Número de furtos a smartphones sobe no Carnaval; saiba como proteger seus dados

Dicas simples aumentam a segurança do seu aparelho e das suas informações pessoais


Nos fins de semana do feriado de Carnaval, o número de furtos somente na cidade de São Paulo sobe 263% – mais do que qualquer outro sábado e domingo. São aproximadamente 1.424 furtos a celulares. 

Uma vez que nossos smartphones têm se tornado a nossa principal fonte de informações, contendo informações pessoais, como número de telefones de familiares, fotos, histórico de conversas online, etc, é importante prestar atenção em seu uso e seguir algumas dicas simples para aumentar a segurança do aparelho. Confira na lista a seguir as dicas da analista de infraestrutura da DBACorp, Jéssica Estillac.

1. Utilize uma senha forte e trave a tela do seu aparelho sempre que não estiver usando

Apesar de ser um pouco incômodo ter de inserir uma senha toda vez que você for utilizar o celular, essa medida de segurança é extremamente importante para garantir que caso você perca seu celular ou ele seja roubado, suas informações pessoais não sejam acessadas por terceiros.

2. Somente instale aplicativos de fontes confiáveis

Em uma busca rápida na Internet, você com certeza encontrará diversos relatos e tutoriais sobre como instalar diversos aplicativos pagos em seu telefone de maneira gratuita. Além de ilegal, ao realizar esse procedimento, você deixa seu celular vulnerável a ação de hackers, que muitas vezes incluem um software de monitoração e controle remoto para smartphones com o aplicativo em questão. O melhor modo de evitar esse tipo de ameaça é somente instalar aplicativos da loja oficial do sistema operacional de seu celular (Ex.: Apple Store para iPhone e Play Store para Android).

3. Instale um software antivírus em seu aparelho

Assim como nos computadores, é extremamente importante que você possua um software antivírus instalado em seu smartphone. Ele irá lhe auxiliar a se proteger de diversos tipos de ataques já conhecidos, além de ser uma camada extra de proteção no caminho de terceiros que queiram obter acesso as suas informações.

4. Evite se conectar em redes não seguras

Assim como nos notebooks, não é uma boa ideia conectar seu celular a redes Wi-Fi desprotegidas. Nesse tipo de rede sem proteção, é possível realizar um tipo de ataque conhecido como man-in-the-middle, no qual o hacker intercepta seus dados e os repassa ao seu equipamento. Dessa forma, apesar da conexão funcionar aparentemente sem problemas, ele estará interceptando todos os dados enviados por você, inclusive senhas, e-mails, conversas, e tudo mais que estiver sendo enviado pelo seu celular.

5. Tome cuidado com avisos falsos em sites

Muitas vezes, pessoas mal-intencionadas colocam anúncios em sites simulando uma mensagem de erro do sistema operacional de seu celular.

Caso você veja uma suposta mensagem de erro do celular que só aparece em uma parte da tela em seu navegador, acesse outro site. Caso a mensagem desapareça, ela pode se tratar de uma mensagem falsa.

E vale reforçar: “o principal conceito que compreende todas as regras é o cuidado. Use aplicativos, acesse redes e sites confiáveis. Em caso de qualquer aviso diferente no seu celular, suspeite! Seguindo essas cinco dicas, seu smartphone, seus dados e, principalmente, sua privacidade estarão mais protegidos”, aconselha Jéssica Estillac. 

 

 

via IDG Now!

Deixe uma resposta