Internet global aumentou velocidade em 30% no ano; Brasil fica abaixo da média

O Speedtest compilou os dados recolhidos em sua ferramenta, que avalia a velocidade e qualidade da internet nos quatro cantos do mundo. O resultado foi o relatório Speedtest Global Index, que compara os dados individuais dos países registrados entre novembro de 2016 e o mesmo mês de 2017, para mostrar como a banda larga está evoluindo globalmente.

Para constar no estudo, cada país precisou ter pelo menos 670 resultados do Speedtest fornecidos por usuários via dispositivos móveis, e ao menos 3.333 para a banda larga fixa. Entre os resultados, vemos que as velocidades do mundo todo, em média, cresceram em 30%, sendo que os downloads fixos em banda larga aumentaram em 31,6%, enquanto os downloads móveis tiveram um aumento de 30,1%.

Média de velocidade mobile e banda larga fixa em todo o mundo

Países que melhoraram suas velocidades

Somente em novembro de 2017, 119 países viram sua internet móvel apresentar uma maior velocidade de download, enquanto a velocidade caiu para outros 134. O país que teve o maior aumento em sua velocidade geral foi o asiático Laos, que, ao longo do ano, teve um aumento de 249,5%, seguido pelo Vietnã, com aumento de 188,7%. Abaixo a relação dos países que tiveram os melhores índices de aumento em suas velocidades de internet móvel:

  1. Laos 249,5%
  2. Vieetnã 188,7%
  3. Trinidad e Tobago 133,1%
  4. Hong Kong 102,6%
  5. Líbano 92,3%
  6. Chipre 90,2%
  7. Myanmar 81,0%
  8. Costa Rica 80,9%
  9. Camboja 70,5%
  10. Sudão 68,9%

Já ao avaliar a velocidade da banda larga fixa, o índice apresentou o seguinte:

  1. Reunião 141,5%
  2. Guatemala 116,7%
  3. Gana 82,1%
  4. Peru 80,1%
  5. Índia 76,9%
  6. Panamá 76,6%
  7. Itália 72,1%
  8. Líbia 67,6%
  9. Argentina 62,2%
  10. Quênia 60,9%

E quem viu sua velocidade cair

Mas nem tudo são flores. Enquanto algumas regiões aumentaram suas velocidades de internet, outros países viram esses índices caírem no período analisado. É o caso de Porto Rico, cuja velocidade móvel caiu em 39,8%, muito disso por conta dos estragos causados pelo furacão Maria.

Quanto à internet móvel, o ranking dos países que tiveram redução em suas velocidades é o seguinte:

  1. Porto Rico -39,8%
  2. Usbequistão -,1,8%
  3. Costa do Marfin -26,1%
  4. Brunei -23,4%
  5. Tailndia -19,7%
  6. Iraque -16,8%
  7. Argélia -10,8%
  8. Nigéria -8,4%
  9. Bangladesh -7,4%
  10. Marrocos -6,3%

Já ao estudar as velocidades da banda larga fixa, os países que tiveram queda em suas velocidades foram:

  1. Argélia -23,9%
  2. Equador -9,1%
  3. Letônia -6,5%
  4. Tunísia -3,2%
  5. Iraque -1,1%
  6. Síria -0,3%
  7. Taiwan 0,5%
  8. Maldivas 1,0%
  9. Namíba 1,2%
  10. Jamaica 1,5%

Performance nos países mais populosos

O Speedtest também avaliou a performance média dos países mais populosos do mundo. Com relação aos downloads feitos em dispositivos móveis, contando com a internet mobile, o Paquistão teve a melhor performance, com 56,2% de aumento em sua velocidade, enquanto a Índia viu esse número crescer em 42,4%, e o Brasil ficou em terceiro lugar, com 27,6%. Já Bangladesh viu uma queda de 7,4%, enquanto a Nigéria teve uma redução de 8,4%.

  1. Paquistão 56,2%
  2. Índia 42,4%
  3. Brasil 27,6%
  4. Japão 23,5%
  5. Estados Unidos 22,0%
  6. Rússia 19,2%
  7. Indonésia 18,1%
  8. China 3,3%
  9. Bangladesh -7,4%
  10. Nigéria -8,4%

E quanto aos downloads feitos pela banda larga fixa? A Índia lidera o ranking nesta categoria, com um aumento de velocidade de 76,9%, seguida pela China com 42,3%. O Brasil aparece em sexto lugar, com um aumento de velocidade de 18,5% na internet fixa.

  1. Índia 76,9%
  2. China 42,3%
  3. Estados Unidos 37,3%
  4. Japão 20,7%
  5. Indonésia 18,9%
  6. Brasil 18,5%
  7. Paquistão 15,5%
  8. Rússia 14,6%
  9. Bangladesh 13,7%
  10. Nigéria 3,8%

via Canaltech

Deixe uma resposta