Azedou? China e Coreia do Sul apertam o cerco e Bitcoin tem queda de 8%

O Bitcoin caiu mais de uma 8% no início das negociações da criptomoeda nessa segunda. Após operar a US$ 17.000 no sábado, a moeda caiu para US$ 14.781, de acordo com a Markets Insider.

Ainda não há certeza sobre o motivo da queda, mas uma notícia do The Wall Street Journal tem um bom palpite: órgãos reguladores da Coreia do Sul preparam uma série de inspeções aos seis bancos comerciais que gerenciam as contas virtuais de bitcoins no país.

As contas virtuais, de acordo com a publicação, são onde os investidores podem armazenar moeda fiduciária quando compram ou vendem criptomoedas. Hein? Explicando: moeda fiduciária é um título que não tem lastro em nenhum metal (ouro ou prata) e também não tem um valor intrínseco – ou seja, só vale a confiança que as pessoas têm em quem emitiu esse título (Valeu, Greg Mankiw!)

bitcoin gráficoGráfico mostra queda do valor do Bitcoin nessa segunda

O Markets Insider ainda cita uma autoridade sul-coreana para apontar que talvez o caldo esteja azedando para os lados do bitcoin e moedas similares: “Há uma crescente preocupação de que bancos, que deveriam agir como porteiros para prevenir a distribuição de crimes e fundos ilegais, estão encorajando essas práticas”, comentou Choi Jong-ku, diretor da comissão de serviços financeiros do Coreia do Sul.

Problemas na China

A pressão por regulamentação das moedas virtuais também afetou outros rivais do Bitcoin, como Ripple e Litecoin. O analista de mercado da TF Global Markets, Naeem Aslam, contou à Bloomberg sobre a necessidade de regulação desse tipo de transação. “É necessário que os reguladores acompanhem a questão de perto, as negociações coreanas ficaram loucas em termos de diferenças de preços”, explica Aslam.

De acordo com dados do site Coinmarketcap.com, nove das dez principais criptomoedas estão em queda de pelo menos 10%. Na China, mineradoras de bitcoin estão fugindo para evitar a pressão do governo.

O gigante asiático planeja limitar o consumo de energia de algumas mineradoras de bitcoin, o que pode dificultar a vida para quem precisa de computadores e redes funcionando a todo vapor 24/7.

Curtiu o texto? Saiba que isso é só um gostinho do que é publicado diariamente na newsletter do The BRIEF, que traz as principais notícias do mercado de tecnologia pra você, todas as manhãs. É serious, é business, mas com um jeitão bem descontraído (#mozão). Para assinar, é só clicar ali -> aqui

Azedou? China e Coreia do Sul apertam o cerco e Bitcoin tem queda de 8% via The Brief

Cupons de desconto TecMundo:

via Novidades do TecMundo

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: