Especialistas pedem que Facebook cancele o Messenger Kids

O Facebook lançou no fim do ano passado uma nova ferramenta chamada “Messenger Kids”. O app permite que crianças com idades entre 6 e 12 anos possam ter acesso ao mensageiro do Facebook e conversar com seus pais, familiares e amigos de maneira isolada do restante da rede social. Os pais ainda podem controlar certos aspectos das conversas, bem como contatos e mensagens. Contudo, algumas organizações dedicadas à proteção da infância nos EUA argumentam que o Messenger Kids é, na verdade, prejudicial aos pequenos.

A CCFC ou Campaign for a Commercial-Free Childhood (Campanha para uma Infância Livre de Anúncios) explicou que psicólogos e psiquiatras especializados no desenvolvimento infantil consideram o app inadequado para crianças na faixa etária indicada. De acordo com eles, com seis anos, uma criança é “cheia de imaginação e pode inclusive não distinguir com precisão a realidade da fantasia. Ela está começando a ler, mas não consegue entender nuances da comunicação escrita. Ela também não entende o que é privacidade”.

messenger kids

O Messenger Kids pode ser considerado, na verdade, relativamente amigável para crianças por não contar com alguns recursos conhecidamente causadores de ansiedade em jovens e adolescentes, como os botões de curtir e o próprio feed de notícias. Contudo, recursos de fotografia estão presentes, bem como emojis de todo tipo etc. Mas assim como outras ferramentas sociais voltadas para crianças, o Messenger Kids ainda pode ser considerado inadequado, de acordo com CCFC.

Crianças pequenas simplesmente não estão prontas para ter contas em redes sociais

“Crianças pequenas simplesmente não estão prontas para ter contas em redes sociais. Uma quantidade crescente de pesquisas demonstra que o uso excessivo de dispositivos digitais e de redes sociais é prejudicial para crianças e adolescente, tornando bastante provável que este novo app possa prejudicar o desenvolvimento saudável das crianças”, dizem os especialistas da CCFC em uma carta aberta.

O Facebook, por outro lado, defende a sua criação afirmando que construiu o Messenger Kids consultado médicos especialistas e famílias antes de torná-lo público. Uma criança não pode, por exemplo, criar uma conta sozinha. Ela precisa que seus pais façam login com suas próprias contas do Facebook e autorizem o mensageiro infantil a funcionar. “O Messenger Kids é um mensageiro que ajuda pais e filhos a conversar de uma forma segura”, disse o Facebook ao New York Times.

O Messenger Kids é um mensageiro que ajuda pais e filhos a conversar de uma forma segura

O app não tem anúncios, mas, ainda assim, levanta preocupações. “O Facebook está transformando as crianças em um mercado, e as mais novas terão mais chances de serem fisgadas mais cedo”, comentou ao periódico norte-americano Michael Brody, antiga conselheira da Academia Americana de Psiquiatria para Crianças e Adolescentes.

Por enquanto, o Messenger Kids só está funcionando nos EUA e não temos informações sobre a sua liberação no Brasil ou em outros mercados.

Cupons de desconto TecMundo:

via Novidades do TecMundo

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: