos mais velhos não vão rodar na nova plataforma.
  • Não haverá suporte para apps x64: ainda que haja planos para emular aplicativos x64, isso só deve acontecer em futuro breve.
  • Alguns jogos e apps não vão funcionar: softwares que usam a versão mais recente que a 1.1 do OpenGL ou que necessitam de OpenGL acelerado pelo hardware não vão rodar. Além disso, os drivers “anti-cheat” — os que evitam trapaças — também não vão funcionar.
  • Apps que customizam a experiência do Windows 10 podem não funcionar corretamente: tecnologias de assistência ou editores de métodos de entrada — que permitem a um usuário utilizar diferentes símbolos e caracteres dos nativos no sistema — não vão rodar direito. Além disso, extensões shell que podem ser acessados via ícones e botão direito do mouse no gerenciador de arquivos explorer, como o Google Drive ou Dropbox, podem falhar. Esse conteúdo terá que ser compilado de forma nativa para o ARM.
  • Apps que se comportam como se todos os dispositivos ARM rodam em uma versão mobile do Windows podem não funcionar corretamente:  alguns aplicativos que foram codificados para o Windows Phone não vão rodar corretamente e podem apresentar problemas de orientação ou no layout da interface do usuário. Contudo, isso não deve afetar uma grande quantidade de softwares.
  • O Windows Hypervisor Platform não vai rodar: será impossível rodar a plataforma Hyper-V para rodar máquinas virtuais no Windows 10 para ARM.
  • Microsoft lista também orientações para corrigir possíveis falhas

arm arquitetura windows 10

Além das limitações, a Gigante de Redmond também publicou orientações para que os desenvolvedores saibam como agir no caso dos erros mais comuns encontrados até agora:

Ou seja: com todas essas recomendações e limitações, é bem possível que as primeiras versões do Windows 10 para ARM estejam mais próxima do Windows Lite. Como tudo ainda em uma fase de otimização e os aguardados computadores da AsusHPLenovo ainda sequer estão disponíveis para venda, a Microsoft tirou do ar essas listas — talvez temendo que a boa receptividade inicial seja ofuscada pelos problemas.

E você, o que acha disso tudo? Pretende adquirir um computador com Windows 10 para ARM? Deixe sua opinião nos comentários e compartilhe!

Cupons de desconto TecMundo:

via Novidades do TecMundo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *