Acerto de contas do Uber com motoristas de Nova York custa US$ 3 milhões

O Uber vai pagar até US$ 3 milhões (algo em torno de R$ 9,6 milhões) para encerrar uma ação coletiva movida pelos motoristas da plataforma em Nova York. O processo, em nome de 2.421 motoristas, acusa a empresa de pegar pesado demais nas tarifas.

De acordo com a agência de notícias Reuters, um acordo prévio já foi protocolado no começo da semana e precisa apenas da confirmação do juiz distrital dos EUA. Os motoristas reclamavam da inclusão de impostos sobre vendas e de uma taxa chamada de “black car fund”. Basicamente, as cobranças faziam com que o valor devido pelos motoristas para o app ficasse maior.

Propaganda enganosa?

Ah, sabe aquele lance de “dirigir e ganhar tanto”? Bom, os motoristas também aproveitaram o slogan do Uber para acusar a empresa de propaganda enganosa. A tal “grana garantida” não especificava as condições, segundo os motoristas.

O Uber negou as acusações, mas decidiu pagar uma grana para evitar a fadiga de uma longa ação judicial.

Não é a primeira vez que a companhia resolve colocar a mão no bolso por conta de reclamações dos motoristas nova-iorquinos. Em maio do ano passado, o Uber liberou US$ 80 milhões para os cerca de 96 mil motoristas de Nova York, depois de admitir que, ops… Pagou menos do que eles mereciam por dois anos e meio.

Curtiu o texto? Saiba que isso é só um gostinho do que é publicado diariamente na newsletter do The BRIEF, que traz as principais notícias do mercado de tecnologia pra você, todas as manhãs. É serious, é business, mas com um jeitão bem descontraído (#mozão). Para assinar, é só clicar ali -> aqui

Acerto de contas do Uber com motoristas de Nova York custa US$ 3 milhões via The Brief

Cupons de desconto TecMundo:

via Novidades do TecMundo

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: