Apple admite estar sob investigação por reduzir desempenho de aparelhos

Se você acompanhou as notícias mais recentes do TecMundo provavelmente sabe que, recentemente, a Apple virou alvo de investigações do próprio Departamento de Justiça dos EUA após o polêmico caso da empresa e o software que desacelerava os aparelhos iOS com baterias antigas. Pois bem, diante dessa história, a Maçã resolveu dar mais uma declaração, dessa vez reforçando tudo aquilo que ela já havia dito ao público através das últimas semanas.

Não limitada a isso, a Apple também foi clara quanto às investigações pelas quais está passando. “Nós recebemos perguntas de algumas agências governamentais e nós estamos respondendo a elas”, afirmou a empresa em uma declaração ao site Axios.

Confira a declaração da empresa, na íntegra, logo abaixo:

“Aproximadamente um ano atrás, nós entregamos uma atualização de software que melhora o gerenciamento de energia durante picos de cargas de trabalho para evitar desligamentos inesperados em certos iPhones com baterias mais velhas. Nós sabemos que os iPhones se tornaram uma parte importante das vidas diárias de nossos consumidores e nossa intenção era melhorar a experiência do consumidor.

Nós buscamos melhorar ainda mais a experiência do cliente em Dezembro ao anunciar um desconto significativo na substituição de baterias para certos iPhones. Nós também anunciamos que nós começamos a desenvolver uma nova função de iOS para mostrar a saúde de sua bateria e qual nós iriamos recomendar quando o usuário deve considerar a troca de suas baterias. Essas ações foram tomadas para auxiliar ainda mais nossos consumidores e ajudar a estender a vida de seus iPhones. Adicionalmente, usuários vão poder ver se a função de gerenciamento de força está sendo usada para prevenir desligamentos inesperados, e desligar isso se eles assim escolherem. Essas funções vão ser incluídas em um lançamento de desenvolvedor no próximo mês e em um lançamento de usuário nesta Primavera.

Como falamos para nossos clientes em Dezembro, nós nunca fizemos – nem nunca faríamos – nada para diminuir intencionalmente a vida de qualquer produto da Apple, ou degradar a experiência de usuário para levar a atualizações do consumidor. Nossa meta sempre tem sido criar produtos que nossos clientes amam. Fazer iPhones durarem tanto quanto possível é uma parte importante disso.

Nós recebemos perguntas de algumas agências governamentais e nós estamos respondendo a elas.”

Isso, claro, não mostra que a Apple está realmente enrascada; afinal, como já havia sido dito antes, a investigação estaria apenas em estágios iniciais, podendo muito bem ser deixada de lado caso o governo não encontre evidências. Mesmo assim, a simples confirmação de que isso está acontecendo já é suficiente para levantar problemas.

Cupons de desconto TecMundo:

via Novidades do TecMundo

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: