Energia gerada por fonte fotovoltaica atinge 1 GW no Brasil

A geração de energia fotovoltaica no Brasil já atingiu 1 gigawatt de potência em usinas de fonte solar em operação pelo país. O levantamento foi feito pela ABSOLAR (Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica), que afirmou em nota que o país entrou em 2018 com um crescimento de 1.153% na produção de energia a partir das instalações fotovoltaicas.

O número é histórico, já que esse nível só foi alcançado por 30 países no mundo todo. Ainda de acordo com a ABSOLAR, o crescimento expressivo na produção de energia fotovoltaica se dá em consequência das usinas compradas em leilões. Os arremates aconteceram em 2014 e 2015, e a geração gerada pelas usinas é responsável pela produção de 0,935 GW de potência. Já a energia fotovoltaica proveniente dos painéis solares de telhados ou pequenas instalações representa 0,164 gigawatt do total.

Brasil tem potencial para se destacar em energia fotovoltaica

O presidente da ABSOLAR, Rodrigo Sauaia, afirma que o Brasil possui um dos melhores climas para empreendimentos de energia solar fotovoltaica. Ainda assim, ele é categórico ao dizer que esse potencial ainda não é tão explorado quanto poderia ser: “O Brasil está mais de 15 anos atrasado no uso da energia solar fotovoltaica”, afirmou. O presidente também defende que o país tem as condições favoráveis para ficar entre as principais nações nesse segmento.

As usinas contratadas pelo governo entre 2014 e 2014, que são a geração centralizada, estão localizadas principalmente na Bahia, no Piauí, em Minas Gerais, em Pernambuco e no Rio Grande do Norte. Já a geração distribuída é aquela que representa a menor participação do total, mas que tem um papel fundamental no crescimento da produção de energia solar fotovoltaica. Ela representa a participação de uso pela população geral, empresas, residências, comércio, indústria, zona rural, entre outras.  

Ainda segundo a associação, essa potência 1 GW que já é produzida pela geração de energia fotovoltaica no país é capaz de abastecer 500 mil casas. O número de brasileiros atendidos poderia chegar a 2 milhões. Atualmente, 195 países contam com produção de energia de fonte solar. Estar entre os 30 maiores é um avanço para o Brasil, mas o país pode progredir muito mais. “Para isso, precisamos de um programa nacional estruturado para acelerar o desenvolvimento da energia solar fotovoltaica”, segundo Rodrigo Sauaia.

Cupons de desconto TecMundo:

via Novidades do TecMundo

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: