Polícia chinesa usa óculos espião para vigiar cidadãos nas ruas

Enquanto a vigilância de massa presente em países ocidentais acontece de maneira velada, tudo é escancarado na China. Já mostramos, por exemplo, como funcionam os softwares de reconhecimento facial usados pelo governo. Agora, as forças policiais chinesas intensificaram esse trabalho e estão usando óculos inteligentes para uma ação mais ostensiva.

Vale notar que a China possui, provavelmente, a maior base de dados do mundo com informações biométricas de seus cidadãos

Com os óculos funcionando, a polícia pode (em tempo real) checar informações sobre chineses na rua — por exemplo, receber informações presentes em bases de dados de trânsito, serviço social etc. Como nota o SixthTone, os óculos espiões são desenvolvidos pela LLVision Technology, de Beijing.

Em certas regiões da China, de acordo com o Bloomberg, o governo está usando o sistema de vigilância para monitorar a presença de minorias étnicas, como áreas com grande presença de muçulmanos no país. As ferramentas de reconhecimento facil estão usando geofencing (cerca virtual em uma área geográfica) para alertar as autoridades quando “alvos selecionados” ficam 300 metros próximos de uma “zona segura”.

ChinaChina (Feb. 5, 2018. Ning Jing/VCG)

  • Hoje, a China conta com mais de 170 milhões de câmeras CCTV pelo país (o número deve triplicar nos próximos anos), e o país coleta dados biométricos de cidadãos entre 12 e 65 anos.

Cupons de desconto TecMundo:

via Novidades do TecMundo

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: